segunda-feira, agosto 29, 2016

Incêndios: Portugal apanhado na batota do ‘cartel do fogo’

O Estado português gastou 3,8 milhões de euros na adjudicação de contratos com a empresa que lidera o chamado ‘cartel do fogo’. A espanhola Avialsa criou um esquema internacional para manipular os preços dos contratos de fornecimento de meios aéreos para combate a incêndios florestais. A EMA - Empresa de Meios Aéreos celebrou pelo menos dois contratos com a Avialsa, do empresário espanhol Vicente Huerta, que está a ser julgado em Espanha por este esquema de corrupção. Ambos os contratos foram celebrados em 2012: o primeiro em fevereiro por 1,1 milhões de euros e o segundo em junho por 2,7 milhões de euros. O valor pode contudo ser mais elevado porque o cartel inclui várias outras empresas que se juntavam com outro nome para concorrer aos concursos sem levantar suspeitas. As autoridades espanholas revelam que o esquema incluía a Avialsa e outras empresas do setor, que combinavam entre si os preços das adjudicações, criando um cartel que inflacionava os preços. A Avialsa tinha ‘tentáculos’ também em Itália e Portugal, de modo a saber quais os valores máximos de cada contrato, indo sempre a concurso por esse montante. Em Portugal, revela o ‘El Mundo’, o cartel tinha ao seu serviço um "coordenador de influências", para garantir que cobrava os preços mais elevados no aluguer dos aviões de combate aos incêndios (Correio)

Venezuela: portugueses em fuga

Os portugueses querem sair. Não há medicamentos, nem comida, nem segurança. A moda dos “sequestros expresso” tornou toda a gente alvo dos criminosos. Um bilhete de avião custa 53 salários mínimos, mas cada vez mais gente quer abandonar a Venezuela. “É o país mais inseguro do mundo", diz à VISÃO Juan Cárdenas, que deixou o seu país para viver Portugal, onde se pode "sair à rua". É um pequeno restaurante venezuelano, com um toque de modernidade dado pelo mobiliário feito de paletes. Fica na Parede, no concelho de Cascais, a uns 200 metros da costa e da estação de caminhos de ferro. É aqui que Juan Cárdenas, 49 anos, com a mulher, Laura Morán, 52 anos, tomam uma cerveja ao final da tarde, enquanto aguardam pelo jornalista da VISÃO com quem marcaram um encontro.

En Venezuela se venden ataúdes de cartón

fonte: youtube

Incêndios: o espectáculo do Canadair de Marrocos

video

As Selvagens estão mais civilizadas

video

As ilhas Selvagens já são patrulhadas em permanência pela Polícia Marítima. E já é possível saber que tempo faz no ponto mais a sul de Portugal - com uma nova estação meteorológica. A Renascença acompanhou as recentes transformações no sub-arquipélago, que agora tem o dobro dos habitantes: quatro. Se para os espanhóis eram meros rochedos, Portugal quer que a casa da maior comunidade de cagarras do mundo (e primeira reserva natural do país) esteja cada vez mais próxima da civilização.

Veja as Selvagens como nunca as viu (elas estão de boa saúde)

video
Uma expedição da “National Geographic” encontrou um cenário "vibrante": 51 espécies de peixes, como garoupas ou xaréus, e uma fauna e flora diversas. O ecossistema marinho das Ilhas Selvagens, na Madeira, está saudável, concluiu a “National Geographic”, após uma expedição que encontrou 51 espécies de peixes, como garoupas ou xaréus, mais 24 grupos de profundidade e 47 grupos de algas. "O ecossistema marinho costeiro foi avaliado como saudável, encontrando-se mais de 47 grupos de algas e apenas uma cobertura de 8% de ouriços-do-mar", o que é um bom sinal já que grandes quantidades desta espécie podem indicar desequilíbrios na natureza, refere uma informação divulgada esta quarta-feira. Foram também identificadas 51 espécies de peixes, de 28 famílias, incluindo algumas com valor comercial, como garoupas, barracudas, lírios e xaréus.

Dez perguntas e respostas sobre as ilhas Selvagens

Sabia que as Selvagens foram propriedade de uma família madeirense? Que são a primeira reserva natural do país? Que é possível visitar estas ilhas onde vive a maior comunidade de cagarras do mundo? Saiba mais sobre o território mais a sul de Portugal, alvo de disputa com Espanha.
O que são e onde ficam as Selvagens?
As ilhas Selvagens são um sub-arquipélago da Madeira composto por duas ilhas maiores – a Selvagem Grande e a Selvagem Pequena – e oito ilhéus. São as ilhas mais a sul do território português, localizadas a 250 quilómetros do Funchal e a 165 quilómetros das espanholas ilhas Canárias. Distam 250 quilómetros do continente africano e mil quilómetros do continente europeu. Têm 2,73 quilómetros quadrados de área, quase três vezes mais do que o arquipélago das Berlengas.

Venezuela: Índice de pobreza aumentou 33,1%



Dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística da Venezuela (INE) demonstram que o índice de pobreza no país aumentou 33,1% em julho de 2015, comparativamente aos últimos valores disponíveis, de 2013. Os valores de julho de 2015 sinalizam 2.434.035 de famílias pobres. Os dados divulgados dão conta de um "progressivo aumento da pobreza" e rompem o silêncio oficial sobre o assunto, cujos últimos valores divulgados correspondiam ao primeiro semestre de 2013, quando o número de famílias pobres era de 27,2%.

Venezuela proíbe voo de aviões privados e de drones até 5 de setembro



O Instituto Nacional de Aeronáutica Civil (INAC) da Venezuela emitiu um comunicado, proibindo o voo de aviões privados e drones até 5 de setembro em todo o território venezuelano. “Proíbe-se a operação e circulação aérea no território nacional e demais espaços geográficos da Venezuela das aeronaves classificadas como de aviação geral e privada, em conformidade com o disposto na Lei de Aeronáutica Civil, assim como de todo o sistema de aeronave pilotada à distância, conhecido comummente como drone”, a partir de hoje e até 5 de setembro, refere o comunicado.

Venezuela: Nicolás Maduro pide el despido de los "traidores"


Ronaldo: "A minha temporada foi excelente"



video
Na última época, Cristiano Ronaldo ganhou a Liga dos Campeões pelo Real Madrid e o Campeonato da Europa como capitão de Portugal. Agora, é um dos candidatos a melhor jogador na Europa. Um prémio que será dado ao vencedor esta quinta-feira, no Mónaco. Em entrevista à UEFA, Ronaldo recordou a melhor temporada da carreira e defendeu que Pepe foi o melhor jogador do Europeu em França.

Venezuela: La nueva medida militar de Maduro para vigilar los alimentos


Venezuela: Maduro encomenda filme e série sobre Chávez



No meio da maior crise de que há memória no país, o Governo venezuelano decidiu financiar um filme e série sobre a vida de Hugo Chávez. O Presidente venezuelano Nicolás Maduro, anunciou, quarta-feira, 24 de Agosto, que vai formar uma equipa de cineastas, escritores, historiadores e guionistas para fazer um filme e uma série sobre a vida do ex-líder do país Hugo Chávez. "Decidimos fazer um filme e uma série sobre a vida do comandante Hugo Chávez, a partir da sua Venezuela original, da sua terra, do seu espírito original", disse. O anúncio aconteceu durante o lançamento do livro biográfico com o título "Hugo Chávez e o destino do povo", no Teatro Teresa Carreño, em Caracas. Nicolás Maduro sublinhou que há uma empresa norte-americana a realizar um projecto cinematográfico sobre a vida e obra do "comandante", com o objectivo de o "desfigurar". "Não virá nenhuma [empresa] transnacional desfigurar o nosso comandante (...) São uns abusadores, porque sabem o impacto que tem  Chávez no século XXI, mas temos o nosso Chávez original, na sua Venezuela", frisou.

Jornalismo: O jornal japonês que ainda escapa à crise da imprensa

Responsáveis do segundo diário mais vendido no Japão e no mundo revelam ao DN que a circulação tem vindo a decrescer e que já apostam num "jornalismo de solução". Se existe um país onde a crise do papel parece ainda não afetar, pelo menos de forma galopante, os principais jornais nacionais, esse país é o Japão. A ele pertence o top 3 dos títulos mais vendidos em banca a nível mundial, o que significa que a transição para o jornalismo digital tem sido mais demorada do que nas regiões ocidentais. Asahi Shimbun, o segundo jornal diário mais vendido no Japão e no mundo, estreou-se no universo online relativamente cedo, quando comparado com os seus concorrentes. Em 2011 - no mesmo ano que o The New York Times, um dos pioneiros - lançou o seu modelo de subscrição digital, aquilo a que os responsáveis gostam de chamar "jornalismo de solução".

Jornalismo: Sport Tv +, um canal com desporto mas sem "discussões inócuas"



Em quatro meses, a Sport TV + passou da teoria à concretização. "Se não for um recorde mundial, há-de estar muito perto disso", conta Nuno Ferreira, diretor de programas daquele que é o primeiro canal de notícias da Sport TV e cujas emissões arrancaram no início de agosto. No total, foram 35 as novas contratações para fazer o canal de informação desportiva, que tem conteúdos que vão desde os noticiários ao infotainment. Entre as caras novas da Sport TV + estão alguns rostos bem conhecidos dos telespectadores. Henrique Mateus deixou a TVI "pelo desafio do projeto". "Eu não estava mal na TVI. Estava confortável mas achei que era uma boa altura para um desafio novo, exigente", explica o jornalista, que assume agora as funções de coordenador de redação do novo canal da Sport TV.

quarta-feira, agosto 24, 2016

Notícia: União vai reclamar nos Tribunais milhões àFPF

O União - confirma-se a informação que já tinha dado neste blogue - vai reclamar junto dos Tribunais uma verba calculada entre os 17 e os 20 milhões de euros por perdas e danos desportivos e financeiros, causados pela recusa da FPF em aceitar o processo apresentado pelo clube madeirense contra o Vitórias de Setúbal com inscrição ilegal de jogadores devido a dívidas a terceiros. O União reuniu todos os documentos considerados necessários a sustentar os seus argumentos e as usas acusações e pretende recorrer aos Tribunais civis para ser ressarcido pela Federação Portuguesa de Futebol - curiosamente não a Liga - dos danos causados. O processo deverá ser formalmente apresentado em Setembro salvo se a situação conhecer entretanto alguma evolução. O União considera que o seu protesto deveria ter sido aceite pela FPF e que a equipa madeirense juntamente com o Gil Vicente deveriam estar a disputar por direito próprio, esta época, a I Liga de Futebol. O União considera que a participação do Setúbal - que curiosamente empatou na última jornada na Luz com o Benfica - é ilegal e vai despoletar no final do campeonato uma providência cautelar contra a oficialização da prova. O União admite ainda enviar uma cópia do processo à  UEFA e à FIFA para conhecimento (LFM)

Militantes descontentes do PSD-Porto lançam movimento a pensar nas autárquicas

Está na forja a criação de um movimento denominado Porto Mais, constituído por militantes do PSD que consideram que está na altura de o partido fazer uma “reflexão séria e profunda sobre o que quer para a cidade”. A um ano das eleições locais, são muitas as críticas que se ouvem relativamente “à estratégia ou falta dela, que tem sido seguida pelo líder da concelhia, Miguel Seabra. Os militantes sentem-se excluídos do debate do partido e querem criar um fórum onde possam ter voz activa e expressar as suas opiniões. O movimento deverá ser lançado em Setembro e a ideia é fazer dele um espaço de discussão onde os militantes participem e discutam os temas que consideram importantes para a cidade. “Existe um conjunto de militantes que tenta falar para dentro do partido, ter um discurso crítico, mas não conseguem, porque o partido tem uma agenda que não discute connosco e, por isso, está a surgir um movimento que abarca não apenas militantes, mas também pessoas da sociedade civil”, declarou ao PÚBLICO o cientista Luís Seco. “Os militantes sociais-democratas querem um partido diferente, querem um partido onde haja espaço para a militância, que esteja aberto a mais debate e que tenha uma ligação com a cidade”, diz, por seu lado, Hugo Dias, membro da comissão política concelhia. Este militante demitiu-se há uma semana do Conselho Estratégico do PSD-Porto, coordenado por Álvaro Almeida, mas não foi o único (Público)

Notícia: Sectores social-democratas da Madeira ponderam candidaturas "independentes" nalguns concelhos e freguesias?

Embora sem confirmação junto de uma fonte que possa considerar credível, foi-me garantido esta semana, por mensagem de email e SMS, que alguns militantes social-democratas estarão em vias de iniciar o processo de preparação de uma eventual candidatura a alguns concelhos e freguesias da RAM, como "independentes", já nas eleições autárquicas de 2017.
Segundo me confidenciaram, tais militantes, que se queixam de terem sido marginalizados desde a saída de AJJ e de continuarem a ser olhados com "desconfiança" pela actual direcção regional dos social-democratas e pelas estruturas partidárias nas freguesias e concelhos, terão já seleccionado dois partidos políticos sem representação parlamentar regional com os quais pretenderão manter contactos discretos, depois das férias de Verão. Há mesmo quem pretenda alargar esse movimento a militantes do PS e do CDS que se considerem também desaproveitados e marginalizados, segundo eles.

terça-feira, agosto 23, 2016

Venezuela: encuesta revela 76% de escasez de medicinas en 196 hospitales del país

El presidente de la Subcomisión de Salud de la Asamblea Nacional, José Manuel Olivares, y el doctor Julio Castro, de la organización de Médicos por la Salud, presentaron la Encuesta Nacional de Hospitales 2016, en la que evaluaron el estado de los centros asistenciales y la escasez de insumos, medicinas y equipos medico quirúrgicos.

Venezuela, hambre y política

Esta semana, la encuestadora Venebarómetro publicó los resultados de un sondeo según el cual el 75,5 por ciento de los venezolanos describe la escasez de alimentos como su principal problema. Apenas el 38,8 por ciento dijo comer tres veces al día; un 44 por ciento admitió que lo hacía dos veces y un 17 por ciento, sólo una. Aunque el Parlamento ha catalogado la situación imperante –empeorada por la falta de medicamentos– como una “crisis humanitaria”, los emisarios del Gobierno la niegan cuando asisten a foros internacionales. Y no hay instancia extranjera que pueda obligar a Caracas a aceptar ayudas que no ha pedido formalmente. Bien puede ser esa una de las razones por las que la prensa mundial presta menos atención al progresivo agravamiento del desabastecimiento en Venezuela y más a los factores de los cuales parece depender la solución de ese estado de cosas: el avance o retroceso de las negociaciones previas al diálogo oficialismo-oposición que mediadores externos intentan propiciar y de los esfuerzos del antichavismo por revocar el mandato de Maduro, señalado como responsable de que la otrora potencia petrolera atraviese sus horas más bajas. El 88,4 por ciento de los consultados por Venebarómetro votaría a favor de interrumpir su gestión.

Venezuela: Nicolás Maduro premeia atletas venezuelanos com casas e dólares

Venezuelanos conquistaram uma medalha de prata, duas de bronze e 12 diplomas olímpicos durante os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, aprovou hoje um aumento de 50% dos subsídios dos atletas venezuelanos que participaram no Rio2016, que receberão também uma ajuda financeira em dólares e casas do programa governamental Grande Missão Habitação. "Isto deve estimular a massificação do desporto como um veículo de saúde, de valores, de solidariedade, mas também como o grande terreno sobre o qual semear os valores e os medalhistas de ouro", disse o chefe de Estado. Nicolás Maduro falava no palácio presidencial de Miraflores, em Caracas, numa cerimónia em que recebeu os atletas venezuelanos e os homenageou com a Ordem José Félix Ribas.

Panorámica 360º: viaje a bordo de un caza de combate F-18 del Ejército del Aire

fonte: youtube

O poder da imagem: Crianças cheias de pó, cheias de sangue e cheias da guerra

fonte: youtube

Jornalismo: já ouviu falar disto?

fonte: internet

Jornalismo: digam-me lá....


A minha dúvida é saber se aqueles que todos os dias, e bem, se revoltam contra a comunicação social alegadamente controlada, manipulada, condicionada, por partidos políticos ou pelo poder político em geral, aqueles que acham que os meios empresariais que usam os meios de comunicação social - como instrumentos ao serviço de causas específicas relacionadas com os negócios e com os interesses desses empresários investidores - são menos "perigosos"  que os políticos, se eles acham que por exemplo - no caso de Espanha - este retrato já não merece qualquer discussão ou objecção? Já agora, digam também, e ao mesmo tempo, porque me interessa muito saber a solução, como é que nos dias que vivemos os meios de comunicação social sobrevivem sem estarem nas mãos de grupos económicos e financeiros como este caso que consta da imagem? Não me digam que a liberdade de imprensa, a credibilidade da informação, a fiabilidade do produto final aos olhos dos consumidores, depende apenas de estar ou não dependente ou deter ligações ao poder político?(LFM)

Madeira: Faz sentido, sim ou não, uma estrutura de bombeiros florestais na Região?


Acho muito sinceramente que a Madeira deveria proceder à reestruturação das corporações de bombeiros hoje existentes na Região e ponderar a criação de uma corporação de Bombeiros Florestais, exclusivamente vocacionada para a prevenção e combate dos incêndios florestais.
Ao longo dos últimos anos temos constatado que existe a necessidade de coragem para rever a estrutura de corporações de bombeiros, porventura aglutinando entidades já existentes por forma a que elas fiquem dotadas  em termos humanos e de equipamentos, de todos os recursos necessários e os mais adequados à sua actividade.

sábado, agosto 20, 2016

Jornalismo: De periodista a mesonero, la historia de un inmigrante venezolano en Aruba

"Aruba es la tierra de los contrastes, de la ilusión que no es tan ilusión". Así define Jefferson David Ramírez, venezolano de 27 años de edad, a la isla donde emigró, la happy island (como la llaman coloquialmente), buscando escapar de la inestabilidad venezolana. David, como lo llaman los clientes y conocidos de la isla, es nativo de Maracay, donde estudió y se graduó de periodista en la Universidad Bicentenaria de Aragua, carrera con la cual podía ganarse la vida: "Tuve mi productora, programas de televisión y de radio (...) tenía para hacer mi vida: un buen salario, un jefe influyente como Esteban Trapiello, que confiaba en mí y quería echarle pichón".

Venezuela: Venta de petróleo a EE UU aumentó 30%

La  venta del petróleo de Venezuela hacia Estados Unidos aumentó más de 30%. En mayo de 2016 la exportación de petróleo desde Venezuela hacia EE UU se ubicó en 20.763 barriles diarios. Mientras que en junio la cifra aumentó a 22.960, es decir se levó a 10,58 %, así lo reportó la oficina de censo de la nación americana. La información suministrada indica que entre mayo y junio de este año hubo un incremento de 30, 84% en las compras del crudo venezolano, el cual pasó de 674.871 dólares a 883.34 dólares, publicó Globovisón (El Nacional)

Venezuela: Ramos Allup - Gobierno no envió recursos a la AN para pagar a diputados

El gobierno no envió los recursos a la Asamblea Nacional para el pago de los diputados, denunció el presidente del Legislativo, Henry Ramos Allup.  Indicó que  luego de la solicitud escrita, de la Dirección de Personal del Parlamento, la Oficina Nacional de Presupuesto informó que solo remitirán el dinero para cancelar los salarios de los empleados, los obreros y el personal técnico. Ramos Allup explicó que todos los meses la AN hace petición del dozavo, pero “mandan los que les da la gana”. El diputado afirmó que “aunque el Ejecutivo cree que va a suprimir el funcionamiento de la Asamblea Nacional, no es así”. Señaló que la próxima semana informará el monto exacto de los recursos que el Ejecutivo debe entregarle al Parlamento.

Financial Times: “Los problemas de Venezuela ya no pueden ser ignorados”

El diario británico Financial Times escribió un artículo sobre la situación de Venezuela en el que afirma que cada día que pasa las múltiples crisis del país se están convirtiendo en problemas que también afectarán a la comunidad internacional. “Pocos problemas de la política exterior han desempeñado un papel en las elecciones presidenciales de Estados Unidos. Uno que puede definir estos comicios, no ha sido nombrado hasta los momentos: Venezuela”, dice el diario y añade que los vecinos del país ya no pueden ignorar lo que ocurre.

