sábado, julho 22, 2017

Atrasos nos voos da TAP operadoras e outras agora é por causa do "congestionamento do aeroporto e Lisboa" ?

Esta semana uma ligação entre o Funchal e Lisboa, que devia sair pelas 14.40 horas, acabou por fazê-lo quase 30m depois, situação que ficou a dever à chegada tardia do aparelho de Lisboa. Segundo o próprio comandante - informando os passageiros o atraso criado  ficou a dever-se ao congestionamento do aeroporto de Lisboa, argumento agora pomposamente usado pela TAP para outras situações incluindo ligações desde várias cidades europeias a Lisboa (há duas semanas um amigo meio vindo de Paris para uma reunião em Lisboa esteve quase 45m às voltinhas em Lisboa até que tivessem autorização de aterragem...). Será que com este bater da tecla no argumento de um "aeroporto congestionado" Bruxelas vai dar luz verde ao governo da geringonça para avançar definitivamente com o projecto da construção ou ampliação, ou seja lá o que for? No caso das ilhas só espero que os atrasos da TAP ou de outra companhia não passem a ser apenas justificados com a frase lapidar do "congestionamento do aeroporto de Lisboa". Ou será que tudo isto é feito de propósito para pressionar Bruxelas a tratar com Lisboa a procura de uma solução que custa muito dinheiro e em relação à qual a Europa parece franzir o olho?

Funchal-Lisboa de avião: junte mais 45m a 60m de espera pela bagagem!

Aqueles tipos em Lisboa são sempre o mesmo e do mesmo. Vangloriam-se que vão ter milhões de passageiros a movimentar-se no aeroporto de Lisboa, despedem centenas, talvez milhares de trabalhadores ao longo dos últimos anos e o que acontece agora?
Um passageiro que viaja da Madeira para Lisboa pensa mesmo que demorará apenas 1h 20m ou 1h 30m? Engane-se. Para além desse tempo de voo, há que acrescentar mais 45 a 1 hora de espera pelas bagagens. Ainda ontem um avião da TAP saiu para Lisboa com algum atraso - já falarei disso noutro post - aterrou pelas 23.37 horas de ontem. A bagagem demorou tanto que os passageiros começaram a sair do aeroporto lisboeta às 00.33 minutos de hoje sábado, quase uma hora depois da aterragem! Realmente estamos perante um pais terceiro-mundista mas que para aumentar as taxas  (ou seja quando de trata de mamar) - isso agora a cargo da Vinci, esse logro que apareceu em Portugal a chupar-nos o tutano nos tempos da crise e da troika e que não tem actividade em nenhum dos principais aeroportos europeus - não há quem nos supere em rapidez. É tira e queda.

Acredite mesmo: há uma sondagem no Funchal que não é divulgada...

Garantiram-me hoje que existe uma sondagem, feita sensivelmente na mesma altura da que o DN divulgou ontem, que a propósito do Funchal apesar de não colocar o PSD a ganhar, reduz substancialmente a diferença entre Cafofo e Rubina a cerca de 4 pontos. Eu não se mais nada, nem quero saber. Foi este o "zumbir" que me chegou, acredito que sim. O problema é que essa sondagem não será registada para não ser conhecida, pelo que também não poderá ser objecto de tratamento informativo. O que eu acho importante - embora tenha muitas dúvidas sobre a empresa que alegadamente terá feito essa sondagem, empresa com pouca visibilidade no mercado apesar de durante alguns anos ter estado em destaque em dois jornais nacionais... - é que alguma coisa terá de ser feito por quem de direito porque gostem ou não de ouvir, a verdade é que a divulgação de uma sondagem com os indicadores da que consta do trabalho do DN-Funchal, deixam marcas, desde logo psicológicas a que se junta o risco da falta de convicção, a dúvida perigosamente generalizada, a dificuldade de mobilização, a de falta de tudo. E se não existir um contra-peso efectivo - e não inventado só para neutralizar o "inimigo"e as suas jogadas de bastidores, porque no fundo é disso que falamos - julgo que dificilmente se inverterá uma determinada realidade política e eleitoralmente perigosa. E repito: ou em Setembro a campanha muda radicalmente ou as coisas podem correr o risco de descambar e de ser bem piores do que aparentam ser. Claro que, já sei, esta é a opinião de um tipo do "jardinismo" - logo lixo - que ainda por cima não percebe nada de política e muito menos de campanhas eleitorais, apesar de por lá ter andado 20 anos!

sexta-feira, julho 21, 2017

Novidades na corrida eleitoral funchalense...

Acabei de ler a imprensa regional para hoje e retive três notas importantes sobre as eleições no Funchal:

1 - Rubina Leal abandona o Governo Regional - provavelmente assumirá o lugar de deputada até final do processo eleitoral tal como outros candidatos à CMF lá estão - o que lhe permite estar mais em cima da sua campanha, estar mais no terreno, começar a ir a todas as freguesias, ouvir as pessoas, enfim, iniciando uma pré-campanha e campanha que quem está na oposição tem que fazer. Portanto, decisão positiva. Resta saber se Cafofo vai também saber criar a diferença entre o presidente da Câmara e o candidato, se vai distanciar-se mais de uma função para privilegiar outra ou se vai confundir tudo, acabando por legitimar quaisquer críticas que a partir deste momento lhe possam ser feitas.
2 - A sondagem do DN, apesar do espalhafato feito no digital, mostra contudo que a tal maioria absoluta está pelas peles, ou seja, nada garante que Cafofo não voltará a precisar de entendimentos com outros partidos para que, caso seja ele a ganhar as eleições, governe a cidade. Contudo, como a campanha verdadeiramente dita ainda está para começar, tudo indica que a distância entre Cafofo e Rubina possa ser reduzida e que ambos olhem com mais atenção para este processo que é essencialmente político.
3 - Finalmente importante que Rubina, através do JM, tenha começado a divulgar nomes, os primeiros nomes, envolvidos na sua equipa de 11 pessoas, efectivos, e mais 11 suplentes. O que as pessoas querem saber é isso mesmo, quem são as caras que se forem eleitas, zelarão pela cidade e pela sua população. Portanto, um aspecto positivo o aparecimento dos primeiros nomes, e que isso tenha sido,  finalmente, assumido por quem de direito. Tardar mais com isto poderia ser trágico eleitoralmente (LFM)

Funchal: assim não!

Já sei que alguns partidos ou pessoas vão dizer que estão na posse de uma espécie de sondagens que os resultados são diferentes, etc, mas que escondem no mais secreto dos cofres e dos segredos. Resta saber se isso é apenas música para evitar desmobilização ou desânimo ou se, pelo contrário, esses indicadores existem e então estamos perante um embuste - que não acredito seja real - propiciado por estas sondagens encomendadas pelo DN Funchal. Pergunto: por que razão não se conhece um nome que seja da lista de vereadores candidatos social-democratas no Funchal? Eu sei. Eu é que sou um merda que não percebo nada disto. Pois é, que seja. Mas, já agora, anotem isto: o segredo da campanha eleitoral não é o que fizeram até hoje ou vão fazer até final de Agosto. As pessoas esquecem rapidamente tudo isso, férias, festas, emigrantes de visita à terra, famílias reunidas, etc. O segredo destas campanhas eleitorais autárquicas reside em tudo o que vai ser feito, dito ou mostrado em Setembro, durante a campanha eleitoral. Acresce que esta campanha não tem tempos de antena locais ou regionais, salvo se algumas rádios entenderem emitir. Outro conselho, as campanhas eleitorais são momentos políticos, de política pura e dura, não tempos usados por alguns tecnocratas cinzentos que a reboque de outras funções, de repente acham que já percebem de campanhas eleitorais. Entendido? Política pura e dura, contacto directo, campanha permanente junto das pessoas, ouvindo-as, convivendo com elas, percebendo através delas quais são os reais problemas, as expectativas, os sonhos, etc. (LFM)

Sondagem do DN-Madeira lança o alerta: Paulo Cafôfo com maioria absoluta

Se as Autárquicas fossem hoje, Paulo Cafôfo voltava a ganhar as eleições no Funchal e a coligação ‘Confiança’ teria maioria absoluta. Uma vitória com valor acima dos 40% e que pode render seis mandatos. Estas são algumas das linhas fortes do estudo de opinião encomendado pelo DIÁRIO e pela TSF-Madeira à Eurosondagem, que revelaremos em pormenor na edição imprensa de amanhã. Uma sondagem feita na semana passada, mais propriamente entre 12 e 14 de Julho que implicou 825 tentativas de entrevistas. Destas 117 (14,2%) não aceitaram colaborar, sendo validadas 708 entrevistas. A menos de três meses do sufrágio autárquico damos conta como estão posicionadas as já assumidas sete candidaturas à Câmara Municipal do Funchal e também revelamos que 15,3% dos funchalenses revelaram para já não saber em quem votar ou simplesmente não responderam à questão. O erro máximo da amostra é de 3,67%, para um grau de probabilidade de 95% e, como é norma, o estudo está já depositado na Entidade Reguladora para a Comunicação Social. No primeiro estudo rumos às Autárquicas de 1 de Outubro, publicado a 19 Janeiro deste ano, na altura com 16,3% de indecisos, na distribuição dos onze mandatos em disputa no Funchal, a lista liderada por Paulo Cafôfo, com 48% na projecção, poderia vir a ser responsável por 6 a 7 mandatos, enquanto que o PSD encabeçado por Rubina Leal, com 25,8%, teria ao seu alcance 3 a 4 lugares. Rui Barreto, com 8,7%, seria o único vereador centrista. Na altura, Artur Andrade e Gil Canha corriam o risco de não ser reeleitos. Em 2013, num sufrágio em que se registou 49,5% de abstenção, a então coligação ‘Mudança’, composta por PS-BE-PND-MPT-PTP-PAN venceu no Funchal com 39,2%, o que lhe garantiu cinco mandatos. A lista liderada por Paulo Cafôfo foi seguida do PSD com 32,4%, que renderam 4 mandatos, do CDS com 14,5% e da CDU com 8,3%, ambos com um mandato (texto do jornalista Ricardo Oliveira do DN-Funchal, com  devida venia)

domingo, julho 16, 2017

Opinião: Mais do que uma simples disputa autárquica no Funchal

A dois anos das eleições regionais de 2019 (Outubro) as autárquicas de 1 de Outubro, no caso da Madeira, significam politicamente muito mais do que as simples disputas partidárias à dimensão da freguesia ou do município.
Todos insistem na recusa em confundir atos eleitorais alegadamente diferentes, mas todos sabem também que só por hipocrisia, a meio mandato da atual legislatura regional, se pode dissociar dois tempos eleitorais diferentes é certo, separados dois anos entre si, mas que acabam por ter alguns protagonistas comuns a esses dois tempos eleitorais distintos.
Em função dos resultados de 1 de Outubro, muita coisa pode acontecer como também, o reverso da medalha, muita coisa pode deixar de concretizar-se traindo algumas expetativas.

Quer poupar (muito) dinheiro? Mude de banco

video
Os bancos continuam a aumentar as taxas, comissões e preços dos serviços, aos clientes. As subidas dos preços têm sido significativas e em poucos meses. Mas há soluções. Já pensou em mudar de banco para poupar (muito) dinheiro?

Há novas regras para o crédito à habitação. Saiba tudo o que vai mudar

video
Foi publicada a legislação que define novas regras nos contratos de crédito hipotecário. Vão ser reforçados os direitos dos devedores e dos fiadores. E também há novas medidas que impedem que o gestor bancário seja remunerado de acordo com o número de contratos que celebra. Estas são algumas das novidades que entram em vigor a 1 de janeiro de 2018 (Jornal Económico)

Cristiano Ronaldo já tinha uma bota de ouro (agora tem de cristais Swarovski)

video
Designer cria botas de luxo para comemorar o tempo do jogador na Premier League com o Manchester United e na Liga com o Real Madrid.

Aeroporto do Funchal: familiar de passageiro relata a #"epopeia" com o avião da Easyjet

video

Erro do piloto da Easyjet no aeroporto do Funchal? Tudo indica que sim...

video

sexta-feira, julho 14, 2017

Bruxelas inicia processo de infração a concessão de zona franca da Madeira

A Comissão Europeia iniciou um processo de infração contra Portugal por considerar que a atribuição de um contrato para gestão e exploração da zona franca da Madeira poderá infringir as regras. Para Bruxelas, a adjudicação direta do contrato à Sociedade de Desenvolvimento da Madeira, "sem um procedimento de concorrência" pode violar a diretiva 2014/23/UE
A Comissão Europeia iniciou um processo de infração contra Portugal por considerar que a atribuição de um contrato para gestão e exploração da zona franca da Madeira poderá infringir as regras da adjudicação de contratos de concessão. Com o envio, na quinta-feira, de uma carta de notificação, Bruxelas dá um prazo de dois meses para as autoridades portuguesas responderem. 

Por que é que escolheu essa fotografia de perfil no facebook? (este estudo sabe)

video
A fotografia de perfil nas redes sociais está diretamente relacionada com a personalidade. Esta é a principal conclusão do estudo “Analisar a personalidade através da escolha da fotografia de perfil nas redes sociais”, que fez uma análise exaustiva, a 66 mil utilizadores. Saiba o que a sua fotografia de perfil diz sobre si e pense bem se é essa a imagem que quer passar a um potencial empregador (Jornal de Negócios)

Recuso. Ponto!

