sexta-feira, março 25, 2016

Bruxelas: não sou “Je suis” coisa nenhuma. Recuso acender velas ou colocar à espera que tudo se volte a repetir. Porque temo pelo quotidiano dos europeus e temo pela vitória de Trump

Em primeiro lugar, e tal como fiz com  os atentados em Londres, Madrid e Paris, neste blogue não passam notícias sobre os atentados terroristas que estão a massacrar a Europa, a atemorizar os europeus e a colocar a garantia de segurança colectiva a que temos direito distante do que todos queremos perante a passividade dos europeus e dos governos e a incompetência das estruturas policiais, militares e de investigação, que se revelam incapazes de articularem uma acção comum de combate ao terrorismo e às novas ameaças que esta nova guerra do século XXI coloca aos nossos países.

Bruxelas, "Je ne suis" coisa nenhuma: quando as notícias patéticas se misturam com os factos...

Aeroporto de Toulouse evacuado - Uma inspecção de segurança obrigou, esta quarta-feira de manhã, à evacuação do aeroporto francês de Toulouse. Foi encontrado um pacote suspeito. A informação é avançada pela Polícia de Fronteiras de França, numa altura em que o país está em alerta terrorista máximo na sequência dos atentados em Bruxelas;

Bruxelas colocou em cima da mesa factos concretos: as forças policiais e militares estão a ser devidamente treinadas e preparadas para este terrorismo do século XXI?

Cada vez me convenço mais que as nossas forças policiais e militares - aliás o problema é europeu - não tem havido a preocupação de formar equipas especiais de militares e policiais, especializando-as no combate agressivo ao terrorismo. Mas de uma forma inteligente, pragmática, eficaz, sem hesitações e sem contemplações. O terrorismo, infelizmente, passou a ser uma realidade que faz parte plena do nosso quotidiano. Os métodos das forças policias e militares continuam a ser os mesmos do passado, como se o terrorismo não fosse uma realidade mortal e ameaçadora generalizada, mas antes uma ténue e distante ameaça, possibilidade que se acontecer, atingirá outros países mas nunca o nosso.

quinta-feira, março 24, 2016

A estranha obsessão de MRS por jornalistas

Começa a ser estranha - ou talvez não se tivermos em atenção como é que MRS chegou a presidente da República - esta obsessão doentia de Marcelo pelos jornalistas. Contrata jornalistas para tudo. Já são cinco jornalistas em Belém. Um dia destes o homem ainda monta uma estação de televisão ou uma redacção digital para operar a partir do palacete rosa, o tal que não tem primeira-dama... Isto não tem nada a ver com os jornalistas que aceitaram os convites nem com a sua competência. Fizeram o que eles acharam melhor fazer. Mas que é uma estranha obsessão, provavelmente porque o homem mal chegou já andará a pensar na recandidatura por mais 5 anos, lá isso parece...

sábado, março 19, 2016

Escola da vila mais pobre da Madeira é uma das melhores do país

Na freguesia mais pobre da Madeira e uma das mais carenciadas do país, onde 92% dos alunos têm Acção Social Escolar e a internet não faz parte das prioridades da maioria das famílias, existe algo supreendente. Numa vila enterrada num vale profundo, onde a única ligação com o resto do mundo faz-se por um túnel com quase 2,5 quilómetros, existe uma escola onde cabem todos os sonhos.

Hoje é Dia do Pai


Hoje é Dia do Pai. 
Podíamos cair naquele lugar comum de que temos que nos lembrar dos pais que sofrem, pela doença, pelo abandono, pelos maus tratos, pelas injustiças da sociedade e dos filhos. Podíamos lembrar-nos dos pais que sofrem no silêncio, tantas vezes sozinhos, que nunca tiveram sorte na vida, que vagueiam sem destino, muitos deles abandonados à fome e ao frio nas nossas cidades, mesmo debaixo dos nossos narizes, sem que alguém faça alguma coisa por eles.  Podíamos-nos evocar também a parte mais negra deste reverso da medalha, dos pais injustos, violentos, dos que abandonaram os seus, que não assumiram nunca as suas responsabilidades enquanto pais, que ignoraram filhos e cônjuges e que perderam toda a legitimidade para reclamarem seja o que for.  Nem o direito a que tenhamos compaixão deles.
Podia lembrar-me dos pais abandonados nos hospitais pela sua própria família, dos pais que vivem na miséria, dos que sofrem e que nem os cuidados paliativos já resolvem esse sofrimento, dos que vivem na pobreza extrema e na fome constante, nos pais sem presente e sem qualquer expectativa de futuro.
Mas não o faço. Porque hoje é dia do Pai, porque acho que temos que olhar para o outro lado da moeda, o lado menos mau. Porque é por causa disso que assinalar o Dia do Pai faz sentido. Hoje não é dia para carpir mágoas ou julgar comportamentos, atitudes, pessoas. Se de facto existe justiça divina - existe mesmo? - então teremos um dia tempo para esse julgamento.
Bertrand Russell afirmou um dia que "os nossos pais amam-nos porque somos seus filhos, é um facto inalterável. Nos momentos de sucesso, isso pode parecer irrelevante, mas nas ocasiões de fracasso, oferecem um consolo e uma segurança que não se encontram em qualquer outro lugar".
Hoje é o Dia do Pai, também o meu dia porque sou pai. Gostei tanto de ser pai, gosto tanto de continuar a ser pai!
Mais fui filho, infelizmente com pouco tempo para ter vivido devidamente esse tempo. Tenho pena, pena de não ter tido o direito - v+a lá saber-se porquê - de ficar mais tempo com  o meu Pai, para me poder hoje lembrar dele e do que foram esses escassos anos, não de uma forma ténue e quase vazia, mas antes de um modo consistente e factual. Ficam-me a fugaz recordação e as poucas memórias.
Por isso não tivesse que enfrentar os problemas a que se referiu Alphonse Daudet: "Se tu soubesses, quando deixamos de ter os nossos velhos, até que ponto lamentamos não lhes havermos dado mais do nosso tempo".
Anima-me contudo a certeza de que talvez um dia possa vir a ter todo o tempo do mundo para o reencontro com ele e para pormos a conversa em dia. Provavelmente terei muita coisa a contar e a ouvir. Enquanto esse dia não chegar, vou continuar a ser pai, porque gosto imenso de ser pai. Pelas filhas que tenho, pelo que elas representam e são para mim (LFM)

Crise no Brasil: Lula e as construtoras

Segundo o Ministério Público, seis empreiteiras investigadas pela Operação Lava Jato foram responsáveis pela maior parte da receita do Instituto Lula e da empresa de palestras do ex-presidente, a LILS Palestras, entre 2011 e 2014. A força-tarefa investiga, ainda, o envio de dinheiro dessas empresas ao Tríplex no Guarujá, o Sítio em Atibaia - dos quais o petista seria dono - e a armazenagem de bens de Lula retirado do Planalto após sua saída da Presidência (Estado de São Paulo)

Crise no Brasil: 24ª Fase da Operação Lava Jato

Polícia Federal e Receita Federal deflagraram ontem a 24ª fase da Operação Lava Jato; Lula foi conduzido coercitivamente para depor e mandados foram cumpridos em endereços do ex-presidente e de seus filhos (Estado de São Paulo)

Crise no Brasil: para entender a delação de Delcídio Amaral

Quem foi citado, o que disse o senador e os temas e personagens comuns da delação (Estado de São  Paulo)

Crise no Brasil: Impeachment de Dilma Rousseff

Câmara aprovou ontem a Comissão Especial do impeachment que vai analisar o pedido de afastamento de Dilma Rousseff; dos 65 integrantes, 35 se dizem a favor do impedimento da presidente (Estado de São Paulo)

sexta-feira, março 18, 2016

Jornalismo: Como se faz um jornal

video
No dia em que o Diário Económico foi pela última vez para as bancas, veja aqui os bastidores. Da primeira reunião da manhã até à impressão do jornal, de madrugada (Económico)

Opinião: Madeira, turismo, promoção, costa norte e realismo

Comecemos pelo princípio, como diz o outro. Eu não sei o que é isso de "política de turismo" diferenciada dentro de uma mesma região, nem sequer sei se o turismo propriamente dito precisa de políticas oficiais assentes na lógica com que alguns a elas se referem. O que existe, de concreto, são destinos turísticos, que não só concorrem entre si, como concorrem internamente entre as diferentes regiões e ofertas. Ou seja, o turismo que na Madeira é praticado na costa sul da Madeira pouco ou nada tem a ver com o turismo mais vocacionado para a costa norte. O que a Madeira precisa de ter presente é que, em termos nacionais, tem que concorrer com a agressividade e potencialidades turísticas de regiões como o Algarve, os  Açores ou mesmo Lisboa cada vez mais procurada e transformada numa "base" para milhares de turistas que escolhem Portugal.

Jornalismo: Diário Económico hoje nas bancas pela última vez

video
O jornal Diário Económico foi publicado hoje pela última vez. A edição em papel acabou mas deve manter-se na Internet e o canal de televisão. Os trabalhadores têm vários meses de ordenados em atraso.

Humor do Henrique Monteiro: solteiros e bons rapazes

fonte: Henricartoon

A crise no Brasil no Ultraperiferias III

A suspensão da nomeação de Lula da Silva para o cargo de ministro da Presidência brasileiro foi anulada hoje, o que, na prática, significa que o ex-Presidente pode assumir o cargo.

Estavam à espera do quê? Arquitectos falham petição tendenciosa

A Delegação da Madeira da Ordem dos Arquitectos divulgou um nota do seguinte teor: “Decorridos 60 dias da data de lançamento da «Petição para a revisão da volumetria do novo Hotel Savoy do Funchal», vem por este meio a Delegação da Madeira informar que, apesar das 1028 assinaturas recolhidas, a petição não atingiu um número que justificasse requerer à Assembleia Legislativa da Região Autónoma da Madeira o agendamento do tema, razão pela qual dá por encerrada esta iniciativa, agradecendo a todos aqueles que a ela aderiram, demonstrando interessar-se pelo equilíbrio da paisagem urbana do Funchal e pelo bem estar daqueles que o habitam ou visitam, bem como da Região enquanto destino turístico”.
***
Uma sugestão: preocupem-se antes em debater a realidade do sector profissional que representam e apresentem medidas concretas - algumas exigem coragem quer não têm tido - medidas que que garantam que os profissionais, muitos deles jovens, tenham emprego e ocupação consentânea em vez de estarem desempregados ou a trabalhar em caixas de supermercado ou outras actividades similares, sem ofensa para estas como é evidente.

Funchal: fundou o seu próprio principado e agora conta a sua história no cinema

video

A história por trás desta imagem que correu o mundo

A história por trás desta imagem que correu o mundo: Foi uma das fotografias maia marcantes dos Óscares e agora a sua protagonista explica porquê. A mulher na fotografia é Sofie Karasek, de 22 anos, uma das vítimas de violação que partilharam o palco com Lady Gaga durante a cerimónia de entrega dos Óscares.

SIC-Notícias: Quadratura do Círculo (17 Março de 2016)

SIC-Notícias: O Dia Seguinte (14 Março de 2016)

SIC-Notícias: Quadratura do Círculo (10 Março de 2016)

SIC-Notícias: O Eixo do Mal (12 Março de 2016)

Crise no Brasil: A fotografia que está a dividir o país

Captada no domingo, quando mais de um milhão de brasileiros protesteram nas ruas contra o governo de Dilma Rousseff, a imagem viral mostra um casal com as filhas pequenas num carrinho, empurrado por uma "babá" com a farda branca que tanta polémica tem gerado no país. De t-shirt com as cores do Brasil, Claudio Pracownik, diretor financeiro do clube de futebol do Flamengo, e a mulher foram fotografados a caminho da manifestação, em Ipanema.

O encontro de Marcelo e Francisco em 12 imagens


Jornalismo: ‘The Guardian’ despede 250 para ser tebntar sedr rentável em três anos

O jornal britânico The Guardian anunciou planos de cortar 250 postos de trabalho para equilibrar contas que resultaram no último ano em perdas de 58,6 milhões de libras (307 milhões de reais). No total, a equipe do diário no Reino Unido se reduzirá em 18%, o equivalente a 310 empregos, já que outros 60 postos permanecerão sem reposição porque não será renovado o contrato dos atuais ocupantes. A empresa acredita, segundo informação publicada em sua edição online, que todos os cortes serão alcançados com saídas voluntárias.

Jornalismo: El 2015 fue el año más violento para la prensa en México

El último viernes del pasado julio cinco cuerpos fueron hallados en un departamento de una colonia de clase media de la Ciudad de México. Entre las víctimas del homicidio que a la fecha continúa impune se encontraba Rubén Espinosa, un fotoperiodista que había trabajado en Veracruz, el estado más peligroso para ejercer el periodismo en México. La turbia muerte de Espinosa ha engrosado una vergonzosa cuenta que se inició hace 15 años: 92 periodistas han sido asesinados en el país.

quinta-feira, março 17, 2016

Jornalismo: Jornal venezuelano com 82 anos deixa de circular por falta de papel para imprimir...

O jornal venezuelano El Carabobeño, fundado há 82 anos e um dos mais importantes do país, despediu-se hoje dos leitores na sua última edição impressa, depois de o Governo se ter recusado a responder aos pedidos de abastecimento de papel. "Hoje está a concretizar-se um vil 'zarpazo' (golpe de asa) contra um dos mais sagrados direitos do ser humano: O direito a estar informado", afirma o jornal, crítico do Governo venezuelano, na primeira página.

Futebol: Presidente do Marítimo defende ideia de um "único clube" madeirense na I Liga

O presidente do Marítimo, Carlos Pereira, defendeu hoje que a Madeira deveria apostar num único clube na I Liga portuguesa de futebol e alertou para o atraso no pagamento do Governo Regional nesta época. "Se fizermos um termo comparativo com Lisboa, a Madeira tem clubes a mais na I Liga. Vou continuar a bater na mesma tecla e vou continuar a fazer a defesa da região autónoma da Madeira em termos de qualidade e afirmação no espaço nacional", afirmou aos jornalistas em conferência de imprensa no Estádio do Marítimo. Para Carlos Pereira, é preciso apostar na ideia de um clube por região para poder estar ao nível de equipas como o Sporting de Braga.

Jornalismo faz mais uma vítima: Última edição impressa do Diário Económico sai amanhã

O jornal ‘Diário Económico’ vai deixar de sair nas bancas a partir da próxima segunda-feira. A informação foi dada aos trabalhadores pelo administrador Gonçalo Faria de Carvalho, justificando a medida com a incapacidade de assegurar meios financeiros e humanos. O objetivo é manter a empresa em funcionamento enquanto aguarda pela aprovação do pedido de Processo Especial de Revitalização, tentando assim evitar a falência do projeto. A empresa mantém assim apenas a edição online e o canal ETV.

Gastos com assessores do Estado no caso dos swaps já vão em dez milhões...

O valor gasto com assessores para apoiar o Estado no caso dos swaps já vai em quase dez milhões de euros e a factura não deverá ficar por aqui, sobretudo se houver recurso da sentença de Londres, que deu razão ao Santander. A Metro de Lisboa, que só depois de ter sido questionada pelo PÚBLICO divulgou as verbas despendidas nestes ajustes directos, assume agora encargos de 4,1 milhões de euros. Os custos foram repartidos pelas quatro empresas de transportes envolvidas no processo judicial, em função dos riscos dos contratos que subscreveram.

Documentário: The Corporation (A Corporação)

Esse é certamente um dos melhores documentários já produzidos. De excelente qualidade, ele expõe do começo ao fim a verdadeira face das corporações e a gingatesca influência que elas possuem sobre a política e sobre o Poder (que deveria ser) Público. Ao lado de grandes outros filmes/documentários como "Super Size Me - A Dieta do Palhaço", "Tiros em Columbine", "Fahrenheit 9/11", "Earthlings" (Terráqueos), "V de Vingança" (só para citar alguns), ele se supera a cada momento e, como diria George Orwell, ele fala e mostra a verdade em um tempo de Farsas Universais: portanto, é revolucionário. A narradora deste documentário é um espectáculo à parte e merece uma menção mais do que especial: assistam e verão o porque (fonte: youtube)

Documentário: todas as guerras são guerras de banqueiros (2014)

fonte: youtube

Documentário: Vítimas do Facebook

fonte: youtube

Duas mulheres aventuram-se na cidade de Raqqa, quartel general do Daesh

video
Duas mulheres sírias divulgaram um vídeo captado por uma câmara oculta, em que mostram o interior da cidade de Raqqa, tomada de assalto pelo Daesh em 2014. O vídeo mostra como se vive na cidade dominada pelo grupo extremista islâmico e foi gravado no inverno, segundo a CNN. As duas mulheres, vestidas de preto e a envergar burcas, filmaram momentos quotidianos, como ir às compras, apanhar um táxi ou passear nos bairros da cidade. O vídeo mostra uma cidade que vive sobre a xaria – sistema legal baseado na lei islâmica -, com todas as mulheres a terem de tapar a cara em todos os momentos e com os direitos restritos. O vídeo foi encomendado pela televisão sueca Expressen TV, colaboradora da CNN (Observador)

Os números da subida da extrema-direita (e não só) nas eleições regionais na Alemanha

As primeiras eleições na Alemanha após o país ter aberto as portas a mais de um milhão de refugiados resultaram num desastre para aquela que tem sido até agora uma inabalável constante da política germânica pelo menos desde a sua eleição em 2005. Trata-se, claro, de Angela Merkel e do seu partido, os conservadores da CDU. Quem ganha com isto? A resposta é fácil: acima de tudo, a AfD, o partido de extrema-direita fundado em 2013 (ano de eleições legislativas, onde teve 4,7%, à beira dos 5% necessários para entrar no Bundestag) e aquele que mais se tem oposto à entrada de refugiados no país. No entanto, a maioria dos votos continuaram a ser depositados em três partidos pró-refugiados (CDU, SPD e Verdes). Entre estes, os Verdes passaram para primeiro lugar em Baden-Württemberg — e a SPD continua como maior força política na região de Rheinland-Pfalz.

Pordata: satisfação com a democracia


Pordata: confiança na televisão


Pordata: confiança na imprensa


Crise no Brasil: O caso Lava Jato em três passos

Conheça como funcionava o caso de corrupção que está a abalar o Brasil e começou há precisamente dois anos (Jornal de Negócios)

Crise no Brasil: frase dita por Lula da Silva há 30 anos recordada na imprensa e redes sociais

video
Lula da Silva deve anunciar hoje se aceita o convite para entrar no governo brasileiro. O ex-presidente, suspeito no processo Lava Jato, esteve ontem reunido com Dilma Rousseff. Caso entre no Executivo, ganha imunidade judicial. Entretanto, uma frase com quase 30 anos de Lula ganha força na imprensa brasileira e nas redes sociais.

Jornalismo: Jornalista belga surpreendida por tiroteio durante direto

video
Durante a cobertura jornalística da operação desta terça-feira, em Bruxelas, uma jornalista foi surpreendida em direto. A repórter da VTM, televisão belga parceira da SIC, estava em direto da zona onde a polícia fazia rusgas quando se ouviram alguns disparos. Visivelmente assustada, a jornalista manteve-se, no entanto, no local. As autoridades montaram depois um perímetro de segurança para proteger os profissionais dos meios de comunicação e aos moradores foi-lhes aconselhado que permanecessem em casa.

Intervenção de Marcelo Rebelo de Sousa na tomada de posse dos Representantes da República para as Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira

Comissão de inquérito ao Banif na Madeira faz duplicar depoimentos sobre o fim do banco

A Assembleia Legislativa da Madeira vai chamar a ex-ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque o actual responsável pela pasta, Mário Centeno, o governador do Banco de Portugal (BdP), Carlos Costa, e o antigo CEO do banco, Jorge Tomé, para serem ouvidos na comissão de inquérito ao Banif. Antes disso, os mesmos responsáveis já terão prestado esclarecimentos na Assembleia da República. Isto porque, pela primeira vez, irão decorrer duas comissões parlamentares de inquérito em paralelo: uma na Assembleia da República e outra na Assembleia Legislativa da Região Autónoma da Madeira. Desta forma, vários responsáveis irão ser chamados pelas duas comissões, dando explicações tanto em Lisboa como no Funchal.

Televisões: Chamadas renderam menos um milhão/mês

A SIC e a TVI perderam juntas, no ano passado (em relação a 2014), quase 13 milhões de euros de receitas com chamadas e mensagens de valor acrescentado. Ou seja, em média entraram menos quase 1,1 milhões de euros por mês nos cofres dos canais privados quando em comparação com o ano anterior, revelam os relatórios e contas da Impresa (dona da SIC) e da Media Capital (TVI) relativos ao exercício de 2015.

Marcelo foi buscar jornalista Paulo Magalhães à TVI

Paulo Magalhães, jornalista da TVI, vai ser o novo chefe do gabinete de comunicação da Presidência da República. Fica assim fechada a equipa de Marcelo Rebelo de Sousa. Marcelo Rebelo de Sousa convidou o jornalista da TVI Paulo Magalhães para chefe do gabinete de comunicação da Presidência da República. Fica assim fechada a equipa do novo Chefe de Estado. A informação é avançada pelo jornal Expresso. O nome do assessor de imprensa do Palácio de Belém era o único que ainda não tinha sido revelado. De acordo como mesmo jornal, Paulo Magalhães licenciou-se em Ciências da Comunicação pela Universidade Nova de Lisboa. Mais tarde, ajudou a fundar a TSF e mudou-se para a Rádio Renascença, onde liderou a secção de Política. Atualmente estava à frente do programa “Política Mesmo”, da TVI 24, que contava com o comentário de Manuela Ferreira Leite (Observador)

Despesas, deduções, propinas, recibos de renda: o que muda no novo portal do Fisco

video
Está disponível a partir desta terça-feira o novo site do Portal das Finanças. Nesta página é possível consultar as despesas e as deduções relativas ao ano passado, incluindo propinas, taxas moderadoras ou recibos de renda

quarta-feira, março 16, 2016

Opinião: a sobretaxa IRS que provavelmente safou os deputados do PSD-Madeira de nova bronca

Estou convencido que se o governo socialista em Lisboa, e os seus apoiantes da esquerda, tivessem aceite que  o Estado deixe de continuar a ficar com a receita da sobretaxa de IRS cobrada na Madeira e nos Açores em 2016 optando por disponibilizá-la às respectivas regiões, que provavelmente estaríamos hoje perante um novo "caso" político. E isto porquê? Porque os deputados do PSD da Madeira na Assembleia da República dificilmente teriam argumentos e condições para votar contra o OE-2016.

terça-feira, março 15, 2016

Jornalismo: Jornalistas intimidados e um agredido à saída do Dragão

Operador de imagem da Sport TV foi agredido após assembleia geral incómoda para Pinto da Costa, esta segunda-feira. No exterior do Estádio do Dragão vários jornalistas foram intimidados. Sindicato dos Jornalistas já reagiu. A assembleia geral do FC Porto, que tinha como único ponto de ordem de trabalho a aprovação do regulamento eleitoral para as eleições do clube do próximo dia 17 de abril, acabou com intimidações a repórteres de imagem e um operador de câmara golpeado na cabeça, protagonizadas por adeptos, alguns dos quais de rosto parcialmente encoberto por cachecóis.

Opinião: a agente de execução "desaparecida", o deputado repetente do PTP e os Tribunais que não devem agir ignorando o...exterior

Li na imprensa que o Ministério Público da Madeira terá aceite mais um processo movido pela agente de execução Maria João Marques” contra o deputado José Manuel Coelho. O problema não é a liberdade da senhora mover os processos que entender por se sentir ofendida na sua dignidade, porque cabe à justiça, depois, decidir se isso tem ou não cabimento. Também quem anda na política tem que perceber que não pode refugiar-se na imunidade temporária para ultrapassar a linha vermelha da tolerância mesmo que tenha razões ou informações que apontem nesse sentido.

Opinião: Carlos Rodrigues, o PSD de Passos, deputados e a coragem de chamar o boi pelos nomes

O deputado do PSD, Carlos Rodrigues, que conheço há uns bons anos e que tenho a opinião de que é tão pragmático quanto eu nestas coisas da política pura-e-dura, colocou hoje o dedo na ferida, chamando o "boi pelos nomes", fazendo no fundo algo que poucos social-democratas têm hoje a coragem de fazer: denunciar a fragilidade dos deputados do PSD da Madeira no contexto do seu próprio grupo parlamentar.



Julgo que não há dúvidas quanto a isso. Uma coisa é a farsa da submissão doentia face a Passos  Coelho, como se dali viesse alguma coisa de útil para a Madeira e os madeirenses, outra coisa é separar o trigo do joio, evitando assim que o PSD da Madeira seja arrastado para a lama e penalizado por haver quem ache que andar num pantanal de trampa de braço-dado com este PSD nacional de Passos Coelho e demais corja que o rodeia e mantém o partido refém dos seus interesses, representa uma qualquer mais-valia.

Opinião: o ministro, a comunicação política inexistente, os combustíveis, etc e tal

As recentes declarações, desastradas, diga-se em abono da verdade, do novo ministro da economia - um docente universitário em Braga - revelam que uma das maiores fragilidades deste governo socialista de Costa tem a ver apenas e só com uma deficiente comunicação política.
O ministro da Economia meteu água duplamente: por um lado, primeiro item, não foi capaz de explicar de forma clara os fundamentos do seu apelo para que os automobilistas abasteçam de combustíveis em Portugal e não em Espanha; por outro lado, segundo item, esqueceu-se de uma realidade concreta, que tem a ver com o facto dos consumidores terem toda a legitimidade de procurar os preços mais baixos, para assim pouparem no abastecimento, particularmente os portugueses que vivem junto à fronteira espanhola. Ninguém acredita que um cidadão que more em Lisboa ou no Porto leve o seu carro até Espanha para abastece-lo para poupar uns euros e depois regressar, gastando porventura neste percurso metade do depósito.

Humor de Henrique Monteiro: o céu é o limite

fonte: Henricartoon

segunda-feira, março 14, 2016

Swaps: Estado já pagou 10 milhões a assessores jurídicos

Empresas públicas de transportes envolvidas no processo judicial com o Santander repartem os custos. Pelo menos 10 milhões de euros é quanto o Estado já pagou aos assessores jurídicos e financeiros que o apoiam no processo judicial por causa dos contratos swap que envolvem empresas públicas. Segundo noticia esta segunda-feira o jornal Público, "a fatura não deverá ficar por aqui" caso haja recurso da decisão do tribunal de Londres que deu razão ao banco Santander. Em causa estão as empresas de transportes públicos Metro de Lisboa, Metro do Porto, Carris e STCP, que repartem entre si os custos com a assessoria jurídica e financeira em que participam escritórios de advogados em Portugal e no Reino Unido. Até agora, adianta o jornal, já foram assumidos encargos de 4,1 milhões de euros pela Metro de Lisboa, 3,3 milhões de euros pela Metro do Porto, 673,8 mil euros pela STCP e 336,9 mil euros pela Carris (DN-Lisboa)

Regionais na Alemanha: alemães castigam Merkel por causa da crise de migrantes

video
A CDU de Angela Merkel perdeu dois dos três Estados alemães que hoje foram às urnas. Estas eleições regionais eram encaradas como um teste à política da Chanceler alemã para os refugiados que tanta polémica tem causado no país.

Morreu Nicolau Breyner (recordando a sua passagem pelo Alta Definição)

Programa Alta Definição realizado por Daniel Oliveira e emitido na SIC em Julho de 2015.

Portugal Got Talent 2016: madeirense Micaela Abreu cantou “Imagine” e está na final


Os gastos da Presidência da República

fonte: Jornal de Negócios

sábado, março 12, 2016

Marcelo no Porto: o fim do cavaquismo!

video
Presidente da República foi recebido ontem por centenas de pessoas no bairro do Cerco, no Porto, com beijos, aplausos e pedidos da população ao som de hip hop. “Marcelo aumenta o rendimento mínimo” ou “quero uma casa” foram algumas das frases que se ouviram quando Marcelo Rebelo de Sousa chegou ao bairro, na zona oriental da cidade, acompanhado pelo presidente do município Rui Moreira. Na despedida, Marcelo brindou os moradores com um momento único: dirigiu-se ao populares a partir do palco e cantou alguns versos em versão hip hop, numa homenagem aos habitantes do Cerco

Harmony of the Seas: já está no mar o maior de todos


Sondagem: Três meses depois, o PS descola do PSD

É a maior distância do PS em relação ao PSD desde novembro. Na hora da despedida, Cavaco Silva sai em baixa e Paulo Portas em alta. Na primeira sondagem (feita uns dias depois de António Costa tomar posse como primeiro-ministro) eram apenas 0,7 décimas. Agora, são já três pontos que separam PS do PSD.
Se as eleições fossem hoje, e de acordo com o barómetro de março da Eurosondagem para o Expresso e SIC, os socialistas até poderiam começar a sonhar com uma "geringonça" diferente da atual, dado que os votos somados de PS (35%) e BE (9,2%) já chegam aos 44,2%, uma confortável maioria (embora ainda dificilmente absoluta). PSD e CDS ficam-se pelos 40%. A popularidade de Costa aumenta em proporção: o chefe do Executivo soma mais 1,7% de pontos positivos do que há um mês. Só Paulo Portas cresce (ligeiramente) mais do que o primeiro-ministro 1,8%, que lhe permitem sair de cena com uns confortáveis 15,5% de saldo positivo. Ao contrário do líder do CDS (que hoje mesmo deixa de o ser), Cavaco Silva atinge novos mínimos históricos e deixa o palco com um saldo negativo de 14,1 – menos 0,9 décimas do que no mês passado.
FICHA TÉCNICA
Estudo de opinião efetuado pela Eurosondagem S.A. para o Expresso e SIC, de 3 a 9 de março de 2016. Entrevistas telefónicas, realizadas por entrevistadores selecionados e supervisionados. O universo é a população com 18 anos ou mais, residente em Portugal Continental e habitando em lares com telefone da rede fixa. A amostra foi estratificada por região: Norte (20,1%) — A.M. do Porto (13,6%); Centro (28,7%) — A.M. de Lisboa (27,9%) e Sul (9,7%), num total de 1005 entrevistas validadas. Foram efetuadas 1222 tentativas de entrevistas e, destas, 217 (17,8%) não aceitaram colaborar neste estudo. A escolha do lar foi aleatória nas listas telefónicas e o entrevistado, em cada agregado familiar, o elemento que fez anos há menos tempo, e desta forma resultou, em termos de sexo: feminino — 51,7%; masculino — 48,3% e no que concerne à faixa etária dos 18 aos 30 anos — 16,7%; dos 31 aos 59 — 52,4%; com 60 anos ou mais — 30,9%. O erro máximo da amostra é de 3,09%, para um grau de probabilidade de 95,0%. Um exemplar deste estudo de opinião está depositado na Entidade Reguladora para a Comunicação Social (Expresso, texto da jornalista Cristina Figueiredo)

'Sente-se' no lugar do piloto e aterre do Aeroporto da Madeira


fonte: Canal AirMonkeys, youtube

sexta-feira, março 11, 2016

Sondagem: Marcelo será melhor do que Cavaco

video
O PS descola este mês do PSD. Cavaco Silva sai de Belém com a popularidade mais baixa de sempre. O estudo da Eurosondagem revela ainda que para a maioria dos entrevistados Marcelo Rebelo de Sousa será melhor Presidente que Cavaco Silva.

Sondagem: Maioria dos portugueses considera que a eutanásia deve ser legalizada

video
A maioria dos portugueses considera que a eutanásia deve ser legalizada em Portugal. O estudo da Eurosondagem para a SIC e para o Expresso mostra ainda que há muitas dúvidas quanto a se deve haver um referendo sobre o tema.

Sondagem: PS distancia-se do PSD, Cavaco sai em queda

video
Cavaco Silva sai de Belém com o valor mais baixo de sempre na popularidade. O estudo da Eurosondagem para a SIC e para o Expresso revela ainda que o PS descola do PSD, com uma diferença de 3 pontos em relação aos sociais democratas. O CDS ultrapassa a CDU.

'Sente-se' no lugar do piloto e descole do Aeroporto da Madeira


fonte: Canal AirMonkeys, youtube

Cada vez mais endividados

fonte: Expresso

Opinião: "Porque foi tão impopular o Presidente Cavaco Silva?"

A crise económica e a austeridade orçamental são decisivas para a falta de popularidade de Cavaco. As suas clivagens com a esquerda e algumas declarações infelizes fizeram o resto. Se fosse rei, Cavaco Silva ficaria para a História com o cognome de "o impopular"? É possível, mas como aconteceu com muitos monarcas, também este poderia ser injusto. Não se pode provar que o ex-primeiro-ministro foi mais impopular que Mário Soares ou que Ramalho Eanes porque não existem dados comparáveis, apenas a memória e essa engana muito. O que se pode dizer, segundo Pedro Magalhães, é que foi muito menos popular do que o seu antecessor, Jorge Sampaio. E que a sua popularidade caiu a pique no seu mandato.
Independentemente das sondagens que se usem, todas apontam para uma quebra significativa da popularidade de Cavaco Silva, diz o investigador do Instituto de Ciências Sociais (ICS). No caso da Aximage, cujos resultados são divulgados pelo Negócios e pelo Correio da Manhã, a evolução é muito clara. De uma nota de 16 (entre zero e 20) registada no início do seu primeiro mandato, Cavaco termina o segundo mandato com uma nota inferior a sete. Durante quase três anos consegue manter um nível de aprovação bastante elevado. Em Agosto de 2009, rebenta o escândalo das escutas em Belém. O jornal Público noticia, com base numa fonte anónima da Casa Civil, que a Presidência da República teme estar a ser vigiada e sob escuta. Um mês depois, o DN avança que a fonte era o assessor do Presidente, Fernando Lima, que acaba por ser afastado do cargo.
Apesar do desgaste provocado por toda esta polémica, Cavaco Silva consegue recuperar. Mas é sol de pouca dura. No início do ano seguinte, nova quebra na popularidade. Não é possível atribuir uma causa, mas a descida coincide com o discurso de tomada de posse do segundo mandato, que causou mal-estar e de que ainda hoje se fala. "Foi um discurso revanchista e polarizador", descreve António Costa Pinto, professor do ICS, e que contribuiu para afastar ainda mais o eleitorado de centro-esquerda. Cavaco fora duramente atacado durante a campanha eleitoral (designadamente com o caso BPN) e nesse discurso em vez de vestir a pele de presidente de todos os portugueses optou por acertar contas, visando directamente o Governo e o PS e apelando a um "sobressalto cívico", três dias antes da manifestação que ficou conhecida com a da geração à rasca.
Pouco tempo depois, Sócrates cai. Cavaco ainda está de pé, mas muito longe já dos níveis de aprovação iniciais. Segue-se o programa de assistência e Portugal fica sujeito a três anos de austeridade deixando a economia em profunda recessão. E se até ao final do ano, o então presidente consegue evitar novas quebra, o desaire chega no início de 2012. As famosas declarações sobre as suas pensões, que "quase de certeza que não vão dar para pagar as suas despesas" dão um golpe na sua popularidade, que nunca mais consegue recuperar.
Cavaco: o Presidente da austeridade
Porém, não terão sido as suas declarações que mais contribuíram para a baixa avaliação que merece dos portugueses, defendem tanto António Costa Pinto como Pedro Magalhães, do ICS. "É quase inevitável que o Presidente da República acompanhasse a taxa de popularidades do Governo e do primeiro-ministro tendo em vista os quatro anos de austeridade", diz Costa Pinto. "O Presidente nunca está imune a aspectos que afectam todas as instituições públicas e cargos políticos", em particular quando esse aspecto se chama economia, frisa Magalhães. "O Presidente, devido à função não executiva, deixa sempre uma opinião que deriva do ar do tempo. São associados simbolicamente ao tempo que se vive nos seus mandatos e avaliados por coisas que não controlam. E a isso se deve agora a falta de popularidade de Cavaco", acrescenta Jorge Fernandes, investigador na universidade de Bamberg, na Alemanha.
Por outro lado, não conseguiu manter o "efeito de refúgio" de que geralmente beneficiam os presidentes da república, visto como uma espécie de provedores da sociedade, explica Costa Pinto. Pelos seus valores conservadores, pela sua personalidade e pelo contexto polarizador de intervenção da troika e de crise social, Cavaco Silva "foi relembrando a clivagem entre esquerda e direita". "O conflito político entre Presidente e Governo traz sempre custos", também para o chefe de Estado, lembra Magalhães, recordando a relação tensa com José Sócrates. E salvo em curtos momentos, essa tensão já não existiu com Passos Coelho, uma tensão que dada a impopularidade do Executivo até poderia ter beneficiado o Presidente. O facto de Cavaco não ter descolado, no essencial, da política de Passos acabou por penalizá-lo. Finalmente, o seu estilo frio e distante não ajudou, admite Costa Pinto. Soromenho-Marques, professor universitário, vê mesmo "qualquer coisa de mecânico" no ex-primeiro-ministro. Essa postura, cruzada com várias declarações infelizes (sobre as suas pensões) ou propensas a serem ridicularizadas (como a alusão às vaquinhas), terá sido a gota que faltava para entornar o copo. "Cavaco meteu algumas argoladas sérias e tem um estilo difícil, mas acho que ele foi uma vítima das circunstâncias", resume Jorge Fernandes (texto Jornal deNegócios, pelo jornalista MANUEL ESTEVES)