Opinião: mediatismo, comunicação social, eleições, protagonismos, disputas cegas, guerras surdas.....

Bem ou mal, provavelmente depois da situação ter ficado sob controlo, os ânimos desesperados terem acalmado, admito que as eleições autárquicas no que ao Funchal diz respeito, estiveram presentes, permanentemente presentes, em tudo o que foi feito, dito ou decidido no pós-sinistros. Não alargo esta minha percepção ao período mais complexo de tudo o que se passou.
Como não gosto de meias conversas e acho que as pessoas há muito que perceberam o que se passa, vamos a factos:
1 - OS CANDIDATOS - o PS regional ainda não tomou uma decisão oficial sobre o processo eleitoral no Funchal, julgo que continua a não ter a decisão tomada - o que é normal e igual a todos os demais partidos - embora Carlos Pereira, que me parece não ter boas relações com o edil funchalense, tenha ficado com um reduzido espaço de manobra. De facto, se oficiosamente era conhecido o interesse de Cafofo em continuar no Funchal e, por outro, era sabido também que Pereira alimentava uma dúvida, reflexo ainda do facto de ter estado localizado em determinados elementos da CMF a oposição interna mais visível (e perceptível) quando Pereira se candidatou à liderança socialista regional, depois dos  incêndios e do mediatismo de Cafofo, dificilmente Pereira terá argumentos e outros candidatos para o Funchal. Acresce que o edil funchalense parece contar com uma importante almofada propiciada por alguns meios de comunicação social regionais, o que em nada favorece Pereira.

sexta-feira, agosto 19, 2016

Beneficio para ambos tras la apertura fronteriza entre Colombia y Venezuela

fonte: youtube

Venezuela: Maduro quer cortar financiamento do parlamento

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou que pediu ao Supremo Tribunal de Justiça (STJ) para analisar a pertinência da suspensão das transferências de recursos económicos para a Assembleia Nacional, onde a oposição tem maioria. Maduro disse não poder "utilizar os recursos públicos em instituições que desacatam e apelam ao desacato das leis". O Presidente da Venezuela questionou a decisão da direção do parlamento de incorporar, na semana passada, três deputados da oposição que tinham sido suspensos pelo STJ por alegadas irregularidades no processo eleitoral. "Ramos Allup [presidente do parlamento] pôs-se à margem da lei e da Constituição (...).

Venezuela: Maduro avisa a oposição que se houver golpe de Estado reagirá com mais força que Erdogan

O chefe de Estado da Venezuela, Nicolás Maduro, avisou que se a oposição “passar a fronteira do golpismo” vai responder com força e que o Presidente da Turquia “vai parecer um menino” ao pé da sua reação. “Vocês viram o que se passou na Turquia? Erdogan vai parecer um menino ao pé do que vai fazer a revolução bolivariana se a direita passa a fronteira do golpismo”, disse Nicolás Maduro, durante um encontro com apoiantes.

Jornalismo: Michael Phelps 'despacha' jornalista na chegada aos Estados Unidos

video
Michael Phelps volta a ser notícia na imprensa internacional, mas não pelos motivos habituais. Na chegada aos Estados Unidos, esta semana, depois da participação nos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro, o atleta foi intercetado por uma jornalista que tentou falar com o atleta. Quando questionado sobre a primeira coisa que ia fazer em casa, Phelps ‘despachou’ a jornalista referindo que precisava de privacidade e de “espaço” para poder descansar com a família.

É assim que Cristiano Ronaldo chega a casa. Em grande estilo...

video
Já se sabe que uma das grandes paixões de Cristiano Ronaldo são os automóveis topo de gama. O jogador já teve a oportunidade de exibir alguns deles nas redes sociais. O último foi um Bugatti. Na sua página de Instagram, Ronaldo partilhou um vídeo com a seguinte legenda: “De regresso a casa”. Claro que os seguidores do craque ficaram mais uma vez de ‘boca aberta’ e não é para menos. O carro vale mais de um milhão de euros.

