quinta-feira, setembro 15, 2016

Juncker recorda que defendeu "Durão num banco, mas não no Goldman Sachs"

video
O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, recordou esta quinta-feira que declarou em julho que "não haveria problema" se José Manuel Durão Barroso assumisse uma posição num banco privado, mas "não no Goldman Sachs". Juncker respondia às perguntas de três jovens "YouTubers" numa entrevista organizada conjuntamente com a cadeia de televisão Euronews. O chefe do executivo comunitário recordou que em julho declarou que a contratação de Barroso, o seu antecessor na Comissão, pelo Goldman Sachs representava um problema para si, apontando o papel do banco norte-americano na crise dos "subprimes" em 2008. "Que é que eu disse? Disse, e repito-o: não tenho problemas que ele assuma uma função num banco privado, mas nesse não!", disse Juncker, recordando declarações ao jornal belga Le Soir.

Sem comentários: