sábado, outubro 10, 2015

Presidenciais: avanço de Marcelo acaba com a eventual candidatura de Jardim

A eventual candidatura presidencial de Alberto João Jardim - que em meu entender nunca foi claramente assumida apesar de ter estado em cima da mesa por iniciativa do próprio - acabou por ser  completamente inviabilizada pela de Marcelo Rebelo de Sousa ontem formalizada. Não acredito que Alberto João Jardim, que nunca teria o apoio do PSD nacional, e sem esse apoio qualquer candidatura está condenada ao fracasso, queira envolver-se na corrida a Belém contra Marcelo, pelo que admito que o avanço deste acabou por neutralizar qualquer esperança e sonho. Nos dias que correm, podemos ter partidos do facebook ou da Internet, com a performance ridícula que depois constatamos nas urnas, mas dificilmente teremos candidatos presidenciais com origens digitais. 
Não me repugna nada admitir que João Jardim possa tentar pelo menos formalizar a candidatura para ganhar espaço de antena nos meios de comunicação social. Mas mesmo essa hipótese parece-me remota. A candidatura de Marcelo cria um problema ao eleitorado do PS e mesmo a alguns eleitores mais à esquerda, correndo este o risco de ser eleito logo à primeira volta, salvo se alguma cosia de anormal acontecer.Isto coloca uma vez mais em destaque a falta de estratégia de Costa e do PS que parecem inclinados a não apoiar nenhum candidato - sempre da área socialista -distanciamento que coloca problemas complexos a qualquer um deles, porque um candidato com aspirações precisa de ter o apoio directo da logística garantida por um partido com dimensão nacional. Salvo se Costa disser publicamente uma coisa e depois fazer outra.


video

Sem comentários: