sexta-feira, julho 29, 2016

Jornalismo: Conselho de redação da RTP chumba André Macedo para diretor adjunto de informação

Televisão pública considera que atualmente a prioridade deve passar pela contratação de jornalistas para “as tarefas quotidianas da redação, em detrimento de jornalistas diretores”, tendo em conta a “evidente carência de recursos humanos” e a excessiva dimensão da direção de informação. O conselho de redação da RTP rejeitou a nomeação do jornalista André Macedo para o cargo de diretor adjunto de informação, segundo um comunicado divulgado esta quinta-feira. De acordo com a nota do conselho de redação da televisão pública, apesar da ausência de experiência em jornalismo televisivo, o currículo profissional de André Macedo apresenta “motivos suficientes para emitir um parecer positivo quanto à nomeação mencionada, não fossem as circunstâncias atuais”.

Jornalista assassinado a tiro no Brasil!

Um jornalista brasileiro foi morto a tiro na cidade de Santo António do Descoberto, no estado de Goiás, revelou na segunda-feira a Federação Nacional e Jornalistas do Brasil. A organização lamentou "o brutal assassinato do jornalista" João Miranda do Carmo, editor de um portal na internet em que denunciou casos de corrupção entre políticos locais. A Federação Nacional de Jornalistas pediu às autoridades, num comunicado, que cumpram com "o seu dever" de esclarecer as circunstâncias da morte de João Miranda do Carmo "e castiguem" os responsáveis. A mesma entidade denunciou que no ano passado houve un aumento significativo das agressões e homicídios de profissionais da comunicação social. Organizações internacionais também têm alertado para o aumento da violência contra jornalistas no Brasil. João Miranda do Carmo, de 54 anos, já tinha apresentado queixas na polícia por causa de ameaças (SIC)

Sanções por défice excessivo nunca chegaram a ser aplicadas

video
Desde que foram criadas, as sanções por défice excessivo nunca chegaram a ser aplicadas, apesar de não faltaram motivos. Em 17 anos, os limites de défice foram violados mais de cem vezes e até por alguns dos países que agora defendem mão pesada, como a Alemanha.

O que andam (ou não) a comer as crianças venezuelanas?

Quando os professores da escola Padre Jose Maria Velaz pediram aos alunos para descrever ou desenhar as suas refeições mais recentes, certas respostas foram desoladoras. Algumas crianças que frequentam esta escola católica, localizada num bairro pobre em Caracas, capital da Venezuela, não tinham tomado o pequeno-almoço e nas restantes refeições a alimentação era pouco variada.

Pedidos de asilo de venezuelanos cresceram 110% no norte do Brasil

O número de pedidos de asilo de venezuelanos no Estado de Roraima, região norte do Brasil, cresceu 110% nos primeiros sete meses deste ano, segundo informações da Polícia Federal publicadas pelo portal de notícias brasileiro G1. Este ano já foram apresentados 493 pedidos, mais do que os 234 registados ao longo de todo o ano de 2015. Alan Robson, delegado da Polícia Federal, disse que os venezuelanos que entram em Roraima procuram legalizar-se no país através de pedidos de asilo.

Venezuela: Nicolás Maduro diz que Pokémon Go promove “cultura de morte”...

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, considerou na terça-feira que o jogo virtual Pokemón Go faz parte da “cultura de morte” criada pelo capitalismo e que levou muitos jovens a integrarem-se em organizações terroristas. “Há que abrir um debate sobre a geração de uma cultura que gera realidades virtuais, como a realidade do recente jogo Pokemón Go. A realidade virtual é matar e matar, a cultura da morte que tem criado o capitalismo”, disse, durante o programa de rádio e televisão “Em Contato com Maduro”. Para o Presidente da Venezuela, trata-se de “um tema muito sério” porque leva os jovens a estar muito tempo ligados à tecnologia.

Venezuela: Governo quer ilegalizar a oposição

O governo da Venezuela solicitou às autoridades eleitorais que declarem ilegal a coligação da oposição que pretende demitir o Presidente Nicolas Maduro através de um referendo, acusando-a de fraude massiva na recolha de assinaturas. “Solicitámos o cancelamento do registo da Mesa de Unidade Democrática (MUD), por estar envolvida na maior fraude eleitoral da história do país”, afirmou Jorge Rodriguez, que Maduro designou para acompanhar o processo do referendo.

É assim que se rouba dinheiro no multibanco

Uma mulher espera para usar a caixa de multibanco. De repente, deixa cair a carteira no chão e baixa-se para a apanhar. Um homem, que está à frente dela a levantar dinheiro, apercebe-se do sucedido e baixa-se para a ajudar. Um outro homem, que levanta dinheiro na caixa ao lado, aproveita para roubar o cartão. A mulher, entretanto, já se encontrava num ângulo em que conseguira ver e decorar o código PIN. Este é um dos esquemas mais usados para roubar dinheiro nos terminais ATM e está a ser divulgado pelo Barclays, do Reino Unido. O banco apela a que os clientes não se distraiam para que não seja alvos de fraude e publicou o vídeo a mostrar o esquema. Diz o The Independent que as fraudes nos terminais ATM têm crescido a alta velocidade no Reino Unido, correspondendo ao roubo de 32,7 libras (quase 39 milhões de euros). Veja como se processa o golpe (Observador)

Madeira também cresceu. Aeroportos de Lisboa e do Porto recebem mais um milhão de passageiros até Maio

O tráfego nos aeroportos nacionais nos primeiros cinco meses deste ano ascendeu a cerca de 15,2 milhões de passageiros, o que traduz um crescimento de cerca de 12% face ao período homólogo do ano transacto. Entre Janeiro e Maio deste ano, o tráfego de passageiros nos aeroportos nacionais atingiu 15,2 milhões de passageiros, mais 11,9% que no período homólogo do ano passado. Esta subida corresponde a um crescimento de cerca de 1,6 milhões de passageiros no período em apreço.

Jornalistas de Hong Kong presos por “gestão de negócio ilegal”...

O diretor Wang Jianmin foi condenado a cinco anos e três meses de prisão e o editor Guo Zhongxiao a dois anos e três meses de prisão por publicarem “boatos” sobre líderes chineses. Dois jornalistas de Hong Kong que tinham sido detidos em 2014 por publicarem "boatos e fofocas" sobre líderes da China continental numa revista distribuída na ilha foram condenados a prisão por "gestão de negócio ilegal" e não vão pedir recurso. O diretor Wang Jianmin vai cumprir o resto da pena de cinco anos e três meses de prisão que lhe foi ditada ontem por um tribunal de Shenzhen.

A queda do Papa Chico em imagens


Jornalismo: Comissão Europeia preocupada com detenções de jornalistas na Turquia

A Comissão Europeia manifestou hoje preocupação com as detenções de jornalistas e encerramentos de jornais na Turquia, na sequência da declaração do estado de emergência depois de uma tentativa falhada de golpe de Estado. Na habitual conferência de imprensa diária, em Bruxelas, a porta-voz do executivo comunitário, Maja Kocijancic, afirmou serem preocupantes as informações acerca de detenções e encerramentos na Turquia e sublinhou que a liberdade de expressão é uma das fundações da democracia.

Jornalismo: Turquia demite 149 oficiais e manda fechar jornais e canais de televisão

As autoridades ordenaram o encerramento de 45 jornais e 16 canais de televisão, depois de já terem mandado encerrar três agências noticiosas, 23 estações de rádio, 15 revistas e 29 editoras. Pelo menos 149 generais e almirantes turcos foram esta quarta-feira demitidos das Forças Armadas por alegado envolvimento na tentativa de golpe de Estado de 15 de julho e dezenas de órgãos de comunicação social receberam ordem para encerrar. "Os elementos das Forças Armadas foram despedidos por cumplicidade na tentativa de golpe de Estado", afirmou um responsável turco, especificando que foram demitidos 87 oficiais superiores do Exército, 30 da Força Aérea e 32 da Marinha.

PCP continua a "morder" PS: João Ferreira critica comentário de Augusto Santos Silva à decisão de Bruxelas

video
Na reacção do Governo sobre o cancelamento da multa a aplicar a Portugal, o ministro dos Negócios Estrangeiros disse que valia a pena "jogar o jogo das regras europeias". João Ferreira, do PCP, considera infeliz a expressão utilizada por Augusto Santos Silva e acrescenta que quem defende este tipo de regras está a aceitar que a condução da política nacional esteja condicionada.

Papa Chico cai na visita à Polónia

O Papa Francisco tropeçou e caiu durante a celebração da missa nas Jornadas Mundiais da Juventude de Cracóvia, esta quinta-feira, 28 de Julho. Depois da queda, o Papa foi imediatamente socorrido pelos membros da segurança e os outros intervenientes na celebração. Logo de seguida, o Papa Francisco levantou-se de seguida e continuou a cerimónia de boas-vindas aos jovens presentes nas Jornadas Mundiais da Juventude.

Jornalismo: Meios de comunicação franceses deixam de mostrar imagens de terroristas

Evitar “efeitos de glorificação póstumos” ou “pôr os terroristas ao mesmo nível das vítimas”: estes são os argumentos apresentados pelo “Le Monde”, a BFM-TV e a Europe 1, que após o ataque à igreja de in Saint-Etienne-du-Rouvray decidiram que não vão mais divulgar os rostos dos atacantes. A cobertura dos órgãos de comunicação franceses aos ataques terrorista está a mudar. Pelo menos o jornal “Le Monde”, a BFM-TV e a Europe 1 anunciaram que vão deixar de mostrar vídeos ou fotografias em que o rosto dos atacantes seja visível.

Assembleia da República: Quanto custou eleger cada um dos 230 deputados? Quase 45 mil euros

Em média, a eleição de cada um dos 230 deputados da Assembleia da República custou ao partido que o apoiou quase 45 mil euros. O deputado mais “barato” de eleger foi André Silva, o único representante do PAN – Pessoas-Animais-Natureza, cuja campanha teve uma despesa total de 32.210 euros, ao passo que cada parlamentar eleito pela CDU, a coligação que junta PCP e PEV, custou 83.832 euros. De acordo com os cálculos feitos pelo PÚBLICO a partir das contas finais de campanha entregues no Tribunal Constitucional (TC) e disponibilizados pela Entidade das Contas e Financiamentos Políticos, à qual cabe o escrutínio das despesas e receitas declaradas, os deputados que menos investimento precisaram para a sua eleição, a seguir ao do PAN, foram os do PS, com um custo médio de 37.542 euros por cada um dos 86 eleitos.

quinta-feira, julho 28, 2016

Venezuela: La casa de los sacerdotes venezolanos en Roma cierra víctima de la crisis del país

fonte: internet

Normal, desconfiança perseguição ou enxovalho? Portugal vai passar a enviar relatório trimestral a Bruxelas...

Portugal terá de enviar "pela primeira vez a 15 de janeiro de 2017" um relatório à Comissão Europeia com informação sobre as medidas que prevê adotar para cumprir as metas orçamentais, segundo a recomendação de Bruxelas. A Comissão Europeia emitiu ontem uma recomendação ao Conselho relativamente ao Procedimento dos Défices Excessivos (PDE) de Portugal, que deveria ter sido encerrado em 2015, ano em que o défice foi de 4,4% do Produto Interno Bruto (PIB), acima do limite de 3%.

Tarde demais: Relatório arrasa actuação do FMI em Portugal

video
Um relatório arrasador sobre a prestação do FMI no programa de assistência financeira a Portugal foi apresentado esta quinta-feira por um órgão independente e revela que os técnicos da troika fizeram mal as contas. Esse relatório admite que os técnicos foram demasiado optimistas nas previsões e que Portugal precisaria de mais dinheiro para sair da crise.

Humor de Henrique Monteiro: por um pêlo

fonte: Henricartoon

terça-feira, julho 26, 2016

Olimpíadas-2016: Um madeirense com 7 Jogos Olímpicos!

video

Jornalismo: o assassinato do jornalista bielorrusso Pavel Sheremet

fonte: youtube

Jornalismo: autoridades turcas emitem 42 mandatos de detenção de jornalistas. O polvo do bandido alarga-se...

O período de detenção dos suspeitos envolvidos na tentativa de golpe de Estado pode prolongar-se por mais de 30 dias. As autoridades turcas emitiram mandados de detenção de 42 jornalistas no âmbito das investigações do golpe de Estado falhado deste mês, noticiaram esta segunda-feira os canais de televisão NTV e CNN-Turk. Entre os visados está o jornalista Nazli Ilicak, que foi despedido em 2013 do jornal pró-governamental Sabah, depois de ter criticado ministros apanhados num caso de corrupção, ainda segundo as duas televisões. Um decreto-lei sobre o estado de emergência publicado no sábado na Turquia refere que o período de detenção dos suspeitos envolvidos na tentativa falhada do golpe de Estado de 15 de julho pode prolongar-se até 30 dias.

Hotéis CR7 envolvidos em polémica?

video
fonte: CM

Mulher dá lição aos colegas de trabalho

Parece que esta mulher estava farta de ser ‘roubada’ pelos colegas de trabalho. O leite que deixava no frigorífico nunca se mantinha até ao dia seguinte. Farta da situação, a mulher decidiu encontrar uma solução que pode ter deixado o culpado com um gosto amargo na boca. Através de uma nota deixada num post-it sobre o seu pacote de leite, a mulher alerta “Bom-dia. Para a pessoa que andou a beber o meu leite [durante toda a semana]... Surpresa! Tem andado a beber o meu leite de amamentação. Espero que tenha gostado. Nota: É orgânico, não te preocupes :)
A imagem, partilhada no facebook, já conta com quase 30 mil likes e 12 mil partilhas (Sol)

Jornalismo: dono do OJE desiste de comprar o Económico e a ETV

Nuno Vasconcellos, presidente da Ongoing, pediu para adiar a formalização do acordo com a Megafin. "A paciência esgotou-se", diz ao Expresso o acionista maioritário da empresa que detém o jornal "OJE", Luís Figueiredo Trindade. O acionista maioritário da empresa que detém o jornal OJE, Luís Figueiredo Trindade, decidiu retirar esta sexta-feira a proposta que tinha avançado, por intermédio da Megafin, para comprar ao grupo Ongoing as empresas responsáveis pela edição do site "Económico" e pelo canal de televisão ETV.

SIC-Notícias: Quadratura do círculo (21 de Julho 2016)


SIC Notícias: O Eixo do Mal (23 de Julho 2016)


Venezuela: este es el resumen de la audiencia de apelación a Leopoldo López

fonte: youtube

Venezuela: Hablan abogado y familiares de Leopoldo López a la salida de la maratonica audiencia

fonte: youtube

Venezuela: Las nuevas audiencias de Leopoldo López

fonte: youtube

Se abre el diálogo en Venezuela?

fonte: youtube

Opinião: o retrato eleitoral da Madeira a pensar em 2017

As eleições autárquicas de 2013 foram de facto um descalabro para o PSD, apesar deste ter sido o mais votado na contabilidade eleitoral final. A verdade é que perdeu 7 das 11 Câmaras Municipais e quase 30 Juntas de Freguesia, num desfecho eleitoral que causou de facto um sismo político. Continuo a pensar que tudo o que se passou em 2013, conjugado com as dificuldades sentidas - e de que maneira - nas regionais de 2011, contribuíram decisivamente para que certas decisões políticas fossem tomadas e para que o PSD regional tivesse iniciado no final de 2014 o caminho que o levou até onde se encontra neste momento.

Opinião alheia: A gripe do PSD

O PSD está agora na política portuguesa como um jogador de póquer em pleno bluff. 25.07.2016 01:45 O PSD está agora na política portuguesa como um jogador de póquer em pleno bluff. Os sociais-democratas não têm líder que os possa levar a vitórias, mas esperam que as cartas lançadas por Bruxelas possam fazer cair as mãos ao atual Governo. Enquanto o PSD está paralisado no seu passado recente, ao CDS falta apenas o golpe de asa de algum euroceticismo para começar a trepar nas sondagens. Ao contrário do PSD, os centristas viraram a página da governação. Portas saiu de palco e Assunção Cristas é uma líder empática, criativa, trabalhadora, a quem qualquer português médio compraria um carro em segunda mão. Esta incapacidade dos laranjas para se reinventarem não respeita a herança de um partido com absoluta necessidade de poder. Tendo Passos como principal trunfo, o PSD vai continuar a afundar-se nas sondagens, a ver o CDS subir, à sua direita, e o PS consolidar uma virtual maioria absoluta nos braços do Bloco. Este cenário é bom para Portugal? Que o PSD tenha uma estrondosa derrota nas autárquicas de 2017 não é grave. Muito grave é o País ter de esperar tanto tempo pelo necessário reequilíbrio ao centro. Só os dirigentes do PSD não percebem que os portugueses desejam tanto o regresso de Passos Coelho ao poder como apanhar uma forte gripe no verão (texto de Octávio Ribeiro no CM)

Televisão: SIC contesta lei do silêncio para dirigentes de clubes em programas de futebol

Estação de Carnaxide diz que o novo regulamento que estipula multas até €3.442,50 para dirigentes de clubes ou SAD que participem em painéis de debate sobre futebol coloca em causa o direito à liberdade de expressão. Rui Gomes da Silva e Augusto Inácio deverão continuar, para já, nos programas da SIC. O novo regulamento da Liga de Clubes que proíbe a participação de dirigentes de clubes e de sociedades anónimas desportivas (SAD) em programas de debate sobre futebol vai ser contestado pela SIC.

Jornalismo: Direção interina do “Económico” demite-se, administração tenta manter site e canal de TV no ar

Demissão da direção interina do “Económico” e falhanço da venda aos donos do “OJE” ameaçam continuidade do site “Económico” e do canal ETV. Administração procura soluções. Três dias depois do falhanço nas negociações para a venda do site "Económico" e do canal ETV à empresa Megafin - proprietária do jornal "OJE" -, a administração do "Económico" confronta-se com um novo obstáculo: a demissão da direção interina dos dois meios, anunciada esta segunda-feira de manhã. Segundo apurou o Expresso, a administração não tem, para já, em cima da mesa o possível encerramento do site e do canal de televisão e está a procurar alternativas para garantir a viabilidade dos projetos. Mas com a noção de que o caminho é cada vez mais estreito para consegui-lo.

Televisão: TVI condenada a pagar 20 mil euros por publicidade a clínica estética. Por acaso já viram as telenovelas?

A Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) condenou a estação televisiva TVI a pagar uma coima de 20 mil euros por causa da transmissão em directo de uma cirurgia plástica para remoção de gordura das pálpebras, operação durante a qual foram divulgados os contactos da clínica privada onde esta estava a ser realizada. A cirurgia às pálpebras (ou blefaroplastia na designação técnica) foi transmitida em 2 de Maio de 2011 no programa da manhã “Você na TV”, apresentado por Manuel Luís Goucha e Cristina Ferreira. A apresentadora, que acompanhou na clínica a cirurgia para excisão do excesso de pele e de gordura, foi comentando a intervenção cirúrgica de forma acalorada.

Venezuela: Los sobrinos de Maduro acusados de narcotráfico confiesan que traficaron con cocaína de las FARC

Dos sobrinos de Cilia Flores, la mujer del presidente de Venezuela, Nicolás Maduro, acusados de cargos de narcotráfico, han confesoado estar involucrados en una red de narcotráfico tras ser detenidos en noviembre por agentes de la Agencia Antidrogas de Estados Unidos, según ha revelado un documento judicial. Se trata de Francisco Flores de Freitas y de Efraín Antonio Campo Flores, quienes fueron apresados en noviembre del año pasado en Puerto Príncipe, en Haití, por la policía local y entregados a agentes de la Administración para el Control de Drogas estadounidense. En su defensa, el que era entonces presidente de la Asamblea Nacional, Diosdado Cabello, llegó a decir que Estados Unidos «secuestró» al sobrino y al ahijado del presidente del país, y los acusó de narcotráfico para influir en las elecciones parlamentarias del 6 de diciembre, palabras que matizaría posteriormente diciendo que lo que hizo la Agencia Federal Antidrogas «es algo muy extraño», y que todo quedaría aclarado. Y así ha sido porque, según los documentos de la DEA, los acusados han admitido tener un plan para recibir cocaína de una persona a la que proveía las Fuerzas Armadas Revolucionarias de Colombia (FARC).

Barómetro eleitoral CM: Costa ganha avanço a Passos com PSD em queda

video
Se as eleições fossem hoje, o País não precisaria de um longo processo negocial para constituir Governo. De acordo com a sondagem CM/Aximage, PS e Bloco de Esquerda juntos conseguiriam 49% dos votos, o que poderia ser suficiente para alcançarem a maioria absoluta de deputados no Parlamento. Já a direita continua em queda: a ligeira subida do CDS (+0,7%) foi absorvida por um PSD em queda livre (recuou 1,6 pontos num mês). A boa notícia para o Executivo é conseguida à custa da subida do PS. O partido de António Costa reúne 39% das intenções de voto, quase mais sete pontos percentuais do que registou nas legislativas do ano passado.

domingo, julho 24, 2016

Opinião: o que é que está em cima da mesa (para o PSD regional) nas autárquicas de 2017?

Parece-me óbvio - o que não é novidade, basta que leiam os livros ou, se preferirem, os manuais de ciência política - que as eleições autárquicas tanto podem reforçar como podem desgastar e penalizar o poder. Seja ele qual for. Não vale a pena deitarem poeira para os olhos porque as coisas são assim, sempre foram assim. A dimensão da penalização política tem a ver com a amplitude do desaire eleitoral.
Um exemplo, em 2013, depois de ter perdido 7 das 11 Câmaras Municipais para vários partidos e listas de "independentes", o PSD da Madeira nunca poderia reclamar vitória - apesar de ter sido globalmente o partido que somou mais votos - porque isso seria hipocrisia a mais. E não lhe ficava bem, nem era sério.
Pode-se dizer sem correr qualquer risco de especulação, que foram as eleições autárquicas que precipitaram uma série de acontecimentos no seio do PSD regional, lançando-o para uma caminhada diferente que o levou até onde hoje se encontra. Já antes de 2013, nas regionais de 2011, as coisas não tinham corrido bem - ainda está para ser feita a história dessa campanha eleitoral a mais desgastante, exigente e complicada de todas as campanhas eleitorais nas quais estive envolvido - e os primeiros sinais foram dados, em grande medida devido a factores externos que não controlávamos, mas que todos percebiam que estavam presentes no debate e na agenda política, levando ao súbito aumento da abstenção e uma acentuada perda de votos que não colocou em causa a maioria absoluta parlamentar, assegurada por um fio. Foram tempos muito complicados, de tensão, de alguma radicalização do discurso e da postura política.  As coisas, depois de 2011, nunca ficaram (nem foram) como antes, e depois de 2013 sentiu-se isso de uma forma ainda mais intensa, consolidando a convicção de que alguma coisa teria que ser feita.

Opinião pessoal: nem pena merecem


Há coisas que se interiorizam e não se especulam, não se comentam, nem se respondem. Muito menos a reboque ou por causa delas se insulta ou insinua. Não temos que catalogar pessoas, muito menos ofendê-las. Ilegalidades? Nem uma que seja, salvo nas cabeças idiotas do tamanho de um caroço de amêndoa de por aí deambulam perdidas na fumaça dos dias e das noites. Há uma coisa que me anima: a consciência, absolutamente tranquila, totalmente tranquila, porque nenhuma ilegalidade alegadamente cometida - e não sei se foram ou não cometidas - me pode ser imputada ou atribuída à minha responsabilidade, directa ou indirecta. Não faço juízos de valor, nem morais nem éticos, nem de qualquer outra natureza, muito sobre pessoas que conheço, porque não quero envolver-me em polémicas, não quero ofender, não quero ser injusto com essas pessoas que conheço há muitos anos, e suas famílias que há muito me conhecem, e que sabem, pelo menos deviam saber, que de corrupto, ladrão, invejoso e mentiroso não tenho nada, nunca tive. Sobretudo de corrupto. Não vou por isso navegar à volta de frustrações pessoais, de doenças, de constatáveis inferioridades de várias índole, porque não me compete entrar por esse beco conspurcado e sem saída. Não devo entrar. Respeito muito o outro para pisar a linha vermelha.

Venezuela deverá registar 700% de inflação em 2016

O Fundo Monetário Internacional (FMI) atualizou hoje as suas previsões económicas para a América Latina, estimando que a Venezuela terminará 2016 com uma inflação de 700% e uma contração de 10% do Produto Interno Bruto (PIB). "As condições económicas da Venezuela continuarão a deteriorar-se, com distorções das políticas e desequilibros fiscais que continuam sem resolução. Prevê-se uma contração da atividade económica de 10% em 2016 e que a inflação supere os 700%, ou seja, a pior evolução do crescimento e da inflação em todo o mundo", lê-se na página do FMI na Internet.

Jornalismo: Jornalista de investigação assassinado à bomba em Kiev

Pavel Sheremet, nascido na Bielorrússia e de nacionalidade russa, trabalhava para um site de jornalismo de investigação ucraniano, e incomodou muita gente nestes três países. A bomba explodiu pouco depois de Pavel Sheremet, um conhecido jornalista de investigação de 44 anos que incomodava políticos e milionários poderosos na Rússia, Ucrânia e Bielorrúsia ter ligado o motor, no centro de Kiev. Eram 7h45 (hora local), ia para a Rádio Vesti, onde tinha um programa matinal, para além de trabalhar no site de jornalismo de investigação Ukrainska Pravda. A detonação foi tão forte que partes do carro foram atiradas ao ar. “Tiraram-no do carro e ele não conseguia respirar. Se se pode chamar àquilo estar vivo”, disse ao jornal Kiyv Post o motorista de táxi Anatoli Vitter, que estava a fumar um cigarro na esquina do outro lado da rua. Sheremet era bielorrusso, mas há muito tempo que estava fora do seu país natal – habitualmente designado como “a última ditadura da Europa”. Tornou-se bem conhecido pelas críticas abertas ao Presidente Alexander Lukashenko – foi porta-voz da organização Charter 97, que produziu uma declaração em 1997 apelando ao respeito da democracia e direitos humanos n Bielorrússia.

Jornalismo: Jornalista assassinado à frente da família

Um jornalista mexicano foi assassinado a tiro à frente da sua mulher e de dois filhos em Tierra Blanca, Estado de Veracruz no México, um país que continua a figurar como um dos mais perigosos para os 'media'. Pedro Tamayo Rosas, 45 anos, que trabalhava para dois jornais de Veracruz -- Al Calor Politico e Piñero de la Cuenca -- foi assassinado à saída de sua casa no município de Tierra Blanca - um dos mais afetados do Estado de Veracruz pela violência do narcotráfico - por dois agressores, que a seguir se colocaram em fuga, indicou a polícia local através de um comunicado, citado pela agência France Presse.

quinta-feira, julho 21, 2016

Los venezolanos hacen la compra en Colombia


Venezuela: Nicolás Maduro despide a más de mil funcionarios por apoyar la celebración de un referéndum revocatorio

Más de mil personas han sido despedidas en el sector público venezolano por firmar a favor de que se celebre un referéndum para revocar el mandato del presidente, Nicolás Maduro, antes de que expire oficialmente, en 2019, según ha informado la diputada opositora Delsa Solórzano. Solórzano, presidenta de la Comisión de Política Interior de la Asamblea Nacional, ha explicado que se trata de un millar de funcionarios procedentes de todo tipo de empresas e instituciones públicas, incluidos miembros de la Policía Nacional Bolivariana (PNB). «Destacamos los casos de dirigentes sindicales y de madres que acababan de parir, en período de lactancia, y otras que estaban embarazadas», ha dicho, en declaraciones recogidas por el diario venezolano 'El Nacional'.

Venezolanos compran comida en Colombia

fonte: youtube

Venezuela reabre temporariamente fronteira com Colômbia

fonte: youtube

segunda-feira, julho 18, 2016

Venezuelanos vão à Colômbia comprar comida

video
Mais de 63 mil venezuelanos foram este domingo à Colômbia comprar comida e medicamentos. Foi o segundo domingo de abertura pedonal temporária da fronteira entre os dois países.

Turquia: Erdogan o "amigalhaço" do peito dos jornalistas e das redes sociais...

  • O representante da ONG Repórteres sem Fronteiras na Turquia, considera que a política do presidente Recep Tayyip Erdogan é uma ameaça a jornalistas e à liberdade de expressão. A declaração feita após a libertação dos jornalistas Can Dündar e Erdem Gul, ambos do jornal oposicionista Cumhuriyet, que estavam presos desde 26 de novembro de 2015. O Ministério Público de Istambul acusou Dündar e Gul de espionagem e exigiu a prisão perpétua de ambos. O Tribunal Constitucional da Turquia decidiu que a detenção dos jornalistas se tratava de uma violação dos seus direitos e ordenou a libertação até que fosse conhcida a sentença judicial. Erdogan manifestou-se contra a decisão do Tribunal. A prisão dos jornalista aconteceu após o jornal em que trabalham ter divulgado em Maio de 2015 imagens e um vídeo mostrando uma suposta ajuda da agência de inteligência turca para enviar armas para a Síria. De acordo com as autoridades, os caminhões transportavam ajuda humanitária aos turcomanos sírios (Março de 2016)

Opinião pessoal: PCP o parceiro traído de um casamento forçado...a três?!

Sem ofensa, e pedindo desculpa pela imagem utilizada mas que me parece a adequada para que se perceba o que está em causa, o PCP desempenha no contexto político nacional uma espécie de papel do corno, que é corno, que os seus amigos lhe garantem que é um corno do tamanho do mundo, mas que ele, porque confia demasiado em quem não deve, porque é ingénuo, porque acha que é vítima de uma cabala que reúne todas as "forças do mal", incluindo os seus amigos, recusa-se a acreditar. Até que um dia entra em casa sem avisar a que horas regressaria...
Ou seja, neste quadro da geringonça parlamentar nacional, o PCP, que supostamente até poderia ser o aliado mais confiável do PS (tenho do PCP a ideia, até hoje, de que cumpre os compromissos assumidos e já foi aliado essencial do PS na CM de Lisboa nos tempos de Costa!), parece estar a ser colocado estranhamente à margem do casamento de conveniência e sem prazo de validade, porque construído por mero oportunismo forçado e não por convicção.
Dois acontecimentos recentes, que questionaram o papel do PCP na geringonça nacional, vieram despoletar um debate em torno da consistência e do futuro deste entendimento parlamentar.

Turquia: mesmo sem serem julgados os alegados opositores são tratados assim


Turquia: o ditador fascista até chora. Tadinho...

A hipocrisia do ditador fascista turco e antigo vendedor ambulante, Erdogan. O cabrão até chora no funeral das vítimas da golpada cuja história um dia ficaremos a conhecer. E consta que também o primeiro-ministro turbo, alinhado pelo teatro residencial, também choramingou hoje numa comunicação ao país.

PCP e Bloco não dão carta branca ao PS no Orçamento do Estado

video
PCP e Bloco de Esquerda não dão carta branca ao PS no Orçamento do Estado para 2017. Jerónimo de Sousa não garante o voto dos comunistas sem conhecer o documento e Catarina Martins faz depender o voto do Bloco, das condições do acordo estabelecido com o PS (Expresso)

Opinião pessoal: Marcelo e a banalização do blá-blá para encher chouriço


Acho piada nesta ânsia presidencial de protagonismo mediático. Marcelo vive para a comunicação social, vive em função da comunicação social, depende da comunicação social. E percebe-se. Marcelo chegou a Presidente, depois de uma carreira política absolutamente sem significado, a reboque do espaço mediático que a RTP e depois a TVI lhe propiciaram - tal como fazem a outros políticos emprateleirados - com a agravante de ser exclusivamente ocupado por ele, sem contraditório. Aliás pelos debates na campanha eleitoral viu-se que Marcelo não gosta nada de debates a dois, não se sente bem, parece evidenciar receio de ser atacado ou criticado, enfim... Marcelo percebeu a dimensão e a importância da "oferta" televisiva e quando tomou, em silêncio consigo próprio, a decisão de avançar para  Belém,  passou a preparar a sua imagem pública, demasiado elitista para ser candidato fosse ao que fosse. Foi moldando essa imagem paulatinamente, foi adaptando a sua maneira de ser a uma nova realidade social, foi popularizando o seu discurso, foi aproximando-se daquilo que as pessoas queriam ouvir, sobretudo depois da crise de 2010. E com tudo isso foi ganhando espaço e apoios onde nunca tinha tido.

sábado, julho 16, 2016

Opinião pessoal: A Europa, o terrorismo e a hipocrisia generalizada

A Europa não tem condições para garantir a segurança dos europeus. Ponto final. Eles não querem que se diga isso, mas a verdade é esta.
O espaço Schengen é um bluff que Espanha e Itália sempre olharam com desconfiança enquanto fortes fenómenos internos de terrorismo. A Inglaterra recusou sempre aderir essencialmente porque não abdicou do controlo das suas fronteiras mas sobretudo porque tinha problemas concretos de terrorismo na Irlanda do Norte.
Tudo começou na cidade luxemburguesa de Schengen, em Junho de 1985, quando foi assinado o acordo de livre circulação envolvendo inicialmente apenas  cinco países que aboliram dos controles de fronteiras. Posteriormente, o Tratado de Lisboa, assinado em 13 de Dezembro de 2007, modificou as regras jurídicas do espaço Schengen. Embora teoricamente não existam controles nas fronteiras internas do espaço Schengen, esses controles podem ser reactivados temporariamente pelos estados aderentes caso sejam considerados necessários para a manutenção da ordem pública ou da segurança nacional.

Opinião pessoal: os mistérios da Turquia do ditador Erdogan que recomendam cautela

As pessoas que não se deixem iludir pelos acontecimentos na Turquia. Ninguém sabe ao certo o que se passou nos bastidores do alegado golpe militar, falhado desde início, ninguém sabe que cumplicidades existiram, ninguém sabe se os poderosos serviços secretos turcos,  a mando do ditador Erdogan, tiveram conhecimento prévio do que se passava e deixaram que as acções fossem desencadeadas para que o Presidente-ditador tivesse depois todas as justificações para concretizar as depurações em curso nas forças armadas e na justiça. E por aqui vamos!
A Turquia, terra dos golpes militares - durante anos disputou o topo do pódio com a antiga Grécia dos coronéis - não é propriamente uma democracia de facto. É uma democracia institucionalmente falando. Mas na realidade trata-se de um regime oligárquico que ali manda, que distribui entre si o poder e que pretende perpetuar-se por muitos mais anos no poder.

Opinião pessoal: o escarafunchar da JPP, o JM e outros factos

A JPP resolveu escarafunchar as contas do Jornal da Madeira na sua cruzada não se sabe bem em busca do quê.
Gostaria de referir que sou, sempre fui, jornalista profissional, detentor da Carteira  Profissional nº 318. Nessa qualidade, e mesmo com o meu título profissional depositado por incompatibilidades legais, mas entretanto recuperado, mantive uma colaboração como articulista ao JM - onde trabalhei desde 1974 - com base numa prestação de serviço que me obrigava a escrever semanalmente cinco textos de opinião, num total de 22 textos mensais.

SIC-Notícias: Quadratura do círculo (14 de Julho 2016)


Futebol: afinal Portugal também tem o seu "Hakka"....

O Hakka islandês ficou famoso no último europeu de futebol sobretudo pela articulação de movimento e gritos e pela cuidada cadência entre os "gritos de guerra" (no bom sentido é disso que falamos...) dados no estádio onde a Islândia jogava e os milhares de islandeses concentrados no país-ilha a assistirem aos jogos.  O problema é que um jornalista francês também descobriu o Hakka português, lá para os lados de Marcoussis onde a selecção portuguesa estagiou até conquistar o título europeu.

Este socialista holandês quer lixar-nos. Aprenda a dizer o seu nome

Jeroen Dijsselbloem, Presidente do Eurogrupo, é o tipo que mais anda empenhado em lixar-no com a aplicação de sanções a Portugal. O homem não descansa, não dorme a pensar nisso. Por isso uma ajuda sobre como se deve pronunciar o seu nome...

Jornalismo: sete participações contra

A Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) recebeu até sexta-feira ao final da tarde sete participações relativas às imagens emitidas pela CMTV alusivas ao atentado de Nice, que causou a morte de 84 pessoas. "Deram entrada na Entidade Reguladora para a Comunicação Social, até à data, sete participações referentes às imagens emitidas no serviço de programas CMTV alusivas ao atentado ocorrido em Nice", refere a ERC, numa informação enviada à agência Lusa. Questionada pela Lusa sobre se houve queixas relativamente a imagens dos atentados de Nice divulgadas por outros órgãos de informação nacionais, a ERC disse que apenas recebeu participações relativas à CMTV.

