segunda-feira, fevereiro 13, 2017

Venezuela: El chavismo aplaza de nuevo las elecciones regionales

No ha sido una declaración oficial, pero funciona como tal. La rectora del Consejo Nacional Electoral, Tania de Amelio, ha revelado en una entrevista concedida al circuito local Unión Radio lo que la oposición temía: las elecciones regionales, pautadas para junio próximo, no se celebrarán en la fecha acordada. La buena o mala nueva, según la perspectiva del venezolano que haya escuchado la afirmación, supone que los comicios de gobernadores, que debían llevarse a cabo a finales de diciembre de 2016, han sido aplazados una vez más y con la salvedad de que ahora no se sabe cuándo ocurrirán, y si es que ocurren. Aunque nunca se ha referido directamente a las elecciones regionales, el presidente Nicolás Maduro, ante el esfuerzo de la oposición por convocar durante 2016 a un referéndum revocatorio de su mandato, afirmó que en Venezuela la prioridad era recuperar la economía y no la organización de comicios. Esa postura ha seguido siendo el faro del chavismo en este comienzo de año.

Humor de Henrique Monteiro: Vem aí obra

fonte: Henricartoon

Humor de Henrique Monteiro: O medidor de mentiras

fonte: Henricartoon

Humor de Henrique Monteiro: Aliados

fonte: Henricartoon

Humor de Henrique Monteiro: A verdade da mentira

fonte: Henricartoon

Humor de Henrique Monteiro: A paga

fonte: Henricartoon

Humor de Henrique Monteiro: A melhor das razões

fonte: Henricartoon

Bancas: quando penhoram por poucos milhares e almoçam ou jantam com quem deve milhões....

E são estes sacanas - os tais que "lavam o rabinho" com sabonetes de cheiro, e peço desculpa pela terminologia, os que roubam milhões aos bancos, os banqueiros que almoçam ou jantam com os que não pagam empréstimos de centenas de milhões contraídos junto dos bancos - que penhoram as casas de milhares de cidadãos remediados que nunca tiveram acesso às aldrabices que enterraram o sector bancário, porque nunca pretenderam enganar ninguém. Mas que tiveram o azar de ficar com dívidas de 40, 50 ou 60 mil euros que o desemprego ou qualquer outra contrariedade da vida lhes impediu de pagar. Falo dos bancos que lançam famílias na vergonha social ou mesmo em dramas sociais com consequências imprevisíveis (de quantos suicídios foram os bancos os únicos causadores?), ao mesmo tempo que protegem os devedores desses milhões escondidos, caso da CGD que não os divulga ou daqueles que ser pavoneiam na podridão do jet-set falido que temos neste país de merda, fumando charutos comprados a fiado ou vivendo em casas ou conduzindo carros que nem são deles. Mas são estes idiotas de merda que se julgam os maiores. E são, porque de facto não são todos os que conseguem enganar os bancos de uma forma tão descarada e eficaz. E são eles os primeiros a apontar o dedo acusador ao coitado do vizinho que anda de rastos porque deve 40, 50 ou mesmo 100 mil euros a um banco e sabe que a sua casa vai ser penhorada porque não os pode pagar. Enquanto este povo não readquirir a consciência da necessidade da defesa da sua dignidade colectiva, de preservação da sua honra, da defesa dos seus direitos constitucionais e sociais, da necessidade de combater estes cabrões que por aí andam, nada disto muda. Um dia sim provavelmente, pela força, isso mudará. Enquanto isso o facebook e a internet são mais importantes que a dignidade de uma família ou de um agregado familiar (LFM)

O Estado ganha milhões com a desgraça da banca e os portugueses pagam os 12 mil milhões emprestados pela troika para o sector

Há dias ouvi um gestor bancário qualquer tentar na televisão a tentar branquear a realidade. Segundo ele o BCP acabara de devolver ao estado os restantes 750 milhões de euros do financiamento (?) recebido do Estado no valor de 3 mil milhões de euros. Demorou mas sempre pagaram. Mas não se esqueceu - e neste caso bem - de dizer que o BCP para além de ter devolvido ao Estado os 3 mil milhões de euros recebidos a titulo de auxilio ao sector, pagou ainda mais 1000 milhões de euros em comissões e juros! É bom que as pessoas saibam isso.
Lembro que dos 78 mil milhões de euros que a troika nos emprestou a prazo - que passarão a 100 mil milhões com taxas, comissões e juros, ou mais - 12 mil milhões vieram exclusivamente consignados a auxílios ao sector bancário - ou seja eles, a troika, já sabiam que havia merda da grossa na banca, mas andaram a enganar as pessoas com voltinhas ao bilhar grande. Mas para para pagar esse empréstimo da troika pagamos todos.  Incluindo os 12 mil milhões de euros destinados aos bancos e que o governo anterior dos agora rassabiados usou para ganhar dinheiro graças a depósitos efectuados em vários bancos comerciais e no BdP. A ideia - que alguns banqueiros andam a tentar vender nos últimos meses - que os portugueses não pagaram um cêntimo com o financiamento bancário, cai por terra, logo no inicio de todo o processo, Não são os cortes de salários, das pensões, das reformas, dos subsídios de desemprego, dos complementos para os idosos, dos cortes no investimento público, na redução drástica de pessoal com a degradação dos serviços prestados, dos financiamentos da saúde, da educação, etc, etc que estão a pagar esses 78 mil milhões de euros que no final serão 100 mil milhões de euros ou mais? Deixem-se de palermices. O problema é que mesmo no sector há ligações muito estranhas com a alta finança que ajudam a branquear esta realidade. E tudo porquê? Porque a banca é dos poucos sectores a atenuar a gritante falta de publicidade que não poupa ninguém e lançou o sector dos média numa crise terrível que ainda não foi resolvida, nem de perto. Apenas ocultada. Só isso (LFM)