Jornalismo: Jornalista emociona-se em direto com história de Omar, o menino sírio

video

Opinião: incêndios, rafeirices, "mistérios", fretes, etc

Eu não sei se as pessoas concordam ou não comigo, nem isso me interessa muito, confesso. Porque a minha opinião é esta. Se a ideia é fazer com que as pessoas rapidamente se esqueçam (relativamente, como é evidente) de tudo o que se passou, do dramático que foram esses dias tenebrosos, do inferno causado pelo fogo, da destruição e até mesmo da morte, então não entendo, muito sinceramente, que alguns meios de comunicação social nacionais, à falta de melhores temas, insistam em acampar no Funchal, parindo todos os dias reportagens que visam manter vivos dias que pelo dramático que eles representaram deveriam ser substituídos por uma outra mensagem. O erro de análise das coisas até pode ser meu, porventura por não entender certas prioridades informativas ou critérios editoriais subjacentes, principalmente no Verão, habitualmente parco de notícias, quando há que manter níveis de audiências, de vendas, shares, etc. Provavelmente é isso mesmo. O “pato” desta história sou eu”! Mas isso não me impede de reafirmar que não concordo com esta estranha insistência de algumas televisões nacionais, insistindo no escalpelizar diário de tudo o que se passou, transformando o drama vivido e que todos desejamos seja remetido para o arquivo da nossa memória colectiva, numa macabra telenovela, com algumas intervenções patéticas de enviados-especiais de Verão à mistura. E que chegam a ser confrangedoras.

Rio-2016: 9.78 segundos em 200 metros? Só para Bolt!

video

Venezuela: Altas tasas de desnutrición

fonte: youtube

quinta-feira, agosto 18, 2016

La escasez en Venezuela obliga a usar ataúdes de cartón


Venezuela: crise leva as mulheres a recorrem à esterilização

Procura de cirurgias para laqueação das trompas tem aumentado, face às dificuldades económicas das famílias venezuelanas. A escassez de víveres, a inflação e o colapso do setor médico na Venezuela tornaram-se uma tal fonte de angústia que um número cada vez maior de mulheres jovens opta relutantemente por recorrer à esterilização em vez de enfrentar todas as dificuldades da gravidez e da maternidade. Os contracetivos tradicionais, como os preservativos ou a pílula, desapareceram praticamente das prateleiras dos estabelecimentos, empurrando as mulheres para uma cirurgia quase irreversível.

Jornalismo: Televisão estatal do Egito suspende pivôs e manda-as fazer dieta...


Rio-2016: Nikki, Abbey e um episódio de desportivismo olímpico


A imagem que mostra o horror da guerra na Síria

Há um ano a imagem de uma criança de três anos afogada na praia tornou-se símbolo da crise dos refugiados depois de a foto ter sido divulgada e chocado todo o mundo. Agora, surge uma nova imagem, como se fosse necessário recordar os horrores da guerra. A diferença é que esta está viva, ferida, traumatizada, mas viva.

Venezuela: Maduro derrocha 355.000 euros en el 90 cumpleaños de Fidel Castro

Nicolás Maduro no pone límites a los gastos presidenciales, ni siquiera cuando los venezolanos sufren una severa crisis económica causada por su gestión. La pasada semana se gastó más de 400.000 dólares (355.000 euros) en Cuba, donde acudió con una comitiva de 80 personas para celebrar el 90 cumpleaños de Fidel Castro. El diputado de la Asamblea Nacional Carlos Berrizbeitia, que ha llevado la cuenta de los gastos en giras por el extranjero del difunto presidente Hugo Chávez y luego de Nicolás Maduro durante los 17 años de chavismo, ha divulgado el coste de la delegación venezolana para asistir a los fastos en homenaje del dictador cubano. La comitiva de Maduro, según el diputado opositor, estaba integrada por 80 invitados, entre altos cargos, familiares, amigos, artistas y músicos que festejaron por todo lo alto el cumpleaños del nonagenario líder del castrismo. El Gobierno venezolano pagó a los artistas que actuaron en la gala, celebrada en el teatro Karl Marx de La Habana, y su retransmisión en directo por satélite al país a través de la emisora estatal Venezolana de Televisión. Consideró «innecesario» el uso del avión presidencial, cuya hora de vuelo supera los 22.000 euros.

quarta-feira, agosto 17, 2016

Jornalismo: The New York Times, o "Milagre diário" do jornalismo

A publicação com maior número de subscritores digitais a nível mundial revela ao DN como contrabalançou o declínio de vendas da sua edição impressa. Sem despedimentos. Como combater o inevitável declínio dos jornais? Como crescer num mercado tão competitivo? Como manter o número de trabalhadores e a qualidade do jornalismo num período pouco lucrativo? O The New York Times não só foi um dos primeiros órgãos de comunicação social a encontrar respostas para estas questões, como é, até à data, o mais bem-sucedido a implementá-las. As contas do primeiro semestre de 2016 estão fechadas e os números são, como já é hábito, risonhos para a publicação norte-americana.

Expresso: "O texto duro e obrigatório que temos de ler sobre a Alemanha e o dinheiro"

Pedimos a um especialista alemão que escrevesse sobre o futuro do Deutsche Bank a propósito da sombra que também sobre ele agora cai nesta Europa da crise monetária. Heiner Flassbeck, economista, ex-secretário de Estado das Finanças e ex-conselheiro de Oskar Lafontaine sobre a reforma do Sistema Monetário Europeu, respondeu-nos que o Deutsche Bank é um pormenor num contexto alargado. E contrapropôs este texto longo, técnico, duro e obrigatório que analisa em profundidade a origem da crise do euro e consequentemente da Europa. Flassbeck coloca a Alemanha no coração da origem da crise da moeda única, revela o segredo do crescimento alemão nos últimos 15 anos (“o país tem operado uma política de ‘pedinchar ao vizinho’, mas só de pois de ter ‘pedinchado ao seu próprio povo’ essencialmente através do congelamento dos salários - este é o segredo do sucesso alemão dos últimos 15 anos”) e diz que sem um ajustamento da maior economia europeia o fim da União ganha contornos de possibilidade real. A perspetiva de desintegração e o decorrente colapso da união já não podem ser ignorados, defende Flassbeck.

O que fazem os jovens? Em Portugal, 17,5% nem estudam nem trabalham

Em 2015, 17,5% dos jovens portugueses entre os 20 e os 24 anos não estavam a trabalhar, nem a estudar, nem a receber formação. É uma percentagem que coloca Portugal entre os países da União Europeia (UE) onde esta percentagem mais cresceu: 4,9 pontos percentuais desde os 12,6% de 2006, informa esta quinta-feira o Eurostat. O trabalho sobre os NEET, a sigla usada precisamente para referir estes jovens sem educação, nem emprego nem formação, mostra que no conjunto da UE quase cinco milhões de jovens estão nesta situação, o que equivale a 17,3% da população nesta faixa etária.

Entre BPN e Banif, as perdas do Estado já somam 5828 milhões de euros. Até ver...

Todos os anos, a conta paga pelo Estado na sequência da nacionalização do Banco Português de Negócios (BPN) vai subindo. Só no ano passado, de acordo com o relatório do Tribunal de Contas (TdC) ao acompanhamento da execução orçamental da administração central, a perda efectiva com a instituição intervencionada em 2008 foi de 590,8 milhões de euros. Juntando este valor ao dos anos anteriores (a conta começou a ter impactos em 2011), chega-se a um saldo negativo acumulado de 3237,5 milhões de euros. E a factura com a instituição, reprivatizada em 2012 (foi comprada pelo BIC Portugal), tende a continuar a subir. Somando ao BPN a perda de 2591 milhões de euros com o Banif, alvo de resolução em Dezembro do ano passado, o custo, até agora, do Estado com este dois bancos dispara para 5828 milhões de euros, dos quais 3182 milhões dizem respeito apenas a 2015. Nas contas que implicam o Banif estão os 1766 milhões injectados directamente na instituição financeira, imediatamente antes da venda ao Santander, e os 825 milhões que o Estado tinha aplicado no capital do banco em 2013.