domingo, outubro 30, 2016

Nota: quando a idiotice (de um chinês) não paga imposto...

Esta semana li uma notícia segundo a qual o chinês Wang Jungwu tem 71 anos, que já perdeu a mulher e o filho, quer deixar tudo o que tem ao seu cão. Jungwu, a viver em Harbin, na China, vê no seu animal de estimação, a sua maior e melhor companhia, desde há 11 anos. Este ato de paixão pelo seu animal tem como principal objetivo que a pessoa que tomar conta dele, não abdique das funções por falta de meios. O idoso que já contactou um centro de abrigo para cães em Harbin ofereceu 80 mil yuans, cerca de 10 mil euros, ao responsável pelo canil. LiU Li, dono da casa de abrigo, ficou tão emocionado com a história que se ofereceu para cuidar do animal sem aceitar o dinheiro de Jungwu. Um gesto de amor ou loucura? As opiniões sobre a atitude de Jungwu já se dividem. Afinal qual é o limite entre o pragmatismo ético e a amizade que possa existir entre uma pessoa e um animal. E quando este morrer?

SIC-Notícias: O Eixo do Mal (29 Outubro 2016)


sábado, outubro 29, 2016

SIC-Notícias: Quadratura do círculo (27 Outubro 2016)


Continúa la tensión: miles de venezolanos esperan una solución a la crisis política del país


Venezuela: Presidente Nicolás Maduro calificó como un golpe parlamentario el juicio político en su contra


Venezuela: Discurso de Nicolás Maduro en gran marcha de estudiantes a Miraflores (28.10.2016)


Venezuela: discurso de Nicolás Maduro en Miraflores tras retornar de gira relámpago (25.10.2016)


Análisis: Golpe de Estado en Venezuela? La situación política entre chavismo y la oposición


Venezuela: Maduro habla a miles de sus seguidores en Miraflores (26.10.2016)


Presidente Maduro instala el Consejo de Defensa de la Nación (Codena), evento completo


Discurso completo de Henrique Capriles y Ramos Allup contra golpe de estado en Venezuela.


Venezuela: Henrique Capriles y Ramos Allup en la toma de Venezuela (Discurso Completo, 26.20.2016)


Venezuela: Presidente Nicolás Maduro incrementa el salario mínimo


Legisladores de la oposición venezolana reanudaron el debate de juicio político a Nicolás Maduro


División en Venezuela por el paro convocado por la oposición


Venezuela: Manifestantes pró e contra o governo vão às ruas

video

Venham todos: Rui Rio pondera candidatar-se à liderança do PSD

video
Segundo o jornal Expresso, Rui Rio está a ponderar candidatar-se à liderança do PSD. Uma notícia avançada pelo jornal indica que o ex autarca do Porto está a recolher apoios para avançar contra Pedro Passos Coelho no próximo congresso. Esta sexta-feira, depois do encontro com a UGT, o líder do PSD negava ter desconforto às criticas à liderança no PSD.

Temo que isto aumente: Segunda demissão no Governo devido a licenciaturas falsas

video
Um novo caso de licenciaturas falsas no Governo foi tornado público esta sexta-feira. O chefe de gabinete do Ministério da Educação declarou não uma, mas duas licenciaturas, sendo que nem uma é verdadeira.

Este gajo é um pesadelo: o que tem dito Schäuble sobre Portugal

video
O ministro das Finanças alemão não hesita em comentar e criticar as opções de Portugal. Ainda na quarta-feira, numa conferência em Bucareste, na Roménia, Wolfgang Schäuble disse que tudo corria bem até António Costa ter tomado posse. Contudo, são muitas as declarações do ministro que ficam para a historia e quase todas polémicas.

A persistente desonestidade intelectual de Marcelo

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, afirmou esta sexta-feira que ganhou as eleições sem assessores e defendeu que a aposta na educação, em especial no ensino básico, deve ser a prioridade. O chefe de Estado falava no 11.º Encontro Empresarial Ibero-Americano, em Cartagena das Índias, na Colômbia, num debate em que esteve no palco com os presidentes dos países do bloco comercial Aliança do Pacífico: Chile, Colômbia, México e Peru. Depois de ouvir o Presidente peruano, Pedro Pablo Kuczynski, com quem horas antes teve um encontro bilateral, contar como dispensou os seus assessores, Marcelo Rebelo de Sousa afirmou, em castelhano: "Também ganhei sem assessores" (Lusa)
Nota: Esta declaração de MRS não passa de uma aldrabice e revela alguma desonestidade. MRS ganhou eleições porque Guterres não foi candidato e porque andou a promover-se na televisão durante anos, em espaços de opinião sem contraditório. É bom não insistir nesta treta porque é umponto de vista mentiroso, hipócrita e desonesto

Baleias cachalote nas águas da Madeira

Dois vídeos (um de 2013 e outro de 2016) com imagens fantásticas de uma pequena baleia cachalote, nas águas da Madeira

O melhor da Madeira e Porto Santo em 2 minutos!

Um video que mostra a beleza da Madeira e Porto Santo em apenas 2 minutos!

Observador: Os verdadeiros problemas do financiamento partidário (que os partidos não discutem)

A Assembleia da República está a discutir esta quinta-feira novas alterações à lei do financiamento dos partidos. O tema ganha força sobretudo em períodos sensíveis de crise e restrição financeira para os portugueses. No centro do debate vão estar várias medidas, desde o fim da isenção de impostos sobre o património dos partidos até ao corte de 40% na subvenção pública. Ainda que haja diferenças substantivas entre as propostas das diferentes cores políticas (só o PS não tem qualquer proposta sobre o tema), o princípio é o mesmo: introduzir maior justiça e adequar o esforço dos partidos ao exigido às pessoas. O Observador foi identificar os problemas na lei do financiamento dos partidos — que estão para lá dos limites de receitas e despesas –, que as forças partidárias parecem não querer resolver.

Rui Alves ao Expresso: “A verdade é que tenho 57 anos e até hoje não conheci ninguém mais honesto do que eu. Isso dá-me alguma tranquilidade espiritual”

Jogou futebol antes de ser dirigente?
Eu fui praticante, mas nunca fui jogador profissional de futebol. Joguei como defesa central e médio defensivo. Aqui, na Região, fui juvenil e júnior do Lazareto. Depois, antes de ir para a faculdade, ainda joguei no Santana, mas não cheguei a estar inscrito porque, entretanto, saí. Depois, no continente, joguei em vários clubes. Joguei num clube formado e dirigido por um madeirense em Lisboa, que jogava o campeonato amador de futebol, era o CIF, na zona do Restelo. Sempre joguei futebol.
Sempre foi do Nacional?
Eu tenho seis irmãos e uma das minhas irmãs, a segunda mais velha, namorava com um rapaz – com quem casou – que jogava no Nacional. Eu era muito novo e tinha uma grande proximidade com aquele cunhado, sou do Nacional sobretudo por ele, por vê-lo jogar.
Mas como é que chegou a presidente do Nacional?
Eu tinha exercido um cargo político até Janeiro de 1994. Considero que se voltasse atrás era a única coisa que não faria.

quinta-feira, outubro 27, 2016

Venezuela: Defender la Constitución venezolana el llamado de Capriles al ministro de Defensa


Henry Ramos Allup Toma de Venezuela


Venezuela: Miles de opositores se "toman" Venezuela para protestar contra Maduro


Oposición venezolana cita a huelga general el viernes 28 de octubre


Defensores de DD.HH. en Venezuela solicitan a la OEA activar Carta Democrática


Asamblea venezolana decide si comienza un juicio político contra Nicolás Maduro


Venezuela: "Alivie el sufrimiento del pueblo", pide el Papa Francisco a Nicolás Maduro


Intervención del Papa Francisco en Venezuela no interrumpe juicio político a Nicolás Maduro


Venezuela: Aprueban juicio político contra el presidente Nicolás Maduro por romper el orden constitucional


Venezuela: Papa Francisco recebe e abençoa Nicolás Maduro


Venezuela: Presidente Nicolás Maduro calificó como un golpe parlamentario el juicio político en su contra


Venezuela: Oposición convoca huelga general de trabajadores y marcha a El Palacio de Miraflores


Venezuela: Henrique Capriles anuncia un ultimátum de la oposición al gobierno de Nicolás Maduro


Venezuela: Al menos un muerto y más de 100 heridos dejan protestas contra el gobierno de Nicolás Maduro


Venezuela: Mais de 120 feridos e 147 detidos nas manifestações

A oposição venezuelana denunciou que mais de 120 pessoas ficaram feridas e outras 147 foram detidas nas manifestações de quarta-feira em 24 cidades do país. A denúncia foi feita pelo ex-candidato presidencial Henrique Capriles, que disse ainda que na cidade de Mérida (760 quilómetros a sudoeste de Caracas) as autoridades permitiram que “pistoleiros e encapuçados”, membros de “grupos armados” simpatizantes do regime, atacassem os manifestantes. “O Governo deve entender que deve respeitar a Constituição. Não há outra agenda. A nossa agenda é a Constituição. Para sair da crise, a mudança tem de ocorrer de forma pacífica, eleitoral, constitucional, democrática e com o povo mobilizado, exercendo os seus direitos”, vincou.

quarta-feira, outubro 26, 2016

Adjunto de Costa que só fez quatro cadeiras do curso demitiu-se

O adjunto de António Costa que foi dado como licenciado demitiu-se esta terça-feira. Antes de sair a notícia sobre o curso, Rui Roque apagou dados da conta de Facebook. Rui Roque disse que era licenciado e António Costa assinou o despacho de nomeação. O adjunto demitiu-se terça-feira. Rui Pedro Lizardo Roque apresentou esta terça-feira a demissão de adjunto do primeiro-ministro, “que foi aceite”, informou uma fonte oficial de São Bento. O assessor, que nunca fez a licenciatura que consta no seu despacho de nomeação, apenas completou quatro cadeiras do curso de Engenharia Eletrotécnica na Faculdade de Ciência e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC). Segundo apurou o Observador, Rui Roque terá concluído apenas as cadeiras de Programação de Computadores, Física I, Estatística e Métodos Numéricos, e Desenho e Métodos Gráficos. A primeira disciplina foi feita em 1998 e a última data de 2002. Estas cadeiras são do primeiro ciclo do plano de estudos pré-Bolonha do curso de Engenharia Eletrotécnica (uma das cadeiras poderá ter sido feita em Engenharia Física, o curso em que esteve inicialmente matriculado um ano).

Venezuela: Ex-ministro acusa Maduro de abrir portas à violência

O ex-ministro venezuelano do Interior e Justiça, Miguel Rodríguez Torres, acusou esta quarta-feira o Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, de "fechar as portas à democracia" e abri-las "à violência" ao suspender a realização de um referendo revogatório do mandato presidencial. O ex-ministro de Nicolás Maduro recomendou ao Chefe de Estado que siga o exemplo dado pelo falecido líder socialista Hugo Chávez (que presidiu ao país entre 1999 e 2013), que aceitou submeter-se a um referendo em 2004. "Fechar as portas à democracia é abri-las à violência. Por isso o referendo é uma alternativa, impulsionada por Hugo Chávez, que além disso teve a maturidade para realizá-lo", disse em declarações à cadeia Circuito Êxitos e à Unión Rádio. Segundo Miguel Rodríguez Torres, que foi ministro de Interior e Justiça entre 2013 e 2014, "o referendo revogatório é um direito dos venezuelanos, permiti-lo é um tema de maturidade política".
"A Venezuela está a passar por uma situação de perigo, em qualquer momento pode haver uma rutura constitucional e é um erro envolver as Forças Armadas (FA) na diatribe política do país", frisou. Torres, que também é major general do Exército, sublinhou que envolver o setor castrense "põe em risco a estabilidade do país" e que as FA têm sido ofendidas por um setor da oposição venezuelana.

Venezuela: Milhares de pessoas protestam contra Maduro nas ruas de Caracas


Venezuela: Papa expressou preocupação com crise ao receber Maduro no Vaticano

O papa Francisco expressou esta segunda-feira preocupação com a situação de crise na Venezuela ao receber em audiência privada no Vaticano o Presidente do país, Nicolás Maduro. Em comunicado, a Santa Sé indicou que o encontro decorreu "em torno da preocupante situação de crise política, social e económica que o país atravessa e que está a ter graves repercussões na vida quotidiana de toda a população". "Assim, o papa desejou continuar a oferecer o seu contributo em prol da institucionalização do país e ajudar a resolver as questões pendentes e a criar maior confiança entre as partes", lê-se no documento. O Vaticano afirmou também que o papa "instou (o Presidente venezuelano) a empreender com valentia o caminho do diálogo sincero e construtivo, para aliviar o sofrimento das pessoas, em primeiro lugar, dos pobres, e promover um clima de renovada coesão social, que permita encarar com esperança o futuro da nação". Entretanto, em Caracas, o enviado do papa Francisco, Emil Paul Tscherrig, anunciou hoje que o Governo venezuelano e a oposição retomaram a comunicação e estão a tentar agendar uma reunião para 30 de outubro.

Falta comida e medicamentos, sobra violência nas ruas

A uma crise política que paralisa e crispa o país, os venezuelanos suportam uma crise económica que os faz passar fome, adoecer e causa insegurança. O ano de todas as crises na Venezuela tem sido também o ano das prateleiras vazias nos supermercados, das filas para comprar comida racionada, dos cortes de luz, da falta de medicamentos e dos preços absurdos.  A escassez de bens alimentares tem já um reflexo na balança dos venezuelanos. Segundo os dados da Fundação Bengoa, a população registou uma perda de peso média entre os cinco e os 15 kg e perto de 25% das crianças apresentam sinais de malnutrição. A desvalorização acelerada da moeda limita a importação de bens essenciais e, por isso, são comuns as imagens de corredores inteiros nos supermercados vazios.

Opinião, Venezuela: Nicolás Maduro já não tem outra hipótese que não seja negociar

Ao aceitar o processo lançado pelo Vaticano, o Presidente da Venezuela está a reconhecer a crise e a validar os argumentos da oposição. É bem possível que o Presidente da Venezuela não tenha a mínima intenção de conversar com a oposição, e que o seu compromisso com o processo de diálogo nacional não passe de uma manobra dilatória à custa do Vaticano e dos três líderes internacionais que aceitaram fazer de intermediários em nome da Unasur. Mas para um homem forte como Nicolás Maduro, o arranque do processo negocial só pode ser encarado como uma derrota e uma cedência: até agora o Presidente nem sequer reconhecia que a gravíssima crise que engoliu o país põe em causa a sua sobrevivência. Acossado há meses, a resposta de Maduro perante a deterioração inapelável da Venezuela tem sido a da negação e da acusação. Não há uma escassez dramática; há uma guerra económica. Não há insegurança e violência; há insubordinação e tumulto provocados pela oposição. Na sua gestão política, e nas instituições do país, não há autoritarismo e prepotência; o que há são manobras legítimas em reacção a adversários externos que pretendem vergar o país, e substituir um Governo democraticamente eleito.

A Valónia não é eurocéptica mas não quer comprar acordo com o Canadá às cegas

A Valónia não é eurocéptica mas não quer comprar acordo com o Canadá às cegas. A Valónia, a região francófona belga, está a bloquear a ratificação europeia do tratado de livre comércio do Canadá com a União Europeia, mas 90% das trocas comerciais da Bélgica com o Canadá são feitas pela Flandres, a região onde se fala flamengo, e que tem há décadas um forte movimento independentista.

O diálogo nacional na Venezuela é uma conversa de surdos

A iniciativa lançada pelo Vaticano procura superar a discórdia e encontrar um clima de confiança, mas nem o regime de Nicolás Maduro nem a oposição ao chavismo dão mostras de interesse numa convivência pacífica. Convém refrear as expectativas. Nem o Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, nem os representantes da coligação que agrupa os diferentes movimentos de oposição ao regime chavista do país que aceitaram reunir sob a mediação do Vaticano, e da troika de antigos Presidentes em representação da Unasur, estão realmente dispostos a “negociar”.

Venezuela: Nicolás Maduro veio a Lisboa para encontro com António Guterres

O presidente venezuelano esteve esta semana em Lisboa com o novo Secretário-Geral das Nações Unidas, António Guterres. O encontro serviu para Maduro estreitar laços com Guterres. O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, reuniu-se esta terça-feira com António Guterres em Lisboa. O encontro está integrado num conjunto de reuniões internacionais que o chefe de Estado venezuelano tem mantido nos últimos dias. De acordo com um tweet de Ernesto Villegas, membro do executivo de Maduro com a pasta da Comunicação e Informação, o encontro decorreu “com cordialidade”.

O que não devemos aprender com a Noruega

Um terço dos alunos deixa a escola aos 16 anos por falta de interesse. Mas não é essa a principal causa de stress dos professores. Os professores são os profissionais que mais metem baixa médica, são os trabalhadores que mais sofrem de esgotamento laboral e de stress. Podia ser uma conclusão portuguesa, mas esta vem da Noruega. Einar Skavik é professor universitário e investigador na Universidade Norueguesa de Ciência e Tecnologia. Estuda o que provoca o desgaste dos professores no seu país, onde o ensino é publico e gratuito. Conclui que a principal causa é a sobrecarga de trabalho administrativo, além das aulas:"..e os professores mais dedicados, mais motivados e que mais investem na preparação dos seus alunos, são os que estão em maior risco de esgotamento".

domingo, outubro 23, 2016

Impressionante: Criança agradece resgate ao fim de três dias sem comer nem beber

video
Uma menina iraquiana resume em poucas palavras todo o peso de quem luta pela sobrevivência. Num vídeo divulgado pelo jornal britânico The Telegraph, a criança agradece às tropas iraquianas terem-na resgatado ao fim de três dias sem comer e sem beber.

Venezuelanos voltam aos protestos na quarta-feira

A aliança na oposição na venezuelana a Mesa da Unidade Democrática (MUD) convocou esta sexta-feira um protesto para quarta-feira em todo o país, denominado a "tomada da Venezuela", depois da suspensão de recolha de assinatura para o referendo."Esse dia vai ser o início de uma mobilização em todo o país, já tínhamos alertado. Na quarta-feira, vamos tomar a Venezuela, espero ver o povo mobilizado para restituir o fio constitucional", afirmou Henrique Capriles, da oposição, em conferência de imprensa, com outros dirigentes do MUD. Conselho Nacional Eleitoral da Venezuela (CNE) adiou hoje "até nova ordem judicial" as recolhas de assinaturas para a realização do referendo para revogar o mandato do Presidente Nicolás Maduro pedido pela oposição, previstas para 26, 27 e 28 de outubro. O adiamento teve lugar horas depois de vários tribunais anularem as assinaturas recolhidas na fase anterior do processo, correspondentes a 01% dos eleitores. A oposição venezuelana quer realizar um referendo revogatório ainda este ano e tem acusado o CNE de atrasar propositadamente a calendarização das diferentes etapas do processo, para demorar a saída de Nicolás Maduro do poder. Se o referendo se realizar até 10 de janeiro de 2017, deverão ser convocadas novas eleições presidenciais, segundo a legislação venezuelana. Depois dessa data, será o vice-Presidente em funções a substituir Maduro até ao final da legislatura. A 28 de setembro último, o CNE afastou a possibilidade de o referendo se realizar antes de meados do primeiro trimestre de 2017 (SIC-Notícias)

Cientos de mujeres marchan en Venezuela contra la suspensión del referendo


Madeira e Açores já estariam a sofrer consequências disso: região belga da Valónia mantém bloqueado acordo comercial entre UE e o Canadá

O primeiro-ministro belga, Charles Michel, disse nesta sexta-feira que está preocupado com a “radicalização de posições” contra o acordo comercial com o Canadá, que está bloqueado no Parlamento da região da Valónia.  “Não estou tranquilo porque creio que há uma radicalização das posições do Governo da Valónia. Neste momento, decorrem contactos que devem manter-se durante as próximas horas”, sublinhou o chefe do executivo belga. Charles Michel referiu-se à crise política que bloqueia o acordo com o Canadá, quando questionado pelos jornalistas antes da reunião, em Bruxelas, com os líderes europeus que se reúnem nesta sexta-feira pelo segundo dia consecutivo para tentarem desbloquear a situação.