As pessoas que me conhecem sabem o que eu penso sobre Passos Coelho, sobre a forma como geriu a austeridade imposta aos portugueses, a ladroagem que foi liderada por ele de foi a sua imagem de marca - independentemente do legado deixado por Sócrates -  e a forma como se comportou com o PSD da Madeira no tempo em que por lá estava, concretamente nas eleições regionais de 2011. Quando me confronto com a notícia de que ele vem outra vez em romaria para esta festa na Madeira - sempre me insurgi contra esta "colonização" do PSD regional em relação a dirigentes nacionais, por ocasião da festa, porque sempre achei que era, e continua a ser, um ato de menoridade de um partido que se vangloria de falar alto mas que depois mete a viola no saco em situações como estas - facilmente tomo a decisão.

quinta-feira, julho 13, 2017

Um conselho a Cafofo...

Pelo que já fui percebendo, recomendo a Paulo Cafofo que ponha o dossier da Frente-Mar bem à mão, porque durante a campanha eleitoral parece que vários partidos vão querer saber quem foi colocado na empresa municipal durante o atual mandato de PC, qual o orçamento da empresa para 2016 e 2017, que transferências extraordinárias foram feitas pela CMF para a dita empresa, quem é quem na empresa, qual o volume dos encargos salariais, etc. Espero que o Tribunal de Contas, instituição em quem confio plenamente, seja capaz de desvendar estes mistérios todos, incluindo a rubrica de "outros pagamentos" alegadamente feitos através da Frente-Mar mas para fins desconhecidos.

8 coisas que deve apagar do facebook (pela sua segurança)

video
O facebook tem quase 2 mil milhões de utilizadores. É um mundo de oportunidades, mas também de perigos. Os especialistas dizem agora, mais do que nunca, que informação a mais, pode ser um risco. Considere apagar estas oito informações, pela sua segurança (Jornal Económico)

Profissões turísticas são apostas ganhas

A rede de Escolas de Turismo que existem no nosso país espelha, atualmente, todos os requisitos a que uma boa formação na área não pode fugir (Jornal Económico)

Está a utilizar o e-mail de forma correta para assuntos de trabalho?

video
Há uma ‘etiqueta corporativa’ que deve ser posta em prática, diz Sandra Lamb, autora do livro “Writing Well for Business Success” (Jornal Económico)

Madeira: O mundo mágico da Fajã dos Padres

video
Na ilha da Madeira, a Fajã dos Padres é um pequeno paraíso, apenas acessível por barco ou teleférico No concelho madeirense da Ribeira Brava, a pouca distância do impressionante Cabo Girão, a Fajã dos Padres é um pequeno paraíso. Acessível apenas por mar ou através de um teleférico, este pedaço de terra oferece tudo o que a natureza tem de melhor. Na Fajã dos Padres pode aproveitar a praia, o restaurante, o alojamento em espaço rural, mas acima de tudo a beleza único deste local, onde o vinho Malvasia e a horta biológica são tesouros que merecem uma visita. A reportagem sobre a Fajã dos Padres e a Rota dos Cetáceos, na ilha da Madeira, integrou o quinto episódio da décima temporada de programas Boa Cama Boa Mesa, que estreou na SIC Notícias no passado dia 3 de junho de 2017 (Expresso)

TAP: vira o disco e toca o mesmo...

Já se sabe que a TAP confunde a chamada comunicação institucional - se quiserem a propaganda, muitas vezes a venda de gato por lebre - com a comunicação no terreno, com o respeito pelos deveres de informação e de comunicação entre a empresa e os passageiros.  Ainda esta semana, há escassos dias, um voo que deveria ter saído de Lisboa para o Funchal às 19.10 acabou por o fazer cerca de uma hora depois.

TAP: pormenores mas que demonstram incompetência

Desde que a TAP descobriu aquela teta leiteira dos lugares pagos - no caso das tarifas de valores mais inferiores - ficamos a saber que um aparelho tem zonas diferentes no seu interior, já que os custos dos lugares, caso o passageiro opte por fazer essa reserva sem ter tarifa adequada, oscilam entre os 10 e os 25 euros (os mais caros, incluindo nas portas das saídas de emergência, onde há mais espaço). Para quem não sabe passou a haver três zonas distintas: 

TAP e a cagança dos cartões

Eu acho piada ao check-in da TAP - e presumo que de outras companhias - quando utilizam portas que não dão acesso direto aos aviões. Uma coisa é esse acesso direto que justificam a diferenciação dos encartados - é tanta a cagança para irem depois todos de autocarro, nobreza e plebe, até ao avião regra geral estacionado numa zona própria nas imediações do terminal 2 - outra coisa é usarem transfer em autocarros da Groundforce.