SIC-Notícias: Play Off (12 Fevereiro 2017)


Madeira, a matter of views

fonte: Youtube

Pico do Arieiro to Pico do Ruivo - Madeira 2017

fonte: youtube

SIC-Notícias: O Eixo do Mal (11 Fevereiro 2017)


Reportagem SIC-Notícias: Os Dias da Rádio (11 Fevereiro 2017)


SIC-Noticias: Quadratura do círculo (09 Fevereiro 2017)


Repórter TVI: O Humor e a Política (2016)


TVI-24 (21ª Hora): Debate sobre a reportagem "O negócio dos manuais escolares" (16 janeiro 2017)


Repórter TVI: O negócio dos manuais escolares (2ª Parte 16 Jan 17)


Repórter TVI: O negócio dos manuais escolares (1ª Parte 15 Jan 17)


SIC-Notícias: Conheça os Trump (Panorama BBC, 13 Fev 2017)


Repórter TVI: As Contas da Ordem dos Enfermeiros (TVI24)


As assessorias inconmpetentes

O drama das assessorias - perante factos reais e outros que correm o risco de, a qualquer momento, serem divulgados e comprometerem as pessoas - é que estão lá, devem estar lá, não para negar a verdade, mas para ajudarem o assessorado a gerir uma determinada situação de crise para controlarem os danos e evitar a radicalização da especulação à medida que as coisas começam a ser conhecidas. Como foi o caso da CGD. Perante a correspondência  agora divulgada o ministro Centeno ia negar o quê? Fez um jogo de cintura numa conferência de imprensa que em nada abonou a seu favor e colocando ainda mais em evidência a sua fragilidade política. Mas desconfio que, neste caso concreto da CGD, os assessores devem ter sido os primeiros a fugir para o cagatório... É sempre assim (LFM)

Uma desastrada "gestão de crise"

As pessoas que seguem esta novela sobre a banca devem interrogar-se sobre muita coisa. Obviamente que o ministro Centeno geriu de forma desastrada este processo. Nada a dizer. É demasiado fraco nesta frente. Depois não soube gerir à crise - deve ler um manual sobre gestão de crises - à medida que as coisas iam caindo à sua frente. Insistiu, talvez aconselhado, em negar o que ele sabia que mais tarde seria evidente. O que estranho neste caso é que a correspondência com o gestor tenha sido divulgada num site conotado com o Passos sem se perceber bem qual a razão e o timing que levou o Domingues (certamente frustrado com o que se passou) a alegadamente entregar esses documentos ao site Eco. (LFM)

Grave é quando isto (a banca) rebentar....

O mais grave é a situação em que a banca se encontra, uma realidade que tem sido escondida e que se um dia rebentar vai-nos levar a todos para a falência colectiva. A solução é a roubalheira da ordem dos 5 milhões de euros por dia em taxas e taxinhas, porque são os clientes dos bancos - obrigados a abrir conta num banco para receberem os salários... - que pagam estas patifarias todas. No caso da CGD gostava de saber a lista dos devedores, daqueles mamões que receberam milhões em crédito da CGD e dos outros bancos e que não pagam. Tal como queria sabem quem são os FDP que estão na mesma situação no antigo BES, no Montepio Geral, no antigo BANIF, etc. Isso sim  é que importa ao povo, saber porque é que os bancos deram milhões de mão beijada a alguns conhecidos aldrabões de colarinho branco. Mas se for um desgraçado que vive do seu salário, que conta os euros dia a dia até ao final do mês, a pedir um crédito de 5 ou 7 ou 10 mil euros, eles pedem tudo, exigem tudo. Só falta que um dia lhes queiram meter o dedo naquele sítio... Corja de bandalhos e de FDP é o que estes cabrões são (LFM)(

domingo, fevereiro 12, 2017

Venezuela e a Teixeira Duarte querem transformar La Guaira no primeiro porto da América do Sul

O Presidente da Venezuela assinou hoje uma “aliança estratégica” entre a estatal Bolivariana de Portos (Bolipuertos) e a portuguesa Teixeira Duarte Engenharia e Construção, para transformar La Guaira no primeiro porto marítimo da América do Sul e Caraíbas. “Os serviços portuários são indispensáveis para que o nos propomos fazer na economia, tanto no comércio externo, como no interno (...). O Porto de La Guaira tem que ser o porto com melhores serviços e de mais avançada tecnologia da América, tem que ser o primeiro porto das Caraíbas (...) e estamos em condições de que seja assim, com os nossos sócios de Portugal”, disse Nicolás Maduro.