Com a Madeira e os Açores isto nunca aconteceria: Valónia pede tempo para negociar acordo com Canadá que deu negociação por finda

A região belga da Valónia tem necessidade de "um pouco de tempo" para negociar o acordo de comércio livre com o Canadá (CETA, na sigla em inglês), disse nesta sexta-feira à agência noticiosa AFP o chefe do Governo valão. Ao mesmo tempo, Paul Magnette declarou-se "surpreendido" pelo fracasso das discussões com os canadianos. "Estávamos a entender-nos bem, a ter uma discussão construtiva com os canadianos, mas não nos pudemos entender sobre o tempo, o que lamento. Disse que a democracia exige tempo", afirmou Paul Magnette, cuja oposição ao CETA impediu a sua adopção pela União Europeia. A ministra canadiana do Comércio, Chrystia Freeland, abandonou neste mesmo dia as negociações que conduzia em Namur, no sul da Bélgica, sede do Governo e Parlamento valões, deplorando o fracasso das negociações e, de forma mais geral, "a incapacidade" dos europeus em concluírem um acordo internacional. "O Canadá está decepcionado, eu pessoalmente estou muito desiludida. Trabalhei muito, mas penso que é impossível [chegar a acordo]. Decidimos regressar [ao Canadá] e estou muito triste", afirmou, muito emocionada, a ministra canadiana.

Opinião: As fatwas de Marques Mendes

Dizem por aí que o ministro da Economia vai ser corrido, deflacionado, vai ser deslocalizado, afastado por António Costa. Deve ser um problema da Economia, poucos lhe sobrevivem muito tempo, tenham ou não currículo para mostrar e algum trabalho feito no entretanto. Álvaro tinha apelido (Santos Pereira), não tinha era partido, não era militante do PSD, e então foi rapidamente chutado para França com a autoconfiança abalada. Felizmente, Paris opera maravilhas em qualquer alma, podia ter-lhe calhado destino pior. Coube a Manuel Caldeira Cabral ocupar o mesmo lugar no governo seguinte. A acreditar no que diz Marques Mendes - no Marques Mendes que tem chapéu de comentador e outro de conferencista -, já não falta muito para acontecer a exoneração ministerial. Mendes não é o único a lançar a previsão, mas dita pela boca do antigo líder do PSD ganha outro peso. Acresce que entre os vários chapéus que ele acumula no armário, para usar consoante a ocasião e o interlocutor, há um que pertence ao Conselho de Estado, o Olimpo dos conselheiros do Presidente da República.

Venezuela: Conselho eleitoral suspende recolha de assinaturas para referendo contra o presidente


Opinião: A abstenção é a alma do povo

Quase não demos por isso, porque os nossos media estão ocupados com as eleições dos EUA, mas houve umas eleições nos Açores. Na verdade, a maioria dos portugueses mal sabe da existência da assembleia legislativa açoriana.
É o mal dos açorianos não terem um deputado como o José Manuel Coelho, que, com o seu trabalho parlamentar, nomeadamente ao nível da colecção de bandeiras nazis, fez com que todos já tenhamos visto imagens da assembleia madeirense.
Quem também quase não deu pelas eleições nos Açores foi a maioria dos açorianos. Houve 59,1% de abstenção. Qual é a desculpa?! Não me venham com o desinteresse na política. Estamos num domingo, nos Açores, será que há alguma coisa para fazer para além de ir votar?! As eleições regionais nos Açores não deviam ser recebidas pelos ilhéus como, por exemplo, um concerto da Beyoncé?! Ou, vá lá, dos Dama.

Parlamento declara 'ruptura da ordem constitucional' na Venezuela

A Assembleia Nacional aceitou"declarar a ruptura da ordem constitucional e a existência de um golpe de Estado cometido pelo regime de Nicolás Maduro". Numa sessão especial realizada este domingo, o Parlamento da Venezuela, controlado pela oposição, declarou que o país se encontra em "ruptura da ordem constitucional", devido à suspensão do referendo revogatório contra o presidente Nicolás Maduro. A Assembleia Nacional concordou em "declarar a ruptura da ordem constitucional e a existência de um golpe de Estado cometido pelo regime de Nicolás Maduro", motivo pelo qual empreenderá ações internacionais e de pressão popular, informa a resolução votada em plenária (Sapo)

Sócrates paga blogue a assessor de Medina

video
José Sócrates pagou, entre 2005 e 2015, uma avença mensal de 3550 euros ao blogger António Peixoto para este elogiar o seu Governo e atacar a oposição. Os pagamentos eram, no entanto, feitos em nome do filho do blogger, António Mega Peixoto, que é assessor de Fernando Medina, presidente da Câmara de Lisboa, avança o semanário ‘Sol’. António Peixoto, sob o pseudónimo Miguel Abrantes, escreveu durante dez anos no blogue Câmara Corporativa - conhecido por Corporações - opiniões favoráveis aos socialistas. O blogger terá conhecido José Sócrates durante o primeiro Governo de António Guterres, quando o ex-primeiro-ministro era secretário de Estado.

Pensões ficam sem dinheiro em 2040

video
Dentro de pouco mais de 20 anos, o Fundo de Estabilização Financeira da Segurança Social (FEFSS), que concentra verbas para financiar as reformas no futuro, ficará sem dinheiro para pagar pensões. A Segurança Social será financiada apenas com contribuições e terá de ser reforçada com verba de impostos. Com o esgotamento do FEFSS no início da década de 2040, como indica a projeção referida na proposta do Orçamento do Estado para 2017, os portugueses que têm agora 50 anos correm sérios riscos de não receber pensão quando se reformarem. Entre 2008 e 2016, a previsão do valor do FEFSS para 2040 caiu de 57 mil milhões de euros para 6,5 mil milhões de euros. A comparação das projeções sobre a evolução da sustentabilidade financeira da Segurança Social apresentadas nos Orçamentos do Estado de 2009, 2012 e 2017 (ver infografia) deixa claro que os portugueses têm razões para estar preocupados.

Dívida e défice de Portugal foram os terceiros maiores entre os países da UE

Em 2015, só a Grécia e Itália tinham mais dívida pública (em percentagem do PIB) do que Portugal. No capítulo do défice, foram a Grécia e Espanha a superar. Em 2015, Portugal registou um défice de 4,4% do PIB e o rácio da dívida pública em relação ao PIB ascendeu a 129%. Estes foram os terceiros valores mais elevados entre todos os países da União Europeia. No capítulo da dívida pública em percentagem do PIB, Portugal foi superado apenas pela Grécia e por Itália. Atenas fechou o ano com um rácio de 177,4%, e Itália com 132,2%. No que respeita ao défice, os primeiros lugares foram ocupados pela Grécia (7,5%) e pela vizinha Espanha (5,1%).

O eclipse de Mário Nogueira...

Nem todo o silêncio é bom e há silêncios que são ensurdecedores. É o caso do silêncio de Mário Nogueira, o secretário-geral da Fenprof, que durante o último ano não fez críticas nem agendou protestos contra medidas adotadas, ou não, pelo Ministério da Educação. Uma mudança de comportamento que salta à vista dos professores ouvidos pelo SOL e que é comentada entre os corredores das escolas, onde se recordam os protestos de grande dimensão organizados pela Fenprof durante a tutela de Maria de Lurdes Rodrigues e de Nuno Crato. «Ele está afeto ao PCP que está a sustentar o Governo e, mesmo que queira, não pode dizer mal do Ministério da Educação senão terá problemas com o partido», diz o presidente da Associação de Diretores de Agrupamentos e Escolas Públicas (ANDAEP), Filinto Lima. A opinião é partilhada pelo professor e especialista em Educação, Paulo Guinote, para quem Mário Nogueira «é um quadro disciplinado do PCP» e que por isso «nunca poria em causa a estabilidade da gerigonça». O professor salienta ainda que «pela primeira vez, nos últimos 15 anos, a Fenprof está a apostar na estratégia de negociação e congelou a confrontação nas ruas».

Editorial do Público: "Passos atrás"

Foi em Março deste ano que Passos Coelho deu a sua primeira grande entrevista depois de ter voltado à oposição. Já tinha passado o primeiro teste da ‘geringonça’, a negociação do Orçamento deste ano com a Comissão Europeia, e esse teste foi duro. Passos apareceu, na SIC, apostado em que as contas iriam falhar. 
A frase-chave da entrevista era esta: “Para poder devolver os salários todos num ano só e cumprir as metas ou há um milagre ou há consequências". Sem "fé" na política de António Costa e nas contas de Mário Centeno, o líder do PSD até alinhou num desafio que lhe foi feito pela jornalista: e se a estratégia do Governo der certo? "Serei o primeiro a defender o voto no PS, no BE e no PCP", ironizou.

Caixa duplica bónus de gestores

video
O salário dos administradores não executivos da Caixa Geral de Depósitos quase duplicou com a ida de António Domingues para a presidência do banco. O salário dos administradores não executivos da Caixa Geral de Depósitos quase duplicou com a ida de António Domingues para a presidência do banco: neste momento, o vencimento de um gestor não executivo ascende a 3500 euros brutos por mês durante 14 meses, contra 1867 euros por mês na anterior administração. Para já, dos oito administradores não executivos que serão indicados para a CGD estão nomeados três: Pedro Norton, ex-presidente da Impresa, o espanhol Ángel C. Guraya e o alemão Herbert Walter - estes dois com experiência na Banca. Os administradores não executivos não têm funções de gestão, exercendo o cargo como se fosse um part-time.

Venezuela: Diputado le lanza el micrófono a otro congresista


Venezuela: Oposição acusa governo de golpe de Estado


Venezuela: Manifestação contra a suspensão do referendo revogatório


SIC-Notícias: O Eixo do Mal (22 Outubro 2016)


Venezuela: Maduro apela à paz e ao diálogo após suspensão de referendo

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, lançou um apelo à paz e ao diálogo, depois de o Conselho Nacional Eleitoral da Venezuela (CNE) ter suspendido o referendo para revogar o seu mandato, pedido pela oposição. "Eu quero fazer um apelo à calma, diálogo, paz, justiça e respeito pelas leis", afirmou Maduro, atualmente de visita oficial ao Azerbaijão, numa entrevista à televisão estatal. O CNE adiou na sexta-feira "até nova ordem judicial" as recolhas de assinaturas para a realização do referendo para revogar o mandato presidencial pedido pela oposição, previstas para 26, 27 e 28 de outubro.

segunda-feira, outubro 17, 2016

Identificados portugueses que aderiram ao Daesh e vivem em território nacional

video
Estão identificados cidadãos portugueses a residir no país e que aderiram ao Daesh. O director do SIS, Adélio Neiva da Cruz, referiu-se pela primeira vez a portugueses radicalizados pelo jihadismo islâmico que estão sinalizados pelo Serviço de Informações e Segurança sem especificar quantos são e o que fazem.

Futebol: Ronaldo marcou ao Bétis e 'gozou' com guarda-redes

video

Carlos Pereira, Marítimo, ao Expresso: "“Pinto da Costa é o Papa, Bruno de Carvalho um barril de pólvora e não sei se Vieira percebe muito de futebol”

Em grande entrevista, Carlos Pereira, o presidente do Marítimo fala dos outros e dele, dos tempos em que o futebol era paixão, dos ralis, da alcunha Pirata, do hotel Savoy, da PIDE, de Alberto João e dos cruzeiros que ainda quer fazer. E de Pinto da Costa, Bruno de Carvalho, Luís Filipe Vieira e Pedro Proença. Está a favor ou contra Pedro Proença como presidente da Liga? Estou muito contra o Pedro Proença e muito contra a Liga. A Liga hoje não tem razão de existir. Face ao que é o passivo da Liga, face àquilo que são os custos da Liga, tenho muitas vezes dito em Assembleia Geral que a Liga hoje não tem razão de existir. A Liga perdeu tudo o que tinha: arbitragem, disciplina, sponsorização. Só ficou com a organização de jogos, o que podia ser feito por uma secção da Federação Portuguesa de Futebol. A Liga está toda hipotecada, a Liga não gera receitas para pagar o seu passivo. Os clubes é que irão suportar... É um parente pobre do futebol e não tem razão de existir. Nem Pedro Proença vai dar conta daquilo. Ele que me desculpe, mas tenho de ser frontal. Estive a favor da Liga, mas agora não faz sentido, hoje é uma feira de vaidades e um custo insustentável. A Federação faria o mesmo com muito menos custos.

Açores: PS e PSD perdem mandatos para CDS e BE, abstenção recorde

video
O PS conquistou domingo nova maioria absoluta ao eleger 30 dos 57 deputados do parlamento regional dos Açores, mas teve menos votos e menos um deputado do que há quatro anos, numas eleições históricas pelo recorde da abstenção. A abstenção atingiu o seu valor mais elevado neste tipo de sufrágio - 59,16% -, sendo o concelho da Lagoa, na ilha de São Miguel, aquele em que esta taxa foi maior: 66,80%. O PSD também perdeu um deputado, conseguindo 19 mandatos.

Mais de um quarto dos portugueses em risco de pobreza ou exclusão social

video
Apesar da ligeira melhoria em 2015, Portugal continua acima da média europeia. As mulheres e os agregados familiares com crianças estão mais expostos a este risco, que abrange quase 15% dos portugueses que têm emprego. Mais de um em cada quatro portugueses (26,6%) está em risco de pobreza ou exclusão social, segundo os dados divulgados esta segunda-feira, 17 de Outubro, pelo Eurostat. Portugal tem o décimo pior registo entre os 28 Estados-membros, acima da média comunitária de 23,7%.

Açores: Líder do PSD/Açores assume derrota eleitoral

video
O líder do PSD/Açores assumiu a derrota eleitoral. Duarte Freitas assegurou que o PSD irá continuar a defender os ideais no parlamento e na sociedade.

Açores: António Costa destaca "reconhecimento da excelência da governação socialista"

video
Depois de conhecidos os resultados finais das eleições nos Açores, António costa destacou aquilo que diz ser o "reconhecimento da excelência da governação" socialista neste arquipélago. O secretário-geral do PS sublinhou aquela que é a "quinta vitória consecutiva" do partido nesta região do país.

Açores: PS vence mas não faz a festa

video
Vitória socialista nos Açores, mas apesar de ter mantido a maioria absoluta, o resultado do PS ficou aquém das projeções. Em Ponta Delgada, não houve a tradicional festa de vitória nas Portas da Cidade. O partido conseguiu renovar a maioria absoluta mas perdeu quase 10 mil eleitores. Vasco Cordeiro, reeleito presidente do Governo regional dos Açores, diz que foi uma grande vitória para o PS.

Negócios: entrevista com o presidente do sindicato dos pilotos na íntegra

Pode ver na íntegra a entrevista feita em parceria pela Antena 1 e Negócios a David Paes, presidente do Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil (aqui)

Açores: Assunção Cristas reclama "excelente resultado" do CDS

video
No primeiro teste à liderança de Assunção Cristas, o CDS cresceu. Para a líder centrista, os quatro deputados eleitos nos Açores representam um resultado excelente para o partido.

Açores: Jerónimo de Sousa satisfeito com crescimento da CDU

video
Jerónimo de Sousa lamenta a maioria absoluta do PS nas eleições regionais dos Açores. O secretário-geral dos comunistas está satisfeito com o crescimento da CDU no arquipélago.

Açores: Catarina Martins destaca "resultado histórico" do BE

video
Os bloquistas lamentam a vitória por maioria absoluta do PS nos Açores. A coordenadora do Bloco de Esquerda Catarina Martins sublinha o melhor resultado de sempre nas eleições regionais açorianas.

Açorianos revoltados com comentários na televisão?

video
“Os Açores são uma região complicada, muito pobre e com muito analfabetismo", disse Luís Delgado na SIC

Islândia confirma penas de prisão a sete banqueiros...