Morreu a deputada do PSD Odete Silva


Jardim recusa comentar envolvimento no processo "Cuba Livre"

video
Alberto João Jardim recusa fazer qualquer comentário sobre o processo "Cuba Livre" que investiga a dívida oculta da Madeira. O ex-presidente do Governo Regional da Madeira vai ser constituído arguido e será ouvido a 20 de abril com o seu vice João Cunha e Silva. Em causa poderão estar crimes de prevaricação e de violação das normas de execução orçamental.

SIC-Notícias: Como reaver dinheiro de um seguro de vida associado a um crédito pessoal

video
Quem faz um empréstimo de crédito pessoal num banco, acaba por ter de comprar também um seguro de vida. Mas o que muitos não sabem é que se pagar o empréstimo antes do prazo previsto pode pedir que lhe devolvam o seguro que pagou a mais. Um cliente que não sabia disto vai receber agora mais de 600 euros porque viu uma reportagem do Contas-Poupança e foi ao banco fazer perguntas

CRÉDITO HABITAÇÃO: NÃO OLHE SÓ PARA O SPREAD

Quem compra uma casa com recurso ao crédito habitação está a assumir uma relação de longo prazo com uma instituição financeira. É certo que poderá sempre transferir o crédito habitação para outro banco, mas isso não invalida que faça uma análise adequada e rigorosa.
Assim, quando falamos de um crédito habitação temos de considerar algumas variáveis:
Spread
O spread é a margem do banco e costuma ser o foco principal da generalidade das pessoas. Procuramos ter o spread mais baixo pois pensamos que assim iremos poupar mais dinheiro. Podendo ser verdade, não é sempre verdade.
Foque-se no longo prazo
Como referido, contratar um crédito habitação é uma relação de longo prazo. Deste modo, deverá ter em atenção diversos fatores de avaliação da relação comercial. Por exemplo:
Nível de serviço – O banco é conhecido por prestar um bom serviço de aconselhamento? A necessidade de aconselhamento irá ser cada vez maior, com a maior complexidade da relação financeira, pelo que não deve descurar este ponto.
Tipologia de banco
O banco dá-lhe apenas crédito ou tem também uma boa oferta de produtos de poupança? Acredite que os bancos não são todos iguais, apesar de parecerem.
Comissões
Os bancos estão tentados a aumentar as comissões bancárias e no caso de clientes com crédito habitação acabam por ter “a faca e o queijo na mão”, na medida em que podem aumentar as comissões unilateralmente.
Cuidado com o cross-selling
É verdade. Como certamente conhecerá para lhe baixarem o spread os bancos irão propor-lhe que contrate diversos produtos ou serviços. Faça bem as contas. É verdade que a redução de algumas décimas de ponto percentual podem representar vários euros de poupança ao final do ano. No entanto, pode pagar mais comissões e custos que acabam por fazê-lo gastar mais dinheiro. Assim, tenha em atenção:
Seguro de vida
Os seguros de vida tradicionais costumam ter associados prémios demasiado elevados. E isto acontece porque as pessoas não se habituaram a negociar com o seu banco uma redução do prémio. Na prática, pode pedir ao banco para reduzir o prémio do seu seguro e com isso poupar dezenas de euros todos os anos;

quinta-feira, março 10, 2016

Jornalismo: solidário a 500% com a greve do Económico mas descrente

Diário Económico regressa às bancas na segunda-feira
Os trabalhadores do Diário Económico estão hoje a cumprir uma greve de 24 horas. Como tal, na sexta-feira não haverá edição em papel, estando esta de regresso na próxima segunda-feira. Pelo mesmo motivo, o site do Económico não será actualizado durante o dia de hoje, sendo retomado o funcionamento normal à meia noite. Os telespectadores podem, naturalmente, continuar a acompanhar a informação económica no Etv.
Aos leitores, o nosso pedido de compreensão.
***
Informação aos leitores
Os trabalhadores do Económico encontram-se hoje a cumprir uma greve de 24 horas e não será possível actualizar o site ao longo do dia de hoje. 
A edição online regressa a partir da meia-noite. 
Solicitamos a compreensão dos nossos leitores.