Discovering the Mountain Bike Scene In Madeira with Nikon Keymission 360


Mountain Biking in Madeira Shot in 360° With the Nikon KeyMission 360 Action Camera


Reino Unido sabota "lista negra" de paraísos fiscais

O Governo de sua majestade tornou-se o principal obstáculo à elaboração de uma "lista negra" eurocomunitária para combater a evasão fiscal. A sabotagem é no interesse dos paraísos fiscais britânicos, mas também dos EUA. A união Europeia tinha anunciado em Abril de 2016 que ia denunciar as ovelhas negras - países ou territórios que de uma forma ou outra lucrem a ajudar uma fuga fiscal bilionária. Foi constituído um grupo de trabalho em Bruxelas, o grupo do "código de conduta", que no entanto tende a ficar paralizado pela regra das decisões unânimes: se algum dos governos representados no grupo não estiver de acordo, opõe-se e, automaticamente, bloqueia. Qualquer um dispõe, sozinho, de um direito de veto.

sábado, fevereiro 11, 2017

Perto de 2.500 pessoas assassinadas em janeiro na Venezuela

Quase 2.500 pessoas foram assassinadas durante o mês de janeiro na Venezuela, segundo dados do Observatório Venezuelano de Violência (OVV), organização não-governamental que insiste na necessidade de o Estado tomar medidas para travar a criminalidade violenta. "Isto representa uma média de 80 mortes violentas por dia, o que indica um aumento em relação ao ano anterior quando a média foi de 78", disse o presidente do OVV, Roberto Briceño León, aos jornalistas, em Caracas.

Autárquicas: Jardim escreve carta de apoio ao edil da Ribeira Brava que não será recandidato do PSD-Madeira

No mesmo dia em que a notícia da candidatura de Nivalda Gonçalves à Câmara Municipal da Ribeira Brava, Madeira, foi publicada na imprensa regional, com base em fontes social-democratas não identificadas, Alberto João Jardim divulgou uma "carta aberta" dirigida ao atual autarca, Ricardo Nascimento, eleito em 2013 por escolha pessoal do próprio Jardim.
Nivalda Gonçalves, natural da Ribeira Brava, é presentemente a Presidente do Conselho de Administração do Instituto de Habitação da Madeira, depois de ter sido vários anos deputada regional ainda no tempo da liderança de Alberto João Jardim.

Investimento: de grande motor da alternativa económica do PS a vítima do melhor défice de sempre

video
"Essa ideia peregrina de que é possível relançar uma economia sem haver aumento significativo do investimento público é uma ideia absolutamente fracassada". As palavras são de António Costa, proferidas há exatamente dois anos, mas os atos do atual primeiro-ministro são o oposto. Jornalismo de dados em dois minutos e 59 segundos. Para explicar o país e o mundo

SIC-Notícias: O Eixo do Mal (04 Fevereiro 2017)


Grande Reportagem SIC-Notícias: - Sinais do Ártico (02 Fevereiro 2017)


SIC-Notícias: Quadratura do círculo (02 Fevereiro 2017)


Porto Santo aerial view - Ponta da Calheta - Ilhéu da Cal - Praia do Cabeço

fonte: youtube

Porto Santo beach aerial - Praia das Pedras Pretas e Cabeço da Ponta

fonte: youtube

Porto Santo Beach aerial view

fonte: youtube

Sinais da crise na Venezuela


Sondagem: PS recupera, PSD volta a descer

O Partido de Passos Coelho volta a cair nas intenções de voto e fica abaixo da fasquia psicológica dos 30%, alargando a sua desvantagem em relação aos socialistas. Já são quase nove pontos a separar os dois principais partidos.
Janeiro dera tréguas ao PSD, que susteve a queda dos últimos meses, mas fevereiro volta a trazer más notícias para o partido liderado por Pedro Passos Coelho: de acordo com o estudo mensal da Eurosondagem para o Expresso e SIC, o PSD tem agora 29,2% de intenções de voto, menos 0,8% que há um mês e oito décimas abaixo da fasquia psicológica dos 30%. É o pior resultado para os sociais-democratas desde as legislativas de 2015 e a confirmação de que a estratégia de Passos para se afirmar na oposição, recusando-se a votar favoravelmente a descida da TSU negociada pelo Governo com os parceiros sociais, não resultou. Pelo menos para os inquiridos deste barómetro.

Sondagem: maioria favorável à eutanásia

Quase metade dos inquiridos é favorável à eutanásia. E também a que se realize um referendo sobre tão controversa questão. A maioria dos inquiridos do estudo da opinião de fevereiro da Eurosondagem para Expresso e SIC é favorável a que se institua a eutanásia. Questionados sobre o tema, que está longe de ser pacífico, 46,1% dos inquiridos admitem ser a favor da morte medicamente assistida, contra 27,4% que assumem ser contra. Já sobre se a despenalização da eutanásia deve ser submetida a referendo, a maioria (44,1%) responde afirmativamente. Cerca de um terço (32,7%) entendem que não.

domingo, janeiro 29, 2017

O vídeo (genial) com que a Holanda quer conquistar Donald Trump

video
Já é viral. E não é difícil perceber porquê. “Querido Presidente, nós percebemos perfeitamente que a América vai estar sempre em primeiro lugar, mas será que a Holanda pode vir em segundo?”

“A Ryanair tem mais qualidade do que a TAP?” Já vai perceber

video
O que é (afinal) a qualidade? Nadim Habib, professor da Nova School of Business and Economics (Faculdade de Economia da Universidade Nova de Lisboa), responde

SIC-Notícias: Quadratura do círculo (26 Janeiro 2017)


SIC-Notícias: Expresso da Meia Noite (27 Janeiro 2017)


Mário Soares: Memórias do Portugal Futuro

***
***
***

SIC-Notícias: O Eixo do Mal (21 Janeiro 2017)


TVI24: Opinião de Fernando Medina (23/01/2017)


SIC: Grande Entrevista com Marcelo Rebelo de Sousa


Mais famílias sobreendividadas

video
O número de famílias em dificuldades aumentou ainda mais no ano passado. A Deco recebeu um número recorde de pedidos de ajuda sobretudo por endividamento.

Despesas com PPP rodoviárias aumentaram 77% no final de 2016

video
A despesa do Estado com as parcerias público privadas rodoviárias disparou 77% no 3º trimestre de 2016. Algumas destas parcerias estão a ser renegociadas mas até agora sem qualquer resultado.

Fisco vendeu uma média de 20 carros por semana em 2016

video
O fisco penhorou e vendeu 979 carros em 2016 registando assim um aumento de 28% em relação ao ano anterior. A venda de imóveis diminuiu no mesmo período, ainda que tenha sido o tipo de bem mais penhorado.

Venezuela é o país mais corrupto da América Latina

Dados divulgados pela organização não-governamental anticorrupção Transparência Internacional colocam a Venezuela como o país mais corrupto da América Latina. A classificação faz parte do Índice de Perceção da Corrupção 2016, que inclui uma listagem de 176 países, em que a última posição, a de país mais corrupto, é ocupada pela Somália. Quanto à América do Sul, em primeiro lugar está a Venezuela (166.º lugar), num continente onde o Haiti é o segundo país mais corrupto (159.º), seguido pela Nicarágua (145.º), Guatemala (136.º), Honduras (123.º), México e Paraguai (123.º). Outros países da América Latina que figuram na lista são o Uruguai (21.º), Chile (24.º), Brasil (79.º), Colômbia (90.º), Argentina (95.º), Peru (101.º), Guiana (108.º), Bolívia (113.º), República Dominicana e Equador (120.º). O Índice de Perceção da Corrupção 2016 chama a atenção de que "urge abordar o círculo vicioso da corrupção e desigualdade" e que "a ascensão de políticos populistas em numerosos países é um sinal de alerta" (SIC-Notícias)

O Mundo Segundo Os Brasileiros: Ilha da Madeira

***
***
***
***
***

Regulador europeu investiga extensão da vida útil de quatro aviões da TAP

Estes aviões atingiram as 100 mil horas de voo entre 29 de julho e 26 de setembro de 2016. A 5 de janeiro já tinham voado entre 101.218 e 101.786 horas. O regulador europeu do setor da aviação está a investigar a extensão da vida útil de quatro aviões A340-300 da companhia aérea portuguesa TAP, autorizada pela Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC), em julho de 2016. A TAP solicitou à ANAC a isenção da obrigatoriedade de modificações de componentes, com vista à continuação da operação dos aviões até aos 31.000 ciclos de voo e 156.000 horas de voo, que atingiriam "a breve trecho" as 100.000 horas de voo, valor que corresponde ao limite da vida útil. As "solicitadas isenções" foram autorizadas a 13 de julho de 2016, um dia depois de o pedido ter sido dirigido ao presidente da ANAC, Luís Ribeiro. Questionada pela Lusa, a Agência Europeia para a Segurança na Aviação (EASA) disse que não recebeu quaisquer documentos ou informação da ANAC sobre esta autorização", acrescentando que iria contactar o regulador nacional "de modo a proceder a uma investigação mais aprofundada sobre o assunto".

Mar: mais de 90% de Portugal é mar

Mais de 90% do território português está submerso. Portugal tem a 21ª maior Zona Económica Exclusiva do mundo, com 1,6 milhões de quilómetros quadrados. Com a extensão da plataforma continental da Madeira às ilhas Selvagens, a ZEE portuguesa duplicará de dimensão, tornando-se a décima maior do mundo. Este potencial é aproveitado na exploração de recursos em setores como a energia, onde Portugal é o 14º país do mundo na energia eólica offshore (Jornal Económico)

Eleições: socialistas europeus afundaram ao longo de uma década

Em, dez anos, apenas os partidos socialistas italianos e franceses não sofreram erosões pronunciadas na primeira década do milénio. No caso francês, o pior ainda está para vir: ninguém acredita que Manuel Valls vá herdar o poder de François Hollande. Outro dado que importa reter é a quase nula densidade política dos partidos socialistas nos países da Europa de leste. E a queda do muro de Berlim já não explica tudo: por razões históricas, culturais e sociais, as ideologias de esquerda nunca tiveram grande aceitação naquele lado da Europa (Jornal Económico)

Numa análise muito simplista: Clubes madeirenses dão 4,6 milhões de euros às Finanças

Finanças da Madeira perdem dinheiro com o apoio ao futebol? As contas dos maiores clubes mostram que o Governo Regional consegue lucrar.

A dimensão dos apoios financeiros atribuídos ao futebol profissional na Madeira são muitas vezes questionados, com a alegação de que os recursos financeiros poderiam ser canalizados para outras prioridades sociais. Mas há também quem sustente que qualquer decisão mais radical seria prejudicial para a Madeira, já que, segundo o argumentário apresentado por quem assim se posiciona, os cofres regionais acabariam por perder várias centenas de milhar de euros.
A verdade é que esta discussão perdura no tempo sem que haja quem apresente, pelo menos até hoje, dados oficiais convincentes suscetíveis de darem razão a qualquer um dos lados em confronto.

A sondagem no Funchal: acabemos com as tretas

Vamos lá acabar com esta dúvida tonta em torno da misteriosa sondagem - só para alguns porque eu sei que existe, e ponto final - encomendada para o Funchal mas que ninguém assume ter encomendado. É simples perceber: fui um dos contactados pela empresa que realiza a sondagem para responder a um questionário habilmente preparado. Estamos entendidos?
Deixo uma pergunta:
É ou não factual que esta sondagem feita pela GFK - "só" a empresa que faz as audiometrias televisivas em Portugal..... - foi encomendada pela LPM, empresa de comunicação que está a trabalhar para Paulo Cafofo? É ou não verdade que o PS, por razões financeiras, não realizou sondagem nenhuma, já que havia quem pretendesse empurrar a autoria desta iniciativa para os socialistas?
Eu não tenho nada contra o facto de se realizarem sondagens. Não me repugna nada. Até concordo que as façam. O que me repugna não é isso. É tão somente a falta de dignidade de quem a encomenda e depois, quando a iniciativa é descoberta com base em factos indesmentíveis, tentam enganar as pessoas, incluindo jornalistas, negando a estes de forma idiota o que sabem que é verdade. Portanto, ponto final no assunto: a CMF encomendou uma sondagem à GFK e, bem ou mal, estou-me nas tintas para saber quem paga isso ou como. Esse problema, na minha lógica, diz respeito aos partidos com representação municipal já que essa informação nunca é prestada, repito, nunca é facilitada, aos jornalistas por muito insistentes e teimosos (como lhes compete) que estes sejam na sua procura. Informação bloqueada quer por quem encomenda o trabalho, quer por quem o executa (LFM)

A sondagem “mistério” no Funchal que ninguém encomendou…

Uma sondagem realizada pela GFK no Funchal continua envolta em "mistério" na medida em que ninguém, nem Câmara do Funchal, nem partidos assumem tê-la encomendado.

Salvo o PS madeirense – que não se pronunciou sobre o assunto – os demais partidos com representação autárquica no executivo do Funchal, PSD e CDS, aguardam resposta aos esclarecimentos solicitados ao edil funchalense, Paulo Cafofo sobre o assunto.
Uma fonte do CDS confirmou ao Económico Madeira que o partido aguarda os esclarecimentos solicitados por escrito, desejando que Paulo Cafofo cumpra os requisitos regulamentares neste domínio, já que o pedido de informação foi apresentado no quadro da Assembleia Municipal do Funchal.
O PSD confirmou ao Económico Madeira que mantem o pedido de esclarecimento apresentado em devido tempo, também o âmbito da Assembleia Municipal, embora reconheça que Paulo Cafofo já negou ter conhecimento de alguma sondagem.

sexta-feira, dezembro 30, 2016

Venezuela: Sacerdote luso-venezuelano tem uma coleção de quase 400 presépios

video

Chefs Michelin da Madeira reinterpretam doçaria tradicional

video

Jornalismo: Obama interrompe discurso para ajudar jornalista que se sentiu mal

video

Cómo se vive en Venezuela, donde el mayor billete vale dos céntimos de euro

Dickson Niño trabaja como taxista en la línea oficial del aeropuerto de Maiquetía, el más importante de Venezuela. A las cuatro de la tarde del pasado sábado esperaba su turno para llevar hasta Caracas, a través de una peligrosa autopista con curvas ascendentes bordeada por barrancos profundos, a los pasajeros recién llegados al país. Niño sabe que, en estos días, cuando el bolívar, la moneda local, ha perdido más de la mitad de su valor en 15 días, las posibilidades de conseguir clientes son más complicadas. Ese sábado sin embargo tuvo suerte. Adelantó al resto de sus compañeros en la fila para recoger pasajeros porque estos —una pareja de venezolanos que volvía de París— eran clientes de la misma entidad bancaria que el taxista. Al no tener suficiente dinero en efectivo para pagar el costo del traslado —20.000 bolívares, unos siete dólares al cambio del mercado negro de ese día, solo cuatro dólares al cambio de ayer—, la única opción que les quedaba era efectuar una transferencia bancaria, que se hace efectiva al instante. Lo que en muchos otros países pudiera entenderse como la adaptación de un servicio a la era digital, en Venezuela es la respuesta a las necesidades de la población que ha generado el colapso de la economía.

Papa telefona para dar os parabéns a canal de televisão

video

Venezuelanas vendem o cabelo para satisfazer necessidades básicas

Mulheres venezuelanas estão a atravessar a fronteira em massa para venderem o próprio cabelo numa cidade fronteiriça colombiana. Tudo para conseguirem o dinheiro necessário para satisfazer necessidades tão básicas como comprar comida, fraldas ou medicamentos. A tendência, que ganhou particular relevo nas últimas semanas, é outro sinal da crescente crise na Venezuela. Dezenas de intermediários, conhecidos como draggers, permanecem numa ponte que liga a cidade de San Antonio, na Venezuela, à colombiana La Parada, gritando: “Compramos cabelo”. Cerca de 200 mulheres por dia negoceiam o que têm oferecer, segundo cinco intermediários ouvidos pela Reuters. Celina Gonzales, por exemplo, de 45 anos, vendedora de rua, ficou na fila durante uma hora para vender os seus cabelos castanhos por 60 mil pesos (menos de 20 euros), que é o equivalente ao salário mínimo e a senhas de racionamento na Venezuela. Um intermediário conta que a maioria das mulheres cortam o cabelo para o venderem e depois vão comprar comida com os filhos pela mão (Lusa)

Locutora elogiada por noticiar terramoto em direto sem sair do ar

video

O que esta fotografia não diz

Os líderes dos países mais poderosos do mundo estão a mudar - eles e os ideais políticos que representam. Menos Merkel, que vai a eleições no próximo ano na Alemanha. Pode a chanceler que foi acusada de querer destruir o euro ser a salvadora da União Europeia dos nacionalismos que a põem em causa? Se estar de mãos cruzadas é estar parado, estar parado não é fazer nada: é talvez ter de fazer tudo. Por isso recentre os olhos das mãos que acenam para as que sustêm o movimento: Angela Merkel é a líder que resta desta fotografia subitamente anacrónica. A fotografia tem um ano e meio. É uma fotografia do passado. “2016 numa fotografia” foi a legenda desta imagem esta segunda-feira no Twitter, depois de ter sido publicada na conta GreekAnalyst – e republicada por milhares de pessoas nas horas seguintes. É uma foto de 7 de junho de 2015, tirada na cimeira do G7 na Alemanha. Os que diziam adeus então às câmaras dizem agora adeus aos cargos que ocupam (Expresso)

Jornalismo: "Não há excepções" ao crime de lesa-majestade para comunicação social na Tailândia

Escritórios da BBC na Tailândia foram alvo de buscas pela polícia. Em causa está um artigo que a emissora britânica fez sobre o actual monarca e que segundo as leis tailandesas incorre no crime de lesa-majestade. O Governo da Tailândia não vai deixar de punir os media que publiquem conteúdo "ilegal", disse esta quarta-feira o ministro da Defesa depois de a delegação da BBC em Banguecoque ter sido criticada por um artigo sobre o novo rei. O recente serviço em tailandês da emissora britânica causou polémica quando publicou um artigo sobre a vida pessoal do rei Maha Vajiralongkorn Bodindradebayavarangkun enquanto príncipe. O trabalho inclui pormenores sobre os seus três casamentos que acabaram em divórcio e outros conteúdos que não podem ser publicados nos meios de comunicação social tailandeses. A Tailândia tem severas leis de lesa-majestade (crimes praticados contra a pessoa do rei ou família real) que podem resultar entre três a 15 anos de prisão."Tudo o que for ilegal será processado em conformidade, sem excepções", disse o ministro da Defesa, Prawit Wongsuwan.

SIC-Notícias: O Eixo do Mal (03 Dezembro 2016)


Espanha: Los barones autonómicos y el Gobierno aprueban suavizar el ajuste regional para 2017

El primer encuentro del nuevo Gobierno con los barones autonómicos ha servido de ensayo para el baile político que se vivirá en la aprobación de los Presupuestos Generales para 2017. El hecho de que fuera el primer Consejo de Política Fiscal y Financiera que presidía la vicepresidenta Soraya Sáenz de Santamaría simbolizó el cariz político del encuentro, que superó el plano técnico de otras ocasiones. Como en todo gran choque, el ambiente se caldeó horas antes. El PSOE, que gobierna en siete de las quince comunidades de régimen común, condicionó su abstención sobre los objetivos de déficit y deuda en el Congreso de los Diputados a que el límite de desequilibrio regional fuera del 0,6 por ciento del PIB. Si el Gobierno se plegaba a sus exigencias y lo subía al 0,7 garantizaba su voto a favor, señalan fuentes consultadas. Al mismo tiempo, el Gobierno partía de la base de un 0,5 por ciento, por lo que al final se impuso una decisión salomónica: el Consejo ha sacado adelante un objetivo de déficit regional del 0,6 por ciento del PIB.

Espanha: Cataluña, Valencia y Baleares piden más margen con el déficit en el consejo de política fiscal

Las comunidades de Cataluña, Baleares y Valencia han forjado un frente mediterráneo en el Consejo de Política Fiscal y Autonómica, el órgano en el que se deciden las líneas maestras de la política económica de las comunidades. Y juntas han reclamado al Gobierno más margen con el cumplimiento de la senda de déficit. Cataluña y Valencia apuntan un claro incumplimiento de la meta fijada en el 0,7% del PIB. Así que unidas a Baleares han votado en contra del objetivo marcado por el Gobierno para 2016. Es más, durante una reunión previa de carácter técnico han exigido a Hacienda que reparta con las autonomías parte de la relajación que Bruselas concedió en julio. Europa entonces regaló un punto de déficit, es decir, unos 10.000 millones menos de ajuste para este 2016. Pero el Estado central se ha quedado con todo ese margen para compensar la gran desviación que existe en la Seguridad Social. Y Cataluña y Valencia se han revuelto contra el Gobierno por ello. De hecho, la Generalitat catalana siempre ha planteado que el margen de déficit que se les concede es muy estrecho si se tiene en cuenta todos los gastos sociales y de seguridad en los que incurre. No obstante, el ministro de Hacienda, Cristóbal Montoro, ha intentando quitar hierro al asunto argumentando que sólo ha habido algunas "diferencias".