O poder de uma imagem

Lembra-se da rapariga portuguesa que abraçou o polícia, em 2012, em dia de violenta manifestação frente aos escritórios do FMI, na Av. Da República, em Lisboa? E de uma imagem na Suécia, em maio deste ano, de uma mulher negra, de punho erguido, fazendo frente a manifestantes de extrema-direita (no caso, membros do grupo Movimento de Resistência Nórdica)? De quando em vez, no meio do caos ou da violência, surge uma imagem icónica de resistência pacífica que fica associada a determinado acontecimento. Até porque, como dizia Mahatma Gandhi, guru da não violência: "olho por olho e o mundo acabará por ficar cego". Foi o que sucedeu no sábado passado em Bâton Rouge, nos EUA, local do último homicídio de um afro-americano às mãos da polícia. Depois da morte de Alton Sterling no Louisiana, seguiram-se protestos em várias cidades norte-americanas. E no dia 9 decorria uma manifestação sob o lema "Black Lives Matter", mote que tem percorrido as redes sociais desde os primeiros homicídios de afro-americanos às mãos de agentes policiais.

Turquia: A ironia de uma imagem

Há cerca de duas semanas, após visitar o aeroporto de Istambul, onde 45 pessoas morreram e mais de 200 ficaram feridas na sequência de um ataque suicida, Recep Tayyip Erdogan fez um discurso violento contra a internet. “Sou contra as redes sociais. Fui atacado muitas vezes por causa disto. Sou contra o Twitter e todas as outras e não publico nada. Não as uso”. Nessa altura, o Governo suspendera o acesso sobretudo ao Twitter e ao Facebook e muitos ultilizadores que conseguiam contornar o bloqueio através de acessos privados criticavam a mordaça imposta que impedia a partilha de contactos visando a ajuda a vítimas do atentado. Esta sexta-feira, quando estava em curso uma tentativa de golpe de Estado e a televisão estatal estava sem emissão, Erdogan falou com a CNN Turca via Facetime — o “software” desenvolvido pela Apple que só funciona com rede de internet — para garantir que estava aos comandos do país. Secretamente, terá tido a esperança que a internet que tanto odeia pudesse ajuda-lo a travar o golpe (texto da jornalista do Expresso, MARGARIDA MOTA)

Venezuela: Nicolás Maduro se aferra a los militares

fonte: youtube

Ongoing: até parece fácil queimar milhões...

fonte: Negócios

Jornalismo: o fim da Ongoing?

fonte: Negócios

Fujam desta espécie de banco

fonte: Negócios

As pressões complicam a nossa vida?

fonte: Correio da Manhã

Autarcas preparam o "adeus" em 2017

fonte: Negócios

sexta-feira, julho 15, 2016

Opinião pessoal: o GRM vai privatizar o JM. Mas vai privatizar o quê? E os privados vão comprar o quê?

Questão prévia
Vamos colocar a questão nos seus devidos lugares. Desde logo - e quero clarificar o assunto para evitar mal-entendidos ou comentários patéticos de "especialistas" da treta, feitos a martelo, que de um momento para outro "sabem" de tudo na vida e na governação, até de comunicação social - estou mais ao corrente dos meandros deste processo de venda do JM do que os "vendedores" possam pensar. E ponto final!
Notas preliminares sobre um sector em crise
O sector da comunicação social deixou de ser, desde já uns 10 anos a esta parte, gerador de emprego para ser antes um fabricador de desempregados, de frustrações - sobretudo entre os jovens que sonharam um dia com o jornalismo - e de infindáveis dificuldades empresariais.
É sabido que desde 2006, a situação no sector começou a piorar, agravando-se mais a partir de 2009. Um estudo do Fórum de Jornalistas de Abril de 2012, mostrou que o sector dos média dispensou, entre 2006 e 2010, cerca de 500 trabalhadores. A maior parte dos postos de trabalho foi eliminada na imprensa escrita - 452 colaboradores. Os restantes distribuíram-se entre as rádios e as televisões. Entre 2007 e 2011, deram entrada na Caixa de Previdência e Abono de Família dos Jornalistas (CPAFJ) 566 novos pedidos de subsídio de desemprego, num total de 694 processos.

quinta-feira, julho 14, 2016

Expresso: O turismo está mesmo a matar o centro das nossas cidades?

video
Temos capacidade para receber tantos turistas? O Airbnb está a tirar casas a quem pretende arrendá-las? As rendas estão a aumentar por causa do turismo? Os centros das nossas cidades vão ficar como Veneza - que não tem venezianos? Jornalismo de dados em dois minutos e 59 segundos. Para explicar o mundo (Expresso)

Fotogaleria histórica (e impensável): a angústia do ciclista a correr a pé


Las 10 estrategias de la manipulación mediática segundo Noam Chomsky

Opinião pessoal: a reforma do sistema político, o aviso de Jardim e a lógica da cautela

Na reunião da Comissão Política Regional do PSD-Madeira esta semana realizada foi reafirmado que o grande objectivo político do partido em termos parlamentares e legislativos é a Revisão do Estatuto Político-Administrativo da RAM, que já começou a ser debatida e estudada no seio da Comissão Eventual para a Reforma do Sistema Político.
"As nossas prioridades nesta matéria serão, entre outras, a clarificação das competências legislativas da Região, a criação de um sistema fiscal próprio e competitivo, o reforço e partilha do Domínio Público Marítimo entre o Estado e a Região, um novo enquadramento da relação institucional entre Estado e Região, o aprofundamento do sistema de incompatibilidades e de impedimentos, a criação de um registo de interesses e a limitação do número de mandatos por parte do Presidente do Governo Regional".
Não há, como se verifica, qualquer alusão a questões eleitorais, presumindo que a ideia é continuar tudo na mesma, provavelmente porque o PSD-Madeira pretende apostar em matérias alegada e potencialmente mais facilmente geradores de entendimento o que não aconteceria com a introdução de propostas sobre a reforma do sistema eleitoral regional.

Opinião pessoal: Barroso e o verdadeiro problema. Não enganem as pessoas atirando o lixo para debaixo do tapete

Barroso acaba de levar hoje um tremendo soco no estomago: O Presidente francês, François Hollande, condenou hoje como "moralmente inaceitável" o emprego do ex-presidente da Comissão Europeia Durão Barroso no banco Goldman Sachs.
François Hollande sublinhou que "juridicamente é possível, mas moralmente é inaceitável",  recordando que Barroso "foi presidente [da Comissão Europeia] durante dez anos", quando se deu a crise do mercado imobiliário subprime, na qual o Goldman Sachs foi "uma das entidades principais". O chefe de Estado francês referiu ainda que o banco norte-americano "aconselhava os gregos sobre como esconder os números" das suas finanças para poderem aderir ao euro, a moeda única da União Europeia, com as consequências que isso veio a ter.
Também o ministro dos Negócios Estrangeiros francês, Jean-Marc Ayrault, defendeu que Barroso tem de renunciar ao emprego ou irá reforçar "o populismo" e o cepticismo em relação à Europa. "Deve [renunciar], é uma questão de ética, de moral", declarou numa entrevista à emissora Europe 1. Para ele esta estranhíssima e potencialmente passível de investigação judicial contratação de Barroso é "totalmente chocante".

quarta-feira, julho 13, 2016

Jornalismo: credores aprovam liquidação da dona do “Económico”

A Assembleia de credores decide por maioria a liquidação da editora ST&SF, responsável pela edição do jornal Diário Económico” e que acumulou mais de 8 milhões em dívidas a trabalhadores, fornecedores, bancos e segurança social. Os credores da editora ST&SF - empresa do universo Ongoing responsável pela edição do "Diário Económico" - aprovaram esta quarta-feira a liquidação da empresa. A decisão foi tomada por maioria numa assembleia geral de credores que formalizou um pedido ao juiz responsável pelo processo para que delibere a destituição da administradora de insolvência Paula Mattamouros Resende, por discordarem da forma como esta tem gerido o processo de insolvência da ST&SF. Segundo informações recolhidas pelo Expresso, entre as críticas feitas pelos credores à gestora de insolvência está, nomeadamente, o facto de a ST&SF não ter reclamado alguns dos créditos que tinha sobre outras empresas do universo Ongoing e que poderiam ajudar a pagar parte das dívidas que a editora tem para com os seus ex-trabalhadores ou fornecedores. Em causa está, por exemplo, uma dívida de mais de 2,3 milhões de euros da Económica Digital - responsável pelo site do Económico, que ainda se mantém ativo desde o encerramento da edição impressa do "Diário Económico" - e que não terá sido reclamada ao abrigo deste processo.

Central Madeirense: Venezuelanos revoltados tentaram pilhar supermercado português

A Guarda Nacional Bolivariana (GNB, polícia militar) impediu hoje o saque de uma sucursal da rede de supermercados Central Madeirense, propriedade de portugueses, na localidade venezuelana de Los Teques, a sul de Caracas. Segundo fontes da comunidade portuguesa local a tentativa de pilhagem ocorreu quando mais de 300 pessoas esperavam em fila há mais de sete horas para comprar açúcar, papel higiénico, leite e detergente e um empregado do supermercado anunciou que só havia produtos para mais 50 pessoas. "As pessoas estavam cansados e impacientes, ao sol", disse aos jornalistas Esther Gil, que aguardava há mais de seis horas "numa fila que parecia que nunca avançava".

Venezuela: Maduro ha vuelto a cerrar la frontera con Colombia hasta nuevo aviso

El presidente Nicolás Maduro ha vuelto a cerrar la frontera con Colombia sorprendido por la avalancha de más de 35.000 compradores venezolanos que habían pasado este domingo 10 haciendo mercado en la vecina Cúcuta, tras autorizar su apertura provisional apenas por 12 horas. La decisión de reabrir de forma permanente la zona limítrofe, que ya lleva once meses de clausura decretada unilateralmente por Maduro, será discutida el próximo 4 de agosto por las dos cancilleres María Angela Holguin de Colombia y Delcy Rodríguez de Venezuela.

A hipocrisia europeia sobre as sanções idiotas: critérios ignorados 114 vezes desde 1999 na União Europeia

Segundo os dados divulgados pelo IFO, prestigiado Instituto alemão, Portugal está entre os países que mais vezes furaram o objectivo de défice público. Entre 1999 e 2015, no conjunto da União Europeia contabilizaram-se 114 incumprimentos, com França, Grécia, Portugal e Polónia a liderar o ranking dos incumpridores (Económico)

Máfia capitalista não desiste de Portugal: Barclays duvida que Portugal consiga evitar novo resgate

O Barclays Capital tem dúvidas sobre se Portugal será capaz de evitar um novo resgate, porque o país “está novamente sob escrutínio apertado dos mercados” e as condições económicas “estão a virar para pior“. O crescimento da economia, diz o banco britânico, não excederá os 0,7% este ano e os 0,3% em 2017. Estes são alguns dos fatores que preocupam o Barclays Capital, juntando-se uma “crise bancária sistémica” e a “falta de um plano convincente” para equilibrar as contas públicas. O Observador teve acesso a uma nota de análise que uma equipa de analistas do banco britânico enviou esta segunda-feira aos seus clientes. O Barclays Capital faz um retrato preocupante da situação portuguesa, notando que os riscos e desafios com que o país se defronta “colocam em questão se Portugal é capaz de resolver os problemas sem a ajuda de um novo programa“.

Aumentam as pressões da máfia de Bruxelas: Portugal visto pelos mercados como “um país à beira de uma crise”?

O Commerzbank critica duramente o governo liderado por António Costa, em nota de investimento partilhada com os clientes. Com vários responsáveis do governo, incluindo Mário Centeno, a pedirem aos investidores estrangeiros que invistam em Portugal, aqueles que lerem o relatório do influente banco de investimento alemão irão ver uma descrição de um país “à beira da crise” e com um governo cuja estratégia de “marcha atrás” nas reformas ameaça “os progressos dos últimos anos” e “provavelmente” levará o país para outra crise económica. A dívida portuguesa tem estado sob pressão nas últimas semanas, algo para que tem contribuído fatores de incerteza internacional como o referendo britânico e as eleições espanholas. Mas, em nota enviada esta quinta-feira aos clientes e obtida pelo Observador, o alemão Commerzbank afirma que, numa perspetiva geral, “o fator que mais pesa nas cotações da dívida pública portuguesa, neste momento, é, sem dúvida, a inversão de marcha na política económica que o novo governo está a realizar”. Este é um fator que, na opinião do banco alemão, “ameaça os progressos que Portugal fez nos últimos anos“.