O Supremo Tribunal da Islândia pronunciou sentenças condenatórias a nove executivos do Kaupthing Bank, acusados de manipulação de mercado e cujos crimes culminaram na crise financeira vivida pelo país em 2008. A mais recente decisão do Supremo Tribunal da Islândia veio confirmar a abordagem distinta das autoridades judiciárias islandesas comparativamente com o que aconteceu no resto da Europa e nos Estados Unidos, permitindo que banqueiros sejam acusados judicialmente por práticas indevidas. Segundo avança o Independent, citando o Iceland Monitor, o Supremo islandês decidiu contrariar as sentenças pronunciadas por uma instância inferior no julgamento aos nove executivos do Kaupthing Bank, que antes da crise financeira de 2008 era o maior banco do país e que faliu devido ao elevado nível de dívida. A falência obrigou à intervenção pelo Estado e à alteração do nome para Arion Banki.

Venezuela anuncia que vai julgar opositor preso por 43 homicídios

Leopoldo Lopes foi preso após as manifestações de 2014 e condenado a 13 anos de prisão. Braço-direito do Presidente Nicolas Maduro diz que famílias das pessoas mortas durante confrontos vão apresentar queixa. Na prisão há já dois anos e meio, o opositor venezuelano Leopoldo Lopes pode agora vir a responder pela morte de 43 pessoas nos confrontos ocorridos à margem das manifestações que em 2014 abalaram o país e o governo de Nicolas Maduro. “Os familiares das vítimas apresentaram ou estão a apresentar um pedido junto dos tribunais para que se acuse de homicídio pelas 43 mortes que causou esse assassino com o dia La Salida”, anunciou Diosdado Cabello, homem forte do regime e vice-presidente do Partido Socialista Unido da Venezuela, durante o programa que apresenta num canal estatal.

SIC-Notícias: Quadratura do círculo (06 Outubro 2016)


domingo, outubro 16, 2016

VENEZUELA ESTÁ MATANDO CRIANÇAS DE DESNUTRIÇÃO?

O canal NTN24 faz denúcia que na Venezuela o comunismo cumpre  arisca seu papel de solapar a economia e assim deixar as pessoas sem emprego, sem dinheiro e sem comida. A história está repleta de exemplos como esse, onde um governo subjuga seu povo a escravidão acabando com toda a resistência contrária pela fome e subserviência. A degradação da Venezuela é sistemática e a ONU e os organismos internacionais nada falam. Aliado de Lula e DIlma, Maduro começa agora a provar que seu sonho socialista é uma utopia e só serve para ser jogado na lata de lixo da história assim como todo o discurso da esquerda brasileira que insiste na falácia de que na Venezuela e Cuba reinam a paz e a prosperidade. O Brasil se livrou dessa corja, mas agora terá de enfrentar o crime organizado que está bem aparelhado pelo PT e vão promover o caos social no Brasil como instrumento de pressão política. Se faz necessária uma rápida Intervenção Militar para estaabelecer a Lei e a Ordem que a muito tempo não existe no País (aqui)

Pessoas são marcadas e vendem até a roupa do corpo para comprar comida na Venezuela

Pessoas são marcadas como os Judeus eram marcados no campo de concentração nazista durante a segunda guerra mundial. e vendem até a roupa do corpo para comprar comida no país que virou um inferno na Terra. Durante décadas, os empregos na gigante estatal petroleira venezuelana PDVSA foram cobiçados pelos salários acima da média, os benefícios generosos e o crédito barato, que tornava casas próprias e férias no exterior algo ao alcance de muitos trabalhadores. Hoje, diante da economia afundada em crise da Venezuela, até os funcionários da PDVSA estão tendo dificuldades para pagar tudo, de alimentos a passagens de ônibus e despesas escolares, já que a inflação de três dígitos devora a renda.

A noiva madeirense do Daesh

Magra e discreta, um ar tímido. Vendo-a na rua, ninguém diria que poderia gerar qualquer tipo de suspeita. Com 18 anos, mudou-se da ilha da Madeira para Lisboa, onde entrou num curso no ensino superior. Aparentemente tudo vai bem. É aplicada nos estudos e tem bons modos. Não faz ondas. Mas Joana, nome fictício, passou a estar vigiada pela PJ. Não tanto pelo que já fez, mas pelo que ainda pode vir a fazer. Há um ano Joana começou a frequentar o Ask-book, uma rede social similar à Ask.fm, em que qualquer pessoa pode fazer perguntas e qualquer pessoa pode dar respostas. Conheceu um muçulmano radicalizado, converteu-se ao Islão, combinaram casar-se e de repente já ponderava mudar-se para os territórios do Estado Islâmico. Virtualmente, estava tudo a acontecer-lhe. Daí a tornar-se suspeita pela Judiciária e a ser alvo de um inquérito-crime foi quase automático. Foi apanhada pela monitorização que as autoridades começaram a fazer com um pente cada vez mais fino aos esquemas de recrutamento online de homens e mulheres para as fileiras do Daesh. Interrogaram-na e, assustada, recuou.

Açores: Passos Coelho admite que noite não foi de "festa eleitoral" para o PSD. Admite? Ele foi um dos coveiros do PSD dos Açores

video
Pedro Passos Coelho reconheceu que a noite não foi de "festa eleitoral" para o PSD. O líder dos sociais-democratas garantiu que, apesar da derrota, o partido não deixará de lutar por mais crescimento económico e mais emprego nos Açores.