Venezuela: Una cara cesta de la compra para los venezolanos

Leche en polvo, café, suavizante o azúcar han comenzado a aparecer en Venezuela, pero a precios que no pueden ser pagados por la mayoría de sus ciudadanos. No solo superan el valor fijado por el Gobierno de Nicolás Maduro para esos productos, sino que su coste es mucho más elevado que en Estados Unidos, de donde se importan generalmente estas mercancías ante la falta de producción interna. Desde mediados de octubre, el Gobierno obliga a las empresas privadas y públicas a vender hasta la mitad de sus mercancías a comités chavistas. Se llama Cine Citta y está en la planta baja del conocidísimo Centro Polo de la urbanización Colinas de Bello Monte, en el sureste de Caracas. Es un pequeño bodegón, como llaman en Venezuela a las tiendas que venden exquisiteces importadas. También ofrece algunos de los insumos básicos más escasos en el país: azúcar, detergente en polvo de EE UU, pasta y café italianos o aceite de maíz también estadounidense. No hay colas ni gente desesperada por adquirirlos.

Venezuela: Cómo se vive, donde el mayor billete vale dos céntimos de euro

Dickson Niño trabaja como taxista en la línea oficial del aeropuerto de Maiquetía, el más importante de Venezuela. A las cuatro de la tarde del pasado sábado esperaba su turno para llevar hasta Caracas, a través de una peligrosa autopista con curvas ascendentes bordeada por barrancos profundos, a los pasajeros recién llegados al país. Niño sabe que, en estos días, cuando el bolívar, la moneda local, ha perdido más de la mitad de su valor en 15 días, las posibilidades de conseguir clientes son más complicadas.

Venezuela: La odisea de pagar en efectivo

Las calles de muchos barrios de Caracas son a diario un reguero de personas en fila que esperan, aunque después de tanto tiempo realmente lo que hacen es aguantar. La mayoría aguarda su turno para comprar alimentos, productos regulados como los que se empieza a ver cada vez con más frecuencia, eso sí a precios desorbitados para el venezolano medio. No son los únicos casos. El pasado martes, grupos de ancianos se agolpaban también ante los bancos para cobrar su pensión, con miras a la Navidad. Las filas son evidentes además en los bancos y en los cajeros automáticos.

Venezuela: Leopoldo López cumple mil días de cárcel

Venezuela ha vivido los primeros mil días de Leopoldo López tras las rejas de Ramo Verde de una forma muy revolucionaria: con el preso político más emblemático del chavismo recibiendo a su familia en su celda mínima de la prisión militar, apoyado por cientos de seguidores en el exterior, mientras el líder de los bolivarianos festejaba los acuerdos "de paz" de la Mesa del Diálogo en su programa televisivo, entre arengas, canciones y aplausos. Mil días sin que en el horizonte venezolano se vislumbre ni una sola luz que aporte esperanza para la libertad del líder de Voluntad Popular. En los dos años y ocho meses transcurridos, el fiscal que llevó su caso huyó a Estados Unidos tras confesar que todas las pruebas del juicio que le condenó eran falsas. López fue sentenciado a 13 años, nueve meses, siete días y doce horas por instigación pública, daños a la propiedad, incendio intencional y asociación para delinquir.

Venezuela: Lilian Tintori se encadena en la Plaza San Pedro para pedir la liberación de Leopoldo López

Lilian Tintori se ha encadenado en el centro de la Plaza San Pedro del Vaticano para pedir la liberación de su esposo, Leopoldo López, y de todos los presos políticos venezolanos. Con ella se han encadenado también Mitzy Capriles, la esposa del alcalde de Caracas, Antonio Ledezma, en arresto domiciliario desde hace casi dos años, y Antonieta Mendoza, la madre de Leopoldo López. La iniciativa tiene como objetivo ejercer presión sobre el Vaticano, que actúa como mediador entre la dictadura de Nicolás Maduro y la oposición, de cara a la próxima reunión de la mesa del diálogo, que tendrá lugar el martes 6 de diciembre.

SIC-Notícias: Quadratura do círculo (01 Dezembro 2016)


SIC-Notícias: O Eixo do Mal (03 Dezembro 2016)


quinta-feira, dezembro 29, 2016

SIC-Notícias: Quadratura do círculo (15 Dezembro 2016)


Cómo identificar noticias falsas en redes sociales para no confundir a la sociedad?


Canciller venezolana protagoniza escándalo tras intentar entrar a la fuerza a la reunión del Mercosul


Venezuela: venezuelanos impedidos de receber salário quinzenal por falta de notas

As filas ocorrem na sequência da decisão do Governo do Presidente Nicolás Maduro de ordenar a retirada de circulação as notas de 100 bolívares (1 Bs = 0,15 euros), as de maior valor existentes no país. "Estive duas horas no Banco Plaza (propriedade de portugueses), para cobrar um cheque de 65 mil Bs (93,28 euros) e fui informado de que não disponham de notas de 20, 50 nem 10 Bs. Que apenas podiam pagar-me com notas de 5 Bs, o que significa que teriam que entregar-me umas 13 mil", explicou Juan Pérez à agência Lusa. Com 45 anos de idade e mensageiro de profissão, este venezuelano explicou que teve que abandonar o banco sem cobrar o cheque, porque "é demasiado arriscado, em termos de segurança, andar com tantas notas na mão". "É o dinheiro da minha quinzena (salário quinzenal) e não pude receber, tenho apenas uns 2.000 Bs (2,80 euros) e em notas de 100 Bs que já ninguém recebe.

Venezuela: Há três presos políticos portugueses acusados de “atos terroristas”

Pressão. Eurodeputado socialista Francisco Assis escreveu ao presidente do Parlamento Europeu, Martin Schultz, exigindo a intervenção da UE. Agora Schultz pediu à vice-presidente da Comissão Europeia, Federica Mogherini, para intervir. Juan Miguel de Sousa, 52 anos, nasceu na Venezuela, filho de pais portugueses. É um dos 13 “presos políticos” de países da União Europeia (UE) que motivou a carta que o presidente do Parlamento Europeu, Martin Schultz, enviou esta quarta-feira à vice-presidente da Comissão Europeia, Federica Mogherini, pedindo a rápida intervenção dos serviços da UE em Caracas, depois da denúncia feita pelo eurodeputado do PS Francisco Assis. Schultz quer que “os presos sejam autorizados a receber visitas de familiares e médicos, e tenham direito a apoio legal e assistência médica”. Num ofício enviado a Schultz, o eurodeputado Francisco Assis denuncia o facto de o luso-descendente Juan Miguel ter chegado a estar detido numa “prisão subterrânea de Caracas conhecida como “La Tumba”, sem arejamento e luz naturais, sofrendo de graves problemas de saúde”. No ofício que enviou a Martin Schultz a 21 de novembro, Assis pede a intervenção das autoridades europeias, denunciando a violação dos direitos dos presos.

terça-feira, dezembro 27, 2016

Deixem-de "pravadices" idiotas

O Blog do ex-deputado do PTP JMC e da filha também ex-deputada do PTP Raquel Coelho usa, neste espaço, comentários colocados no meu blog pessoal para efectuarem as interpretações que melhor lhes servem e que eles acham as mais convenientes aos seus intentos e distorcerem a realidade e manipularem os factos. Perdem tempo. O erro de José Manuel Coelho e de Raquel Coelho começa exactamente pelo princípio, em não saberem concretamente, e de facto, tal como eu, quem são os mentores e autores do blog visado pelos meus comentários e aos quais nada retiro. Tenho as minhas ideias e que em nada apontam para o que parece ser a verdade instituída. Obviamente que gralhas mais do que evidentes e descontextualizadas tiveram que ser rectificadas no meu texto, porque despropositadas e perfeitamente deslocadas. Basta ler, pelo que tudo o que esse par diga ou escreva, vale zero. Vale sim o que eu escrevi, que mantenho, a intenção subjacente, os alvos não identificados, etc. Tudo o resto são histórias idiotas de gente mesquinha, pelos vistos preocupada com a idiotice e a refeirada. De resto, há situações concretas, relacionados com o episódio que foi comentado por mim, que fazem com que não ache que Alberto João Jardim seja o autor do referido blog, ao contrário do que as pessoas sustentam. O  contrário seria uma tremenda desilusão para mim. Nem me parece que ele controle pretensos "herdeiros" que continuam a sonhar com o poder ou a querer ajustar contas pela derrota sofrida (LFM)

Como é que os europeus fazem figuras parvas e ainda acreditam em reintegrações e tretas do género? Mãe abraça e beija as filhas antes de as enviar em missões suicidas...

Este é o momento em que os pais jihadi beijaram as suas filhas de 7 e 9 anos pouco antes de uma delas ter entrado num posto da polícia na Síria onde  explodiu através de um detonador remoto.

Reportagem Especial SIC: VIDA DE CÃO (20.12.2016)


SIC-Notícias: Quadratura do círculo (22 Dezembro 2016)


Venezuela: Saqueos en Ciudad Bolivar, Bolivar


Venezuela: Saqueos y disturbios acaban con los comercios de una ciudad


Venezuela: Continúa el caos por la falta de billetes a pesar de reabrir la frontera con Colombia


Ronaldo envia mensagem de apoio a crianças da Síria

video

segunda-feira, dezembro 26, 2016

O Canal Odisseia e o Aeroporto do Funchal...

Vi esta segunda-feira, 26 de Dezembro, cerca das 12.15 horas, no canal Odisseia, um programa sobre aeroportos e aviação. O aeroporto do Funchal foi protagonista, infelizmente pela negativa, com imagens de aterragens abortadas, considerações sobre o que acontece ou pode acontecerem situações mais extremas, etc. Logo depois da Madeira a reportagem dedicou espaço ao aeroporto de Hong Kong! De facto a escassos dias do final do ano um programa que em nada ajuda a Madeira.
Quando é que a RAM aprende a agir judicialmente com este tipo de reportagens que nada tem a ver, na minha opinião, claro está, com jornalismo mas que podem esconder especulação deliberada e porventura intenções de natureza económica?
Segundo a pagina do Canal Odisseia estamos a falar do programa "PERIGO EXTREMO: EP.5. AEROPORTOS": "Aterrar um avião num bom aeroporto e em perfeitas condições não é uma tarefa fácil. Mas fazer isso na encosta de uma montanha em condições adversas torna-se num grande desafio mesmo para os pilotos mais experientes. E nos aeroportos mais perigosos do mundo, as coisas podem dar errado a qualquer momento. Onde está o perigo, está o Canal Odisseia. Com imagens reais, reconstituições criadas por computador e testemunhos de sobreviventes, iniciamos a contagem decrescente para os dez lugares mais perigosos do